publicidade

Blog Laço da Chuteira

Je t’aime, Brasil!

Lindezas, o título deste post é dirigido e provocativo. Sim, na próxima fase, sou França e ponto. Firmo também neste texto, meu amor incondicional pelas meninas da nossa seleção. Culpar as boleiras por esta eliminação, se não beira o idiotismo, certamente é prova de uma hipocrisia machista, como bem destacou meu querido amigo Alexandre Muscalu, a quem, aliás, agradeço por palavras tão sábias!

Ao jogo! Dentro daquela disposição que critiquei desde a primeira partida do Brasil no Mundial, vacilar seria assinar um atestado de teimosia por parte do técnico Kleiton Lima. Cabe salientar que minhas críticas dirigidas ao técnico são estritamente profissionais e dentro do caráter futebolístico do texto. Isto posto, sigo.

Passamos sufoco em TODOS os jogos. TODOS! Inversão de papéis com finalidade que muita gente não chegou perto de entender, nos deu momentos difíceis dentro de campo, com vaciladas, meio de campo sem criação alguma, Marta se esgoelando (e consequentemente MUITO brava), atletas fora de suas características anulando a característica de outras. Ponto. Este é o ponto que ataco. Mais nenhum.

É sabido, falado, discutido, criticado que DOIS amistosos antes do Mundial não daria a real dimensão da competição internacional que é e está sendo o Mundial da Alemanha. Equilíbrio, sem favoritismo, Europa MEGA adiantada no que se refere a estrutura e apoio, tradição e preparo físico. Faltou alguma coisa? Sim, porque se faltou é porque me faltam palavras pra soltar devidamente o verbo.

Caimos diante das indigestas americanas. Muito, mas muito mais, por um excesso de esforço, do que por competência. Até porque, dentro do que nos é oferecido pela CBF (que assinou um documento lá com a FIFA se comprometendo em fomentar o futebol feminino, mas nada vemos) essas meninas honraram MUITO mais a camisa amarelinha, do que vem fazendo a badaladíssima e insossa seleção masculina.

Me recuso a apontar falha de fulana ou beltrana. Me recuso e repudiarei qualquer comentário que vise denegrir a imagem dessas meninas que AMAM jogar bola e que muito mais que suor, levam o escudo da famigerada CBF no peito, apesar de todo mal trato e descaso.

Não me venham com Ah, mas melhorou muito! Temos até a Copa do Brasil! E??? Estaduais são porcamente organizados, o que as meninas recebem na maioria dos clubes, é patético! É um acinte à nossa inteligência e capacidade! É continuar nos deixando à margem e posso até apostar, que este tratamento é proposital de modo a argumentar da seguinte maneira Elas nunca ganham! Pra que investir?

E assim seguimos, na dependência de pessoas que na real, não querem o futebol feminino brilhando. Mas ainda assim, meninas, vocês brilham. E o brilho de quem tem talento, não é ofuscado, tampouco acaba.

Amo vocês, estou com vocês, sigo brigando por vocês, boleiras do meu Brasil!

Triste pela eliminação, mas orgulhosa da luta das meninas, deixo

Küsse
Lu Castro

 

Tags: ,

94 comentários para “Je t’aime, Brasil!”

  1. GELCIUS VIEIRA disse:

    LU ACOMPANHEI O TRABALHO DO KLEITON E NÃO GOSTEI NA VERDADE JA IMAGINAVA O QUE ERA PARA ACONTECER E VAMOS VER POR QUE ISSO ACONTECEU:

    MODELO DE JOGO DO BRASIL É PATETICO, TEMOS JOGADORAS BRILHANTES, MAS A FORMA DE JOGAR NÃO CONVENCE.
    PREPARO FÍSICO INEXISTENTE NÃO FOI SO NESTE JOGO DESDE A COMPETIÇÃO DE SÃO PAULO EM DEZEMBRO.

    RENOVAÇÃO DO BRASIL MUITO AQUÉM DAS EUROPEIAS, NÃO CULPO AS MENINAS MAS VER UM FINAL DE JOGO ONDE TINHAMOS 1 ATLETA A MAIS E SÓ ESTADOS UNIDOS NO ATAQUE NÃO DÁ.

    O FUTEBOL FEMININO TEM QUE TER UMA ESTRUTURA E UM MODELO DE JOGO PRÓPRIO, JOGO FEMININO TEM CARACTERÍSTICAS QUE DEVEM SER TRABALHADAS, MARCAÇÃO RECUADA NÃO PODE SER FEITA POR UMA SELEÇÃO BRASILEIRA.

