publicidade


Posts com a Tag ‘Deodoro’

Tour pelas instalações olímpicas

terça-feira, 26 de agosto de 2014

No início do mês o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 fez um tour pelas instalações das competições para mostrar como está o andamento das obras. Quem quiser conferir um pouco do atual estágio da preparação carioca, basta clicar no vídeo abaixo.

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

Deodoro vai atrasar ainda mais?

sábado, 2 de agosto de 2014

Bom, se atrasar, já era. E por que escrevo isso?

Na próxima semana, o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 realiza um seminário para jornalistas do Brasil e de todo o mundo para detalhar como estão os preparativos da competição.

Essa reunião será a segunda reunião do gênero e ocorrerá no momento em que a cidade chega à marca de dois anos para o início dos Jogos, na terça-feira. Em outubro do ano passado, no primeiro encontro, foram disponibilizadas as datas de entrega das instalações esportivas.

Na ocasião, em novembro, fiz um post com o material disponibilizado. Em um deles, escrevi especificamente sobre o Complexo Esportivo de Deodoro, publiquei o quadro abaixo e sugeri que fosse guardado para futura cobrança:

deodoro1Mas na nova reunião com os jornalistas na próxima semana, esse quadro não poderá ser exibido. Isso porque, se consultada, a Empresa Olímpica Municipal (EOM) informará que as datas de entrega dos equipamentos de Deodoro são:

Centro Nacional de Tiro - Segundo trimestre de 2016.

Centro Olímpico BMX - Quarto trimestre de 2015.

Parque Olímpico de Mountain Bike - Quarto trimestre de 2015.

Centro de Hipismo - Segundo trimestre de 2016.

Centro Olímpico de Hóquei sobre Grama - Quarto trimestre de 2015.

Arena de Rúgbi e Pentatlo Moderno - Primeiro trimestre de 2016.

Circuito de Canoagem Slalom - Primeiro trimestre de 2016.

Como é possível verificar, entre a previsão de outubro de 2013 e a de julho, somente o Circuito de Canoagem Slalom manteve a data de entrega.

Mas, talvez, essa dança das datas não seja motivo de preocupação e o jornalista que vos escreve só pode estar fazendo terrorismo. Afinal, como o prefeito do Rio, Eduardo Paes, costuma dizer: “Temos (em Deodoro) 60% dos equipamentos prontos. O resto é muito simples“.

Simples!? Então, tá!

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

“Não concordo”. Então, tá!

terça-feira, 8 de julho de 2014

No fim da manhã de segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff interagiu por uma hora com internautas, via perfil do Palácio do Planalto, na rede social Facebook. Aproveitei e fiz uma pergunta a ela, que foi respondida.

Veja:

“Boa dia, presidenta. A dificuldade da máquina brasileira em tirar uma obra do papel e as brigas políticas são dois fatores que levaram ao atraso das obras da Copa. Como impedir que essas mesmas questões atrapalhem a preparação para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016? Visto que as obras de reforma e construção do Complexo Esportivo de Deodoro, que deveriam ter sido iniciadas em 2012, só tiveram o lançamento de sua pedra fundamental na quinta-feira passada.”

RESP.: “Michel, não é verdade que houve brigas políticas que atrasaram as obras da Copa. Não concordo que houve qualquer prejuízo para a Copa do Mundo com obras atrasadas. Não podemos repetir na Olimpíada o indevido pessimismo que houve na preparação da Copa. Isso é algo que devemos aprender. A prefeitura do Rio informa que 60% das obras do Complexo Deodoro estão prontas, restando 40%.”

Agora, tire as suas conclusões.

Aliás, nem comentei no blog a fanfarra que aconteceu em Deodoro para o início das obras de reforma e construção no complexo esportivo que, como disse, deveriam ter começado em 2012. E não faltou nada…como sempre, teve foguetes, corneta, tambor, tudo para celebrar o ato. Farra que foi comandada pelo já conhecido fogueteiro.

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

 

Pit Stop Olímpico na Copa

terça-feira, 1 de julho de 2014

Olá, pessoal. Como tinha dito, com a minha vinda para Brasília durante o período de Copa do Mundo, seria difícil atualizar o blog. Mas esta terça-feira me permitu que fizesse um rápido pit stop olímpico para uma rápida atualização das coisas que aconteceram.

