publicidade


Coritiba 3 x 2 Vasco (3 x 3 agregado, vantagem vascaína no gol fora) – Vasco campeão da Copa do Brasil

por Mauro Beting em 09.jun.2011 às 1:19h

Vascaíno, você lembra como acordou em 24 de março de 2003? Se não recorda exatamente o que foi aquela manhã de segunda-feira, saiba que a sensação é praticamente a mesma que você teve ontem ao levantar da cama depois de erguer a Copa do Brasil numa das mais emotivas celebrações de título dos últimos tempos. Também porque o Vasco, entre os grandes brasileiros, era quem há mais tempo não comemorava um caneco de primeira. Desde aquele março de 2003, depois de vencer duas vezes o Fluminense por 2 a 1, no RJ-03.

A sensação é ainda melhor porque parecia muito longe de ser alcançada no ínicio do ano, com um elenco fragilizado. Um time que só soube perder nos primeiros quatro jogos na Taça Guanabara, num começo antológico e de anedota. Só foi ganhar o sexto na estreia de Ricardo Gomes. Só recebeu um reforço de nível como Bernardo (reserva com bola de titular) no oitavo jogo. E, desde então, ganhou Leandro, Elton, Diego Souza, Alecsandro. Recuperou Felipe como comandante da nau-bala. Firmou Anderson Martins e Eduardo Costa. Reafirmou Fernando Prass e Dedé. Liberou Carlos Alberto. Reencontrou Dinamite com a vitória. Com o Vasco.

Vencedor contra um vice-campeão mais campeão que vice. O Coritiba das 24 vitórias seguidas históricas em 2011. Um Coxa que jogou bem em São Januário na outra semana, no domingo goleou os reservas vascaínos até então 100%, e venceu na grande e emocionante decisão no Couto Pereira um Vasco batido em tiros longos, e nas bolas altas que superaram uma escalação infeliz de Marcelo Oliveira. Quando o Coxa voltou a ser o time rápido e incisivo, com dois meias e dois atacantes, fez além do dever de casa, e só parou em Fernando Prass, de história igualmente bonita no clube.

O Coritiba só não ganhou a inédita Copa do Brasil porque o regulamento privilegia quem faz mais gols fora de casa. Algo melhor que uma disputa de pênaltis que só consagra goleiros. Mas não necessariamente define o melhor de uma competição. Algo que merece discussão, ainda mais num esporte com diferenças cada vez menos… diferentes. Não apenas isso se pode ponderar. Até mesmo a “vantagem” da decisão em casa no jogo de volta. Neste século, tirando a decisão carioca de 2006, a volta olímpica só não foi do visitante em 2003 e 2008. Em decisões pautadas algumas vezes pela imperiosa necessidade de fazer muito mais futebol e gols como mandante por um golzão sofrido em casa no jogo decisivo. Um gol dolorido como a falha feia de Edson Bastos no chutelongo de Éder Luiz. O gol do título. Típico de campeão. Típico do Vasco enfim vascaíno.

Tags: , ,

39 comentários para “Coritiba 3 x 2 Vasco (3 x 3 agregado, vantagem vascaína no gol fora) – Vasco campeão da Copa do Brasil”

  1. magno disse:

    Vascoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
    Campeãooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
    A torcida melhor do mundoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

  2. VASCAÍNO CAMPEÃO! disse:

    CHORA MULAMBOS OTÁRIOS!!! AGORA VÃO DIZER AQUILO: O VASCO É VICA, E Q NUM SEI O Q…VÃO TOMA NO RABO! E VICE É O CARALHO!

  3. Marcos Filipe Pereira disse:

    Mauro,
    pelo seu comentário o Vasco não teve muito mérito no jogo de hoje para poder ser campeão. Realmente o Vasco nao colocou a bola no chão e tecnicamente nao foi bem, mas mostramos ter jogadores decisivos e de fibra. Aguentou a pressão terrível do ambiente do jogo.

    Quer saber, cansei de ver o Vasco ser superior e perder uma final. Se for pra jogar mal e levar a taça prefiro a segunda opção.

    Acho que se o Coxa fosse campeão seu titulo aqui seria ” Coxa campeão” com justiça”.

    Mas pelo menos em 2011 não dá mais pra eles.

  4. Thales Rocha disse:

    Muito dificil escrever “Parabéns VASCO” ?