    COMISSÃO TÉCNICA É O QUE PRECISAMOS, NÃO COMPARO FUTEBOL MASCULINO E COM FEMININO PELO FATO DE O FUTEBOL FEMININO TER APENAS 30 ANOS DE PRATICA OFICIALIZADA, PRECISAMOS APOIO DO ESTADO TEMOS QUE PRECIONAR AS AUTORIDADES E PEGAR DINHEIRO PARA PROJETOS OLIMPICOS, AI PODEMOS CRESCER.

    MAS PRECISAMOS TER TREINAMENTOS PARA MULHERES E TREINADORES TÁTICOS QUE ENTENDAM DO JOGO E CATEGORIAS DE BASE SUB 11, 13…… JOGANDO CAMPO E NÃO FUTSAL.

    DESCULPA O DESABAFO É QUE MUITO INCOPETENCIA NUMA COMISSÃO TÉCNICA

    BOLA PRA FRENTE VAMOS CONTINUAR TRABALHANDO PELO FUTEBOL FEMININO

    • Abraão disse:

      incompetencia?
      pra quem foi campeão de tudo o que disputou com o time feminino do Santos, não sei até onde vai essa “incompetência”, de tempo ao tempo, é um processo de renovação demora a ser feito ainda mais em um país onde não se apoia o futebol feminino, a própria seleção masculina que tem muito mas muito mais apoio leva tempo, imagine no feminino, eu acredito nas meninas e na comissão técnica, é essa pressa que todos tem que atrapalha um trabalho, não se faz um trabalho da noite pro dia virar campeão é necessário tempo, o maior exemplo é o time do Manchester United que confiou em um treinador que nos primeiros 6 ou 7 anos não ganhou nada e quase foi rebaixado e transformou numa máquina de títulos, cujo seu treinador bateu todos os recordes de permanência no cargo.

      • GELCIUS VIEIRA disse:

        ganhar com o santos foi fácil convenhamos. o treinador da seleção tem que ser só da seleção a incompetência que me refiro é não conhecer os adversários, mas tendo uma atleta a mais e ficar se defendendo como podia não dá, a unica seleção que jogava com 3 zagueiros era a nossa, padrão de jogo não tinha era tocar para a marta e ela decidindo.

        tanto que a treinadora dos estados unidos disse meu time é melhor que a marta…….

        e kleiton lima fora já

    • Sou apaixonada por futebol e tb pelo o futebol de marta

  2. João Manoel disse:

    Como uma imbecil como você pode escrever no lance. É o fim do mundo!
    Como este país está indo para o buraco em relação à educação e competência.

    Muito, mas muito mais, por um excesso de esforço, do que por competência. Até porque, dentro do que nos é oferecido pela CBF (que assinou um documento lá com a FIFA se comprometendo em fomentar o futebol feminino, mas nada vemos) essas meninas honraram MUITO mais a camisa amarelinha, do que vem fazendo a badaladíssima e insossa seleção masculina.

    COITADINHA DAS BRASILEIRAS.

    A Marta é ‘SÓ’ a jogadora mais bem paga do mundo… esta falta de incentivo existe para todas… todas são coitadas (de todos os países). Sempre parece que jogou o time da NBA com suas ferraris, porsches e afins e o time do Brasil chega ao estádio de bicicleta. Este excesso de esforço como você diz, venceu o Brasil em duas finais de Jogos Olimpicos e nos eliminou em duas Copas. Como elas são esforçadas!

    Faltou falar da arbritagem, da chuva (como em Pequim), do azar, da cor da cueca do torcedor no canto esquerdo do estádio, do nome do vendedor de pipoca… sempre o Brasil perde por ‘acidente’…. Coitadas das meninas do Brasil, que tem a melhor jogadora do mundo (indiscutível), mas que como time é uma piada.

    O Messi também é muito mais jogador que qualquer um da Alemanha e na Copa de 2010 vimos o que deu (4×0 para a Alemanha).

    Enquanto o Brasil continuar a se fazer de coitado e a botar a culpa no resultado em tudo menos na competência do adversário, continuaremos a ter nada de relevanta.

    Não posso esperar muito de pessoa que usa a palavra AMARELINHA. Deve ser a favor da Copa de 2014 mesmo que haja toda a roubalheira que vai acontecer…

    • Lu Castro disse:

      Caro João Manoel, libero seu comentário apenas para responder, dentro da educação que me foi dada, e mais ainda pq não utilizo a internet para, ao invés de discutir o assunto, xingar pessoas que nunca vi na vida.
      Fica na paz ai. E obrigada pela visita.

      • João Manoel disse:

        Peço realmente perdão pelos termos usados… séro mesmo… mil descuplas… é que eu não aguento mais esta filosofia do coitado usado neste país… quando a gente vence em qualquer esporte é garra, talento…etc… quando perde, é sempre por um fator extra, nunca mérito dos outros.

