publicidade


Posts com a Tag ‘Neymar’

Neymar não vai renovar com o Santos. E agora?

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Neymar representa!

domingo, 14 de abril de 2013

O protesto virtual de santistas que ganhou destaque nos últimos dias poderia mudar o seu bordão depois de sábado, na vitória por 4 a 0 sobre o União Barbarense, pelo Paulistão: “Esse craque me representa”, deveriam espalhar pela internet os torcedores sobre Neymar, após os quatro gols no encharcado gramado do Estádio Antônio Lins Guimarães, em Santa Bárbara d’Oeste.

Fato é que o Santos não tem jogado bonito na atual temporada também por culpa do fraco nível dos adversários e estrutura precária do futebol brasileiro. No empate pela Copa do Brasil diante do Flamango-PI – que desencadeou a criação do blog http://essetimenaomerepresenta.tumblr.com – o Peixe sofreu para jogar em um campo que a bola quicava mais que showbol. Ontem, pelo Paulistão, a redonda boiava nas poças como se fosse uma partida de polo aquático. Como praticar o tão desejado futebol arte assim?

Com Neymar sempre é possível!

Até mesmo em condições adversas a técnica do craque pode se destacar. No primeiro gol ele contou com a falha do zagueiro Rafael Silva e concluiu com categoria. No segundo foi oportunista e apenas empurrou para a rede, quase igual ao terceiro, mas com um toque de efeito. Depois ainda arrancou driblando a água para estufar a rede adversária: 4 a 0.
Mesmo que o grupo queira se desprender da dependência, segue mais torcendo para que a Joia se desvencilhe das faltas do que jogando bonito. Pelo menos dessa vez criou as chances para que ele concluísse

O técnico Tatá, que substituiu Muricy Ramalho outra vez por problemas de saúde, tentou inovar com a entrada de Patito no meio em busca da desejada ofensividade. Até que deu certo! A raça, tão cobrada pela torcida, também foi mais incisiva.

A goleada dá um respiro, mas não a paz. Afinal, não são apenas os 12 gols de Neymar na competição que podem representar uma nação toda!

Santos é estático como time de pebolim

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Os primeiros jogos do Peixe na temporada esboçavam um time com muitas trocas de posições no meio de campo, que naturalmente faziam surgir mais espaços. A cada jogo o setor foi se tornando mais estático, como em grande parte do confronto de quarta-feira, contra o Flamengo-PI. Quando deixou de ser uma equipe de pebolim, com os jogadores travados em seus respectivos posicionamentos, o Santos teve relampejos de brilho.

Claro que o calor da noite em Teresina e o péssimo gramado amoleceram o Alvinegro Praiano. Porém, fica difícil ver a técnica de Montillo e Neymar se sobressaírem nas pontas do gramado.

Alan Santos, que substituiu Arouca, ficou mais preso à marcação ao lado de Renê Júnior, o que desconstruiu um pouco o desenho de losango que Muricy Ramalho tanto gosta no meio. Cícero vinha buscar a bola pelo miolo, enquanto Neymar e Montillo ficavam abertos, às vezes trocando de lado. O Flamengo-PI congestionava então as laterais.

As oportunidades começaram a aparecer quando os dois santistas passaram a usar a diagonal para o meio, não só em direção à área, mas também para buscar jogo. Em uma delas, de costas para o gol, Neymar deu lindo passe de letra que deixou Giva na cara do gol para abrir o marcador. Logo depois o argentino fechou para a área e aproveitou cruzamento da Joia para fazer. Mas foi só.

Lá atrás Rafael e Durval voltaram a falhar, em um setor lento, incapaz de evitar o empate em 2 a 2.

A marra é o começo do fim! Giva está certo?

terça-feira, 2 de abril de 2013

Giva, a nova revelação do Peixe, mostrou preocupação com o sucesso repentino, enquanto Neymar é criticado por sua exposição na mídia. Será que o garoto vai manter a linha quando seu sucesso for mais consolidado?

Acredite se quiser!

segunda-feira, 1 de abril de 2013

O Palmeiras foi um dos destaque da rodada no Campeonato Paulista ao vencer o Linense por 2 a 1, no Pacaembu lotado. O placar não resumiu a superioridade do Verdão durante os 90 minutos de jogo, mas o triunfo não foi ameaçado pela equipe do interior em nenhum momento.

Gilson Kleina poupou alguns titulares para o confronto decisivo diante do Tigre, amanhã, pela Libertadores e mostrou que o seu elenco está recheado de boas opções. Se continuar jogando esse futebol vistoso, o Alviverde deve brigar pelos títulos da competição continental e do Estadual, além de conquistar a Série B do Brasileiro com um pé nas costas.