Deodoro - A prefeitura do Rio anunciou que a empresa Ibeg Engenharia e Construções Ltda. foi a vencedora da licitação da Área Sul do Complexo Esportivo de Deodoro, ao ofertar o valor de R$ 157,132,193,92. A empresa será a resposável pela construção e reforma do Centro Nacional de Hipismo, a clínica veterinária, a ferradoria, a Vila dos Tratadores (três prédios de seis andares cada um). A homologação da vitória foi publicada nesta terça-feira no Diário Oficial do Município.

Cantando pneu - A maior fabricante de pneus do mundo, a Bridgestone virou a mais nova patrocinadora TOP do Comitê Olímpico Internacional (COI). A parceria tem validade até 2024 e englobou também os Jogos Olímpicos Rio-2016.

Cantando pneu II - A prefeitura do Rio abriu concorrência para a contratação de um empresa que será responsável por elaborar o Plano Operacional de Transportes e Tráfego para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Em disputa, um pagamento de até R$ 7.505.042,60.

Os primeiros - Saíram as primeiras vagas para a disputa dos Jogos Paralímpicos Rio-2016 e vieram do voleibol sentado. China e Estados Unidos (femininas) e Bósnia e Herzegovina e Irã (masculinas) foram as seleções classificadas após a disputa do Mundial da categoria na Polônia.

Adeus - A cidade de Lviv, na Ucrânia se retirou da disputa pela sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022. O motivo foi a atual crise política e econômica que vive o país. A pretensão é a de voltar à disputa em 2026.

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

Rescaldo da folga, Copa, Brasília, Rio-2016

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Após cinco dias de folga, estou de volta. O descanso foi para me preparar para a Copa do Mundo, já que estarei em Brasília durante toda a competição e viajo no domingo.

Aproveito para dizer que tentarei atualizar o blog durante a Copa do Mundo. Mas, caso não ocorra com frequência, peço a compreensão de todos.

E não é que nesses dias de folga muitas coisas aconteceram? Então, vamos fazer um breve rescaldo:

1 – Deodoro - Como escrevi no post anterior, o consórcio formado pelas empresas OAS/queiroz Galvão foi o vencedor da concorrência pela área norte do Complexo Esportivo de Deodoro. A prefeitura do Rio oficializou a vitória na segunda-feira.

2 – Campo de golfe - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) recomendou à prefeitura a suspensão das obras do campo de golfe, por problemas na licença ambiental. Com isso, temos um novo imbróglio.

3 – Transcarioca - A presidente Dilma inaugurou no domingo o BRT Transcarioca e liberou R$ 3 bilhões para os corredores Transolímpica e Transbrasil, além da duplicação do Elevado do Joá. As três obras, por exemplo, já deveriam estar em um ritmo muito maior do que o atual.

4 – Cartilha - O Comitê Organizador dos Jogos Rio-2016 tem publicado em sua página no facebook um guia para ajudar os turistas estrangeiros compreenderem as gírias cariocas. Já teve explicação para o que significa expressões como: gringo, tô ligado e lek.

Tópico do guia de gírias que o Rio-2016 tem publicado em sua página no Facebook (Reprodução)

Tópico do guia de gírias que o Rio-2016 tem publicado em sua página no Facebook (Reprodução)

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

Deodoro já tem o primeiro vencedor

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Ainda não é oficial, mas o consórcio formado pels empresas OAS/Queiroz Galvão colocou a mão na taça nesta sexta-feira ao ser o único a apresentar uma proposta na concorrência pela área norte do Complexo Esportivo de Deodoro, que contempla o Estádio de Canoagem Slalom, a pista de Mountain Bike, a pista de BMX, o Centro Nacional de Tiro Esportivo, a Arena de Rúgbi e Combinado do Pentatlo Moderno, a Arena Deodoro, o Centro de Hóquei sobre Grama e a piscina do Pentatlo Moderno.

Para ser declarado o vencedor, o consórcio precisará ter sua documentação aprovada. Como se trata de duas grandes empreiteiras, ninguém aposta em um revés.

Já a concorrência pela setor sul, promete. Três empresa apresentaram propostas para realizar as obras: Ibeg Engenharia e Construções Ltda., Porto Belo Engenharia e Comércio Ltda. e Sanerio Construções Ltda.