    Chuuuuuuuuuuuuuupa “flapress”

  5. JOTHA SANTOS disse:

    OLA MAURO BOM DIA BOM JOGO O DO VASCO A GENTE SABIA QUE SERIA MUITO DIFICIL,MAS DEU PRO GASTO

  6. Paulo Marcio - Itu-SP disse:

    é CAMPEÃO !!!
    Proxima estação do trem bala: Libertadores

    Vasco, Contra tudo e contra todos.

    []‘s

  7. Rafael disse:

    Mauro, vc não acha que a final da Copa BR deveria ser em jogo único em campo neutro como fazem nas principais Copas européias ou então eliminar a vantagem do gol fora de casa, assim como acontece na Libertadores nas finais? No caso desse jogo de Coritiba e Vasco a final poderia ser num Morumbi em SP. Quando a final é entre mineiros e paulistas, deveria ser no Maracanã (supondo que esteja em pleno funcionamento) e assim por diante.

  8. BANDA DIFERENÇA BESS disse:

    parabens VASCÃO

  9. Amilcar disse:

    Maravilhoso o texto!! Vascão campeão!! Grande abraço à toda nação!

  10. CHICO disse:

    COMO RUBRO NEGRO EU GOSTARIA DE PARABENIZAR A TODOS OS VASCAÍNOS QUE CONSEGUIRAM SOBREVIVER A ESSA FINAL.
    EXPLICO: DEPOIS DE TANTO TEMPO SEM GANHAR NADA ALGUNS VASCAÍNOS JÁ ESTAVAM SE PREPARANDO PARA MAIS UM VICE CAMPEONATO.
    QUANDO SOUBERAM QUE NÃO SERIA O FLAMENGO A ENFRENTÁ-LOS FICARAM MAIS TRANQUILOS.
    MAS QUE O SENHOR “JUIZ” DEU UMA AJUDINHA, AH! ISSO DEU.
    EM TEMPO: AQUI ONDE MORO AS CAMISAS DO VASCO SÓ COMEÇARAM A APARECER HOJE E COM UM CHEIRO TERRÍVEL DE NAFTALINA.
    POR QUE SERÁ?

  11. Waldecir Stein disse:

    Foi um título com a cara do Vasco. Foi sofrido sim, mas merecido. Um título para uma nação de apaixonados.

  12. Fábio Chamusca disse:

    Não vai falar nada sobre o Salvio? Tem certeza? Jura?

  13. JOSÉ CALASANS disse:

    QUANTO MAIS SOFRIDO MELHOR !!!
    É UMA FRASE QUE LITERALMENTE REPRESENTA A MAIS PURA VERDADE, FOI DURO ACOMPANHAR A PARTIDA, NERVOSA, IMAGINO O QUE FELIPE E DIEGO SOUZA NÃO ESTAVAM SENTINDO AO SEREM SUBSTITUIDOS… TODOS OS VASCAÍNOS FICARAM SEM AS UNHAS, ROERAM ATÉ MESMO OS DEDOS…. MAS O GRITO FINAL DE CAMPEÃO ROMPEU FRONTEIRAS, ESTAVA ENGASGADO À MUITO TEMPO. CURTAM COMO EU IRMÃO VASCAÍNOS, PODEM DIZER O QUE QUISEREM, MAS POR ENQUANTO O BRASIL EM 2011 É NOSSO.
    OBS: ESPERAVA MAIS DE DIEGO SOUZA, DEU UM PASSE E SE ESCONDEU NO GORRO… DEIXA PRA LÁ….VASCÃO CAMPEÃO……………………….

  14. anderson disse:

    vasco tem time, vasco tem camisa, vasco term torcida mais apaixonada do brasil vaso tem tradição parabéns a todos os vascaínos e rumo a libertadores ano que vem

  15. Bruno BZ disse:

    Putz! Se fosse o FRAmengo campeão a imprensa tava se abrindo toda pra Luxemburro, o ex-jogador e ex-melhor do mundo R10. Mas como é meu VASCO o melhor time do Brasil hoje escuto e leio estes comentários padrões e decorados, pra ser bem educado!

    Coritiba, parabéns! Time fenomenal… Só deu mais brilho a esta final com o tetra campeão brasileiro, campeão sulamericano, da libertadores, e “algumas” vezes carioca, só pra citar alguns títulos do gigante!

    Saudações vascaínas, este sim, time de guerreiros!