        O Brasil perdeu (mais uma vez… e toda vez é por fatores extras) para o maior representante do esporte feminino (de qualquer esporte).

        • Lu Castro disse:

          Ok João Manoel, tudo bem. E seja sempre bem vindo a este espaço. Como disse, refutar minha opinião é um direito do leitor, mas sempre dentro de argumentos e não ofensas. Sobre a postura de coitadas, concordo contigo e nem me utilizei deste sentimento, até pq, o combato tb. Já estou cansada de discurso de “mendicância” e cobro sempre, outra postura das meninas. Isto venho dizendo em todos os meus textos acerca do feminino. Tb tenho um espaço no site Livresportes, onde discorro sobre o assunto. E mais uma vez, obrigada pela sua visita! =) Grande abraço!

        • Fernando disse:

          Acho que o estimado João Manoel não precisava se desculpar. O conteúdo do texto dele não foge muito daquele que você utilizou com a sentença: “Culpar as boleiras por esta eliminação, se não beira o idiotismo, certamente é prova de uma hipocrisia machista…”
          Desse modo não vejo porque você ficou tão ofendida. Será que só você pode se referir às pessoas como idiotas e/ou machistas?
          E deixando isso um pouco de lado para falar sobre a Seleção Brasileira Feminina de Futebol em si, faço minhas as palavras do J.M., porque não há nenhuma coitadinha ali. A espetacular Marta, com os ingressos que ela já recebeu em seu pouco tempo de carreira, já poderia pendurar as chuteiras com toda tranqüilidade desse mundo. Pelo menos 10 (dez) jogadoras desse elenco que esta voltando da Alemanha jogam em grandes times/instituições do Brasil – Vasco, Santos; e do exterior – Western New York Flash (EUA), Tyreso (SUE) e desfrutam de todas as regalias possíveis e imagináveis que uma atleta de ponta merece. Minha cara Lu, elas foram superadas pela superioridade das adversárias em todos os setores do campo, exceto ao que diz respeito à Marta, claro. Além dela, só uma ou outra atleta brasileira (quero dizer outras 3 (três) no máximo 4 (quatro)) merecem ser elogiadas elogias por, pelo menos, terem tentado se igualar as adversárias. Em relação às demais jogadoras, pode-se afirmar que são de uma falta de talento inenarrável. Não quero com isso denegrir a imagem de nenhuma delas, mas é fato. Na verdade quero com isso, lhe mostrar que a equipe americana é muito superior ao Brasil, com sua estrela solitária, grande jogadora, que por casualidade é a melhor do mundo, nossa espantosa Marta. Seu texto seria muito mais interessante se você abordasse o que esta seleção tem de melhor, sua camisa 10! Você já parou para analisar que foram jogadas pelo ralo 2 (duas) grandes possibilidades de sermos campeões mundiais nessa categoria pelo simples fato de termos a Marta do nosso lado? A edição passada vencida pela Alemanha, até que caberia o uso a celebre frase “a bola não quis entrar”, realmente foi triste ficou a sensação de que poderíamos ter chegado mais alto. Nesta edição, entretanto, fiasco total. Outra oportunidade jogada fora. Se não ganhamos com a “Marta Arantes do Nascimento” no nível que esta, como vamos fazer daqui pra frente, porque será muito difícil ela manter esse nível até o Canadá 2015. O tempo minha cara, não perdoa ninguém nem mesmo os imortais como a Marta. O Brasil, mesmo com a Marta fazendo milagres, não foi capaz de chegar ao seu primeiro título mundial, e pelo visto, será preciso que surjam no futebol mundial pelo menos duas outras Martas que falem português para que esse sonho seja alcançado. Culpados? É claro que há muitos, inclusive jogadoras, mas esse irresponsável que ocupou o banco de reservas…nisso concordo com você, ele afundou o time. Um 0 (zero) à esquerda aportaria bem mais para a seleção. Escalou mal e orientou pior ainda. Foi triste ver aquilo. Eu estava à poucos metros dela e quase que invadir o campo para pedir pelo amor de Deus orienta melhor as meninas; pões a Beatriz e a Renata costa que é mais alta (1,74 m e 171 m, respectivamente – enquanto a Daiane 1,59) pra ajudar a cortar todas essas bolas levantadas na área, manda matar a jogada no meio de campo antes do lançamento, cola na meio campista que tudo sai dos pés dela, a Cristiane está muito mal assim que manda bola pra Marta, me esgoelei – assim como a Marta…Ufa!!!…em fim…o desgraçado só ficava…com cara de b!@!!!
          Domingo, 10 de julho de 2011, será um dia muito difícil de ser esquecido.

          • Lu Castro disse