No Morumbi o Corinthians venceu o São Paulo de virada, também por 2 a 1. Rafael Toloi foi um monstro na zaga e justificou a escolha de Ney Franco em manter o experiente Lúcio no banco de reservas. Rogério Ceni foi outro que se destacou, principalmente quando foi exigido para sair com os pés, mas acabou prejudicado pelo árbitro que marcou pênalti em Pato no fim.

Luis Fabiano aprendeu a lição e não foi reclamar após o término da partida, mesmo que os são-paulinos tivessem total razão de colocar a culpa do revés no apito, e não nas oportunidades perdidas pela equipe.

Mais tarde, o Santos entrou em campo contra o Oeste e Neymar – que foi aplaudido durante a semana na Vila Belmiro – mal foi notado em campo. Fez um gol por pura sorte e ficou bem abaixo do decisivo Montillo. A sorte do técnico Muricy Ramalho é que o Peixe jogou bonito mais uma vez e não depende apenas do craque. Também venceu por 2 a 1!

Entre os menores, o Guarani voltou a ser gigante e encheu o bugrino de esperança no Brinco de Ouro. Pena que foi derrotado por 3 a 0 para o Atlético Sorocaba.

Você que não viu os jogos no fim de semana porque estava mais ocupado devorando os ovos de chocolate da Páscoa que ganhou, não acredite em tudo, já que hoje, dia primeiro de abril, é o dia da mentira.

ATENÇÃO: NESSA COLUNA, APENAS OS PLACARES SÃO VERDADEIROS

Ainda falta ver o Montillo deslanchar

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Miralles e Neymar têm agora cinco gols cada na temporada, Cícero vem atrás com quatro. Por enquanto, apenas esses três jogadores balançaram as redes em jogos oficiais pelo Peixe em 2013 – Bill e Galhardo anotaram em amistoso contra o Barueri, com mais um de Neymar e um de Miralles.

Com Neymar na Seleção, André teve nova chance e acabou substituído por Pinga. Por sinal, Pinga mostrou bem mais serviço que o atacante até aqui. Montillo também está devendo, pode chamar mais a responsabilidade e partir para cima.

Se nos últimos anos a Neymardependência era sempre citada, no início deste ano está dividida com mais dois. Muito pouco ainda para a versatilidade dessa bela equipe santista, que deve deslanchar mais e é grande candidata ao título do Paulistão.

Depois de defender a Argentina, será que o camisa 10 volta com tudo e se aproxima do trio goleador?

O segredo do Santos é revelar!

sábado, 26 de janeiro de 2013

Foi o segundo título da Copinha conquistado pelo Santos, pouco para quem revelou tantos craques nos últimos anos. Mas isso tem um motivo lógico: a prioridade do Peixe não está apenas em conquistar troféus nas categorias de base, mas sim formar o atleta para o profissional.

Gestores profissionais e capacitados para projetos que trabalhem os garotos como indivíduos carentes de atenção, tanto na parte física quanto na psicológica, têm sido mais frequentes nos planos dos clubes brasileiros. Os resultados ainda estão aquém do esperado porque, por mais que o discurso seja de formação, existe a pressão por resultados, títulos e promoções precoces de atletas que ainda deveriam ser mais bem cuidados.

Os times ainda investem pouco em algo que pode ser fundamental para o sucesso – na média, os grandes paulistas gastam cerca de R$ 1,5 milhão por mês com seus respectivos departamentos – e quanto maior o custo, maior a pressão. Como aconteceu com o São Paulo desde que inaugurou o CT de Cotia.

Mas o Santos faz algo diferente. Primeiro antecipa esse trabalho para meninos com menos de dez anos, e não apenas os que estão prestes a subir. Do time campeão, poucos chegaram depois, a base do time vem das categorias mais novas. Aliás, esse tipo de contratação para a Copinha é comum em outras equipes que abrem demais as portas para empresários, e atrapalham a sequência.
Alguns não dão certo, como Jean Chera, que recebeu salário de gente grande por anos e não vingou na Vila Belmiro, mas é um risco que se deve correr, o saldo é positivo no Peixe.

Três campos simples, investimentos dentro da média e planos de um CT novo. O Santos não tem muitas diferenças na estrutura em relação os outros, porém, revela mais pela sua filosofia. Quem quer colher, tem que saber plantar!