    Glorioso? Foi ver meu VASCO campeão na casa do até então time de melhor futebol do Brasil em 2011.

  16. gio disse:

    PEÇO DESCULPAS AO CARO COLEGA, MAS NÃO CONSIDERO QUE A SENSAÇÃO SEJA A MESMA NÃO.
    SEM NENHUMA ARROGANCIA OU PRETENSÃO, AFIRMO QUE, PELA GRANDEZA DA INSTITUIÇÃO, VASCO DA GAMA; DIGO QUE COMO GRANDE DO FUTEBOL BRASILEIRO, UM TÍTULO DA COPA DO BRASIL REPRESENTA O 1º DEGRAU APENAS. COMO GRANDE, O CLUBE, DEVE FOCAR TÍTULOS IMPORTANTES, COMO; BRASILEIRÃO E LIBERTADORES. ESTADUAL NÃO TEM PESO NENHUM. NÃO LEVA A LUGAR NENHUM.
    O mundialito, em tókyo, também não tem muita graça, pois apenas um jogo tem importância. Por isso, considero um MUNDIALITO. E tem mais. Um legítimo campeão da LIBERTADORES, deve ganhar de times argentinos.

  17. elimar disse:

    Mauro, pq a maioria dos jornalistas acham que o Vasco vai ficar em decimo segundo lugar no brasileirão? Sinceramente não vejo doze clubes superiores ao vasco na competição

  18. Ricardo Gomes…

    Bom, o que falar de Ricardo Gomes?

    Vamos lá.

    Ricardo Gomes não tem um “pojeto”.

    Não bola esquemas táticos mirabolantes.

    Não briga com repórteres nas coletivas.

    Não é obcecado por estrutura.

    Não sabe o que é “treinabilidade”.

    Agora, faz uma pausa.

    Respira.

    Continua.

    Ricardo Gomes não implora por medalhões.

    Não promete atuações à Barcelona.

    Não destrata jogador.

    Não faz média barata com a torcida.

    Não faz caras e bocas à beira do gramado.

    Não, Ricardo Gomes não virou o melhor treinador do Brasil.

    Mas, provou que se pode ser campeão sem “pojeto”.

    Sem esquemas mirabolantes.

    Sem brigar com a imprensa.

    Sem bitolar com estrutura.

    Sem falar difícil.

    Sem prometer atuações de gala.

    Sem destratar jogador.

    Sem fazer caras e bocas à beira do gramado.

    E sem fazer média com a torcida.

    Parabéns ao Vasco, justíssimo campeão da Copa do Brasil 2011.

    Parabéns ao Coritiba, que, embora sem taça, pode se considerar um vencedor.

    Ah, esqueci uma coisinha.

    Ricardo Gomes é tricolor de coração.

    Brincadeirinha…

    Boa quinta!

    Abraço!

  19. sandro disse:

    O vasco joga cem vezes melhor fora de casa, sem pressão de sua própria torcida. Estão se acostumando a isso. Tinha esperança do coxa superar o vasco mas não deu.

  20. Fernando Eduardo disse:

    mAurO coNcordO coM vc eM Quase tudU.Menos No fiNAl eM Q vc fAlA Q O edSoN bAstos .. falhOu .. nUnkA NenHum goleirO nU mUndO peGava Um bolA dAQueLa.. A cuLpa NaO fOi deLe .. e nem dO eder Luis .. Que chutOu AquelA bolA .. A culpA e de queM A fornece A nike .. issU PrOva . u Q Muitos e Muitos goleirOs .. dizeM hj eM diA .. Q os fAbricAntes fazem bolAs .. pArA AtAncAntes coM bill fAzerem gols . Vc ViU qts curvA A bolA fez nAqueLe chute Olhe denOvU .. Alem de fAzeR curvA ela pego MUitA velOcidAdE … MAs di resTo .. concOrdO com vc AbraÇoss…

  21. Pedro Gilberto Carvalho Vieira disse:

    Incrivel como a arbitragem protege ou erra ou talvez a mando de alguem,mas sempre em favor do eixo rio são paulo,desculpe no futebol não posso por o nome desta cidades com letras maiúsculas, dois penaltis pro atletico mineiro contra o são paulo ontem não marcados, um penalti escandaloso pro coritiba contra o vasco tbem não marcado, será coincidência não é no país nogento onde tudo se resolve por baixo dos panos, inclusive com os pallocis da vida do futebol que só tem resultados arrumados por essa mafia do futebol brasileiro, anno passado ficou feio o que fizeram pro fluminense ser campeão, quem vcs escolheram este ano o são paulo pela arbitragem de ontem creio que sim, e ainda tem otario que vai a estadio de futebol.O SUL É MEU PAÍS o resto é o que vcs ja sabem mafia falcatruas e politicagem desta corja que vive da divisa do Paraná pra cima.