Lembro que as obras de construção e reforma do setor sul contemplam: o Centro Nacional de Hipismo, a clínica veterinária, a ferradoria, a Vila dos Tratadores (três prédios de seis andares cada um).

Todas as empresas passarão pela análise técnica de documentação. Se aprovadas, os envelopes com as propostas financeiras serão abertos e a melhor oferta no geral será declarada a vencedora.

A previsão é a de que até o fim da semana que vem os vencedores sejam aclamados.

Atualizado dia 30 de maio, às 23h05.

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

Deodoro sobe o valor dos Jogos e greve acaba

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Na quinta-feira, a prefeitura do Rio divulgou os editais de licitação para reforma e construção de instalações do Complexo de Deodoro e fez com que o custo dos Jogos Rio-2016 saltasse de R$ 36,7 bilhões para R$ 37,5 bilhões.

Tudo porque foram acrescentados os valores de R$ 804,2 milhões, por causa das despesas com Deodoro. A prefeitura, ao invés de realizar três licitações, optou por fundir duas das três zonas previstas.

Com a decisão, as zonas A e B, que ficam na Região Norte de Deodoro vão custar R$ 647,1 milhões e compreenderão: o Estádio de Canoagem Slalom, a pista de Mountain Bike, a pista de BMX, o Centro Nacional de Tiro Esportivo, a Arena de Rúgbi e Combinado do Pentatlo Moderno, a Arena Deodoro – onde acontecem a esgrima do Pentatlo e as preliminares do basquete feminino –, o Centro de Hóquei sobre Grama e a piscina do Pentatlo Moderno.

Já a zona C, na Região Sul, sairá por R$ 157,1 milhões e será composta pelo Centro Nacional de Hipismo, a clínica veterinária e a Vila dos Tratadores.

A promessa é a de que as obras comecem no segundo semestre deste ano e terminem no primeiro semestre de 2016.

Outro assunto que trazia dor-de-cabeça aos organizadores era a greve dos operários do Parque Olímpicos, que durou 14 dias. Os trabalhadores voltaram ao trabalho na quinta-feira, mas poderão parar novamente, caso as negociações reiniciadas com o consórcio Rio Mais para a concessão de novos benefícios não avancem.

Tanto o Rio Mais quanto a prefeitura do Rio garantem que a greve não atrapalhou o cronograma de obras e que as construções do Parque Olímpico estão em dia. Só lembro que falamos do atual cronograma e não daquele inicial em que obras já eram para estar prontas.

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

Paes fala sério mas parece brincar com a situação

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Diz o dito popular: “o pior cego é aquele que não quer ver”. E o prefeito do Rio, Eduardo Paes, a primeira vista, parece se enquadrar nele quando o assunto é as críticas feitas pelas Federações Internacionais de esportes olímpicos.

Na quarta-feira, Paes se pronunciou sobre o assunto e, ao invés de adotar uma postura conciliatória e agregadora, optou por desqualificar os críticos. E tentar pintar uma outra realidade.

- Não recebi essa avaliação do COI. Foi o presidente da Federação de Tênis (Francesco Ricci Bitti, que também preside a Associação das Federações Internacionais Olímpicas de Verão – Asoif), que não falou em nome do COI. Por acaso, o estádio dele está ficando pronto, dentro do cronograma. Eu discordo totalmente dele. Tivemos visita há 15 dias do COI. Se você pegar todas as obras de infraestrutura estão endereçadas e caminhando. Se você pegar o Parque Olímpico, totalmente caminhando. Todas as obras já se iniciaram – disse Paes.

A questão não é incorporar o “Complexo de Vira-latas” e abaixar a cabeça para tudo o que os dirigentes, principalmente, os de Federações Internacionais reclamam e pedem, até porque, eles reclamam e pedem muito. Mas também não é necessário ficar batendo boca sem ter razão.

Humildade, nessas horas, é o melhor remédio.

Por exemplo, a foto abaixo é do local onde ficará o Centro de Tênis, o estádio que Paes falou que está ficando pronto. E foi isso que Bitti viu quando esteve em março no Rio, a menos de mil dias para o início dos Jogos.