Mesclar é bom

O Corinthians conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior no ano passado. Cinco subiram para o profissional: Marquinhos, que foi vendido para a Roma (ITA), Matheus Caldeira, Denner, Antonio Carlos e Giovanni. Sempre é bom aproveitar o celeiro, mas com moderação. A mescla é importante para não colocar os garotos na fogueira e deixá-los amadurecer entre os craques.

Emancipados

O Flamengo sempre revelou craques, mas alguns ganham a etiqueta antes mesmo de saírem da fábrica. Se um garoto faz boa partida entre os profissionais já é considerado a salvação da lavoura. Mas sem nenhum trabalho de acompanhamento, o talento se perde antes mesmo de estourar. Duas promessas vivem o dilema hoje: Adryan vai mal e Mattheus pode sair.

Santos: Só deu fome e sono até o castigo no fim!

sábado, 10 de novembro de 2012

Sábado de plantão alongado com a rodada noturna dos clubes paulistas no Campeonato Brasileiro. Ainda bem que pudemos entrar um pouco mais tarde e dormi até a hora do almoço, pois seria difícil enfrentar o sono assistindo o primeiro tempo do Santos contra o Atlético-GO, no Bezerrão.

Claro que a importância do confronto já dava indícios do desinteresse, mas sempre fica a esperança de ver Neymar fazendo algo mirabolante. Poderia ser um jogo para colocá-lo na briga pela artilharia, mas o camisa 11 ficou devendo para o torcedor do Distrito Federal com apenas algumas arrancadas pela esquerda.

Destaco como positiva a chegada de Felipe Anderson na ponta do losango, formado com Adriano, Henrique e Arouca. O meia ganhou confiança após a saída de Ganso e encosta mais para tabelar com o pivô André.

Mas foi pouco, me chamou menos a atenção do que o alvoroço na redação do LANCE!, dos que estavam escalados para o jogo do Corinthians, quando chegaram as pizzas pedidas para o jantar.

O cheirinho de comida me torturou ainda mais, então comecei a questionar o repórter Bruno Cassucci se não veríamos um chute a gol pelo menos. No mesmo minuto veio o gol, que não foi de chute, mas pela cabeça de Bruno Rodrigo, no estilo Muricybol.

Faltando cinco minutos para o fim do jogo, nada havia mudado. Então o time da casa aproveitou a preguiça santista para empatar. Justo! Mas a virada foi castigo, com toque do árbitro na jogada e pênalti ridículo de Rafael.

A maior paixão dos boleiros são os carros ou as mulheres?

sábado, 3 de novembro de 2012

Não é só com a bola no pé que Neymar ganha destaque na mídia. Os carrões do craque, por exemplo, e as belas mulheres com que anda são assuntos sempre noticiados. Mas isso não ocorre só com o santista, afinal, esse tipo de glamour está entre os boleiros faz tempo.

O setor automobilístico é um dos que mais investe no futebol, seja patrocinando clubes, competições ou até jogadores. Os mais sortudos podem até receber para desfilar com um carrão, enquanto os outros gastam os primeiros salários milionários para manterem os estacionamentos de centros de treinamentos de futebol mais parecidos com o Salão do Automóvel.

Paixão pelas máquinas ou para chamar a atenção das mulheres? Qual o motivo que leva a boleirada a fazer tamanho investimento?

Confira abaixo a minha reportagem no Salão do Automóvel de São Paulo para tentar explicar:

Fifa: ‘Neymar não se cansa de ganhar’

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Torcedores santistas, vamos deixar para discutir a misteriosa história da braçadeira de capitão em outra hora. O Peixe é campeão da Recopa Sul-Americana, um título que precisa ser muito bem comemorado, sim.

Logo após a vitória por 2 a 0 sobra a forte Universidade de Chile, o site oficial da Fifa, maior entidade do futebol, estampou: “Santos de Neymar não se cansa de ser campeão”. Isso é motivo de tremendo orgulho para a grandeza do clube, que se acostumou a conquistar tudo o que aparecesse pela frente desde os tempos de Pelé.

Neymar foi mais uma vez decisivo, ficou muito acima do time, que precisa ser replanejado para a temporada que vem. Talvez por isso o mau-humor constante de Muricy Ramalho nas declarações. Ontem o superintendente de futebol, Felipe Faro, disse que os R$ 23 milhões da venda de Ganso vão para contratações. Que o torcedor cobre isso.

Agora, punir Victor Andrade tirando-o do banco por ter recebido um cartão amarelo é punir a equipe e o torcedor santista. O garoto merece mais espaço e uma conversa dura poderia ter sido menos prejudicial ao Santos Futebol Clube.