  22. Mark disse:

    Poxa… vocês exaltaram o técnico, os jogadores, a diretoria mas esqueceram de exaltar o principal responsável pelo título de ontem… SALVIO ESPINDOLA, grande árbitro e vascaíno de coração! Isso sim ficou evidente ontem… PALHAÇADA! CHEGA DE APITO TENDENCIOSO FAVORECENDO SEMPRE O EIXO RJ-SP. BASTA…

  23. MARCELO disse:

    Desculpe-me Mauro, mas não entendi seu comentário… você diz que os gols fora de casa benefecia nem sempre o melhor time? Ora quantas vezes eu vi tantos bons times perderem em casa para adversários inferiores… Lembrando a final da Libertadores entre Fluminense e LDU que em todo o torneio foi disputado com o gol fora de casa como critério de desempate e na final não teve.
    A LDU venceu em casa por 4X2 e no Rio o Flu venceu por 3×1, se fosse como antes, o Flu seria campeão. É claro que os clubes leem e assinam o regulamento…como adivinhar! Mas você lembra…quem fez a melhor campanha daquele ano, eliminando em jogos históricos o São Paulo e o Boca Juniors? O Flu perdeu em casa nos penaltis. O que eu quero dizer é o seguinte, não importa a forma de disputa. Final é final!! Ou você continua preferindo os penaltis? Ah ô Mauro, com todo respeito ao Coritiba, mas na Copa do Brasil se não fosse aquela “derrapada inexperada” do Palmeiras, o Coxa não teria essa mídia toda, não! Que me perdoem os “vovôs”, mas essa é minha opinião!! Antes que eu esqueça!! Saudações Vascaínas e sou seu fã!!! Aquele abraço!!

  24. Henrique Moura disse:

    Mauro,

    O charme da Copa do Brasil é exatamente o de ter final e o de critérios de desempate que diminui muito a possibilidade de decisão nos penaltis. Pq o critério de gols marcados fora de casa é justo, visto que mostra que o time, mesmo como visitante, ´jogou pra frente.
    Outra possibilidade seria marcar o jogo em campo neutro, mais nesse caso, os times do eixo Rio-SP teriam vantagem sobre outros, visto que suas imensas torcidas estão espalhadas por todo o Brasil. Por exemplo, ontem, em qualquer outro local q fosse o jogo q não o Paraná o Vasco levaria vantagem em torcida, por isso, acho justo o critério atual que aliás sempre fez muito sucesso e trouxe muito charme à Copa do Brasil.

  25. pedro pereira disse:

    Mauro,

    O que acontece com os comentaristas, treinadores e boleiros em geral que hoje medem a qualidade do futebol pelo termo eletrizante? Sei que o pessoal da tv tem interesse em vender o peixe, e não depreciar o produto depreciado (embora sei também que isso é naturalmente antijornalistico). Mas o jogo de ontem foi uma pelada… eletrizante, é verdade, para a torcida, mas sem qualidade. Ora, o Vasco jogou covardemente, e o Coritiba, incensado pelo toque de bola (?), abusou da tática irlandesa de 1935: os chuveirinhos. Custa dizer: “É um jogo de baixo nível técnico, embora emocionante?” Será que um jogo de baixo nível técnico (e tático) não pode ser emociante? Sabe, Mauro, parece que há uma cegueira geral que faz com que a cada jogo que o Brasil perde, por exemplo, as pessoas olhem uma para outras e perguntem-se: “Porque?” Ora, Jadson, Felipe Melo, André Santos, Robinho, Lucas (o volante), Henrique, Fred, Michel Bastos… É preciso perguntar porque? Porque o Brasil sempre foi campeão tendo jogadores superiores aos adversários; e não pouco superiores, mas muito. Assim foi com Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho, esse trio. Bebeto e Romário. Pelé, Jarzinho e Tostão. Garrincha, Pelé etc. O Brasil não foi campeão necessariamente por causa dos técnicos! Mas, muitas vezes, apesar dos técnicos. Isso não quer dizer que sejamos injustos com os técnicos, mas uma realidade. Então, é preciso que, seja qual for o treinador, o time conte com três extra-séries, e que o plantel, no geral, seja superior ao dos adversários. Ora, nosso lateral esquerdo é comum, o Daniel Alves é comum (mas joga no Barça e se passa por craque; o Maicon é muito mais jogador do que ele; o tempo se encarregará de dizer isso); o volante Lucas não é um craque na posição, mas um bom jogador. O mesmo o Jadson, que é muito inferior ao Lucas do São Paulo. Cadê o Walter, ex-Inter? Esse era um centroavante promissor. Porque o Mano não corre atrás desse cara e traz ele de volta para a realidade, dá força? Cadê o Marcelo do Real Madri? Que papo-furado é esse que ele não pode jogar? Mauro, suspeito que a cegueira geral que diz que Vasco e Coritiba foi uma grande partida é a mesma cegueira que leva os profissionais que vivem do futebol, e a torcida, a perguntar, atônitos, porque a Seleção perde as Copas? Ora, não basta não ter tido um treinador profissional no comando? Não basta ter tido o Felipe Melo na proteção à zaga? O Michel Bastos na lateral esquerda? Entre outras coisas…

    Abraço,

    Pedro.

  26. Carlos disse:

    Depois dizem (seus colegas de profissão Mauro) que o futebol carioca está morto…

    Flamengo – Campeão Brasileiro 2009
    Fluminese – Campeão Brasileiro 2010
    Vasco – Campeão da Copa do Brasil 2011

    Até quando vão ficar na birra com os clubes do Rio??

  27. Fabio Sosa disse:

    Bem, mais uma vez e isso tem se repetido com enorme frequência no futebol brasileiro, uma equipe que não é considerada grande no futebol brasileiro, foi absurdamente atropelada pela arbitragem facciosa. O arbitro Sálvio Espínola deixou de apitar dois penaltis claros a favor do Coritiba e tratou de ir minando o Coritiba com inúmeros erros de interpretação, favorecendo amplamente o time do Vasco da Gama. Sutilezas de modo a não aplicar a Lei da Vantagem, entre outras manipulações. Quem assistiu o jogo de forma imparcial viu isso. Até os comentários do José Roberto Wright denunciavam os erros que foram acontecendo aos montes e olha que ele como todos sabem, é incontidamente parcial a favor dos times cariocas, tanto o é que no lance do segundo pênalti, muito mais clamoroso do que o primeiro, segurou-se para não repetir o comentário do primeiro, que já tinha sido a contragosto. É assim, há anos, e a CBF continua no Rio de Janeiro, favorecendo os super endividados clubes cariocas que continuam a comprar craques com dinheiro que não se sabe daonde mas devem um horror ao INSS e mesmo assim fica tudo muito bem.. E agora depois de mais uma solene “ajeitada” pra um dos grandes do Rio de Janeiro, vamos continuar assistindo as denúncias sobre irregularidades, como os absurdos que estão sendo corajosamente denunciados pelos grandes do ramo, Juca Kfouri, Jorge Kajuru entre outros raros talentos do jornalismo esportivo, como as manipulações em licitações que já estão ocorrendo na organização da Copa do Mundo e das Olimpiadas. Empresas laranjas, verbas públicas se misturando ao dinheiro do bolso dos cartolas, remessas para a Suiça… E assim continua a vida aqui no Brasil, com os cariocas continuando a vencer os jogos antes, nos bastidores e depois, se precisarem, nos Tribunais de Justiça Desportiva sediado até hoje em pleno Rio de Janeiro para o delírio dos famosos cartolas cariocas. Interessante que apesar de tudo isso, continuam a beneficiar-se com a complacência do país todo. Afinal é importante destacar que a voz e o tom da grande mídia também é definido nas bandas do Rio. Nesta toada de décadas, times como o Sport, Náutico e o Santa Cruz , o Vitória e o Bahia, o Goiás, o Atlético Paranaense e o Atlético Mineiro, Figueirense e Avaí, Guarani e Ponte Preta, Ceará e o Fortaleza, ou mesmo o próprio Coritiba que é o atual detentor do recorde de vitórias consecutivas do futebol brasileiro, nunca encontrarão espaço para poderem ganhar títulos nacionais principalmente quando enfrentarem os times considerados “grandes” do país. E isso impede que tenham maior projeção no país, e consequentemente aumentem a fatia na distribuição dos recursos oriundos da cobertura jornalística e publicitária, sem falar nas verbas televisivas que tanto os auxiliam na manutenção de bons elencos e a inevitável permanência de bons jogadores atuando no Brasil. E isso é óbvio. Com a melhor distribuição destes recursos, teríamos mais “vagas” com bons salários e nossos craques não precisariam ir jogar na Russia para ganhar mais. Isso tudo sempre cheirou e sempre se tratará das famosas “cartas marcadas”. E voltando ao jogo de ontem, como viram, nada de repercussão quanto aos estrondosos erros cometidos durante a partida pelo juiz. Nada dos penaltis, nada das ceras, do antijogo vascaíno. Uma vergonha! A grande mídia desportiva e não desportiva, não reservou uma notinha de rodapé sequer para tocar no assunto da manipulação da arbitragem. Saudações de um humilde brasileiro.

  28. Robert silva disse:

    Porque este blog não informa aos seus leitores que existe inquérito do MPF/RJ sobre irregularidades (suposto superfaturamento) na licitação da obra de reforma do Maracanã?

    Porque este blog não informa aos seus leitores que um inquerito desta natureza pode gerar ações de ressarcimento aos cofres publicos e/ou de improbidade administrativa?

    Porque este blog não informa aos seus leitores o andamento do referido inquerito no MPF/RJ?

  29. jose disse:

    MAURO,
    ACHO MUITO SUPERFICIAL ANALISAR O JOGO FINAL DA COPA DO BRASIL SEM COMENTAR A ATUAÇÃO DECISIVA DO ÁRBITRO DA PARTIDA, SR SÁLVIO ESPÍNDOLA (ANTIGAMENTE SÁLVIO CORINTHIANS E AGORA SÁLVIO VASCO). O JUIZ FOI COMPLACENTE COM A CERA E O ANTIJOGO DO VASCO, ALÉM DE NÃO APITAR O PÊNALTI ESCANDALOSO DO DEDÉ EM CIMA DO LEONARDO. AQUELE LANCE DECIDIU O JOGO. NÃO É CHORO DE PERDEDOR, NEM QUEREMOS SER AJUDADOS PELO JUIZ COMO OS TIMES DO RIO, SÓ QUEREMOS FUTEBOL JUSTO! O TÍTULO DO VASCO FICA MANCHADO POR ESTE DETALHE!

  30. tmouro disse:

    Mauro, o Coxa só não ganhou a Copa pq o juiz roubou e muito, não estou falando dos 2 penaltis (que isto é óbvio), e sim de toda leitura do jogo – faltas invertidas, perigo de gol, etc… Vc entende tanto de futebol e não consegue ser pelo menos um pouco imparcial????

  31. Jose Nogueira disse:

    Eu vi uma nota a respeito do que voce havia escrito, e vim até aqui só para conferir. É verdade sim. Você deve estar se roendo por dentro. Voce talvez está até agora meio arrebentado, tamanha deve ter sido a sua raiva com o título do Vascão….é meu amigo, o negocio é você continaur se rasgando, pois esse título não tem volta.

    Realmente como jurnalista expurtivo voce é uma das expressões máximas.

  32. Obina disse:

    Bastou o Vasco ser campeao que você tocou nesse assunto.O Inter foi campeao em 1992 deste jeito, o Sport Recife em 2008 tambem, o Corinthians em 1995 tambem.E por acaso, o sorteio das decisoes, com o segundo jogo sendo em Coritiba e nao no RJ, tbm é justo?

  33. Mauro Beting disse:

    Obina, sempre discuti, e discuto cada vez mais. apenas isso

  34. Mauro Beting disse:

    JOSÉ, nada a ver uma coisa com a outra. discuto há muito tempo o regulamento. é preciso pensar pequeno para enxergar apenas desmerecimento no texto.

  35. Mauro Beting disse:

    José, lance discutível, mas eu não marcaria

  36. Mauro Beting disse:

    Porque este blog trata de outros assuntos que blogs que tratam daquele não tratam e vice-versa. Simples

  37. Mauro Beting disse:

    Até quando eles, não eu

  38. Mauro Beting disse:

    MARCELO, apenas que marcar mais gols fora de casa não me faz acreditar que um time seja melhor que o outro.

Deixe um comentário


.