No quarteirão da frente será o Centro de Tênis e as quadras auxiliares. Atrás dele, onde estão os tubos pretos, o Centro Aquático (Foto: Michel Castellar)

No quarteirão da frente será o Centro de Tênis e as quadras auxiliares. Atrás dele, onde estão os tubos pretos, o Centro Aquático (Foto: Michel Castellar/MAR/2014)

Outra questão em que o prefeito do Rio parece estar desinformado, o que não creio, é quanto as instalações do Complexo de Deodoro. Leia o que ele falou:

- O que você tem é um problema conhecido que a gente está procurando recuperar o tempo perdido que é Deodoro, mas também dá prazo. A gente está preparado para publicar agora dia 16 abril a licitação, para as obras começarem no segundo semestre. São obras simples. É uma pista de BMX. É um negócio para cavalo saltar. E para cavalo saltar não precisa de estádio, nem de ar condicionado no estádio. São estruturas mais simples, mais rápidas de fazer. Tenho a minha preocupação com Deodoro, portanto não preciso de presidente nenhum de federação falar isso para mim. Essa preocupação é minha. Eu alerto com relação isso.

Alguém precisa alertá-lo que uma das instalações mais complexas dos Jogos está em Deodoro: o parque de canoagem slalom. Londres amargou um prejuízo porque depois do projeto pronto, viram que estava errado e precisaram corrigí-lo.

Por fim, diz o prefeito do Rio…

- É uma tarefa dificílima fazer uma Olimpíada. Nesse momento a gente está fazendo só dois BRTs, só estamos fazendo toda a Zona Portuária, só estamos fazendo com o Estado a linha 4 do metrô, só estamos fazendo todos os piscinões da Praça da Bandeira, só estamos duplicando a Avenida Ayrton Senna da Abelardo Bueno a Salvador Alende, temos que começar agora a duplicação do Viaduto do Joá, só estamos fazendo o Parque Olímpico, só estamos fazendo o Parque Deodoro. São um conjunto de intervenções. É tudo muito difícil. É um exercício, dever de casa supercomplexo, mas não há nenhuma questão assim dramática. A prefeitura vai dar conta. Vamos fazer a melhor Olimpíada da história – prometeu Paes.

Acho que depois dessa, só me resta a escrever: “que os anjos digam amém”.

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

Caminho livre para as instalações de Deodoro

domingo, 30 de março de 2014

Com a correria, nem escrevi que a licitação responsável por abrir os caminhos do Complexo Esportivo de Deodoro para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 foi concluída na sexta-feira. A MRJE Construtora foi a vencedora da concorrência para as obras de domínio urbano do complexo.

O domínio urbano são as obras de melhorias viárias em 11 vias de Deodoro, que vão desde pavimentação e acessibilidade à construção de ferrovias e reforma de calçadas. Para tanto, o valor gasto será de R$ 49,3 milhões e os recursos virão do Ministério do Esporte.

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.

Saiba as novidades da licitação de Deodoro

terça-feira, 25 de março de 2014

A Empresa Olímpica Municipal (EOM) já decidiu como será a licitação das obras de construção e reformas dos equipamentos esportivos no Complexo de Deodoro para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016. A intenção é a de que os editais sejam liberados até a primeira quinzena de abril e há novidades quanto a forma como as instalações serão licitadas.

As instalações foram divididas em três zonas:

A – Parque Radical - Composta pelo Estádio Olímpico de Canoagem Slalom, pelo Parque Olímpico de Mountain Bike e pelo Centro Olímpico de BMX.

B – Área Central - O Centro Nacional de Tiro Esportivo, a Arena de Rugby e Pentatlo Moderno, a Arena Deodoro, o Centro Olímpico de Hóquei sobre Grama e o Centro Aquático de Pentatlo Moderno.

C – Centro Nacional de Hipismo - A Clínica Veterinária, a Ferradoria e a Vila dos Tratadores (são três prédios de seis andares cada um).

E ao invés de licitar instalação por instalação ou tudo em um só pacote, a EOM optou por dividí-las em duas grandes áreas: a Norte e a Sul.

A licitação referente à área Norte compreenderá as zonas A e B.

Já a licitação referente à área Sul compreenderá a zona C.

Para ficar por dentro das novidades do blog, siga-o no twitter: @LANCE_RIO2016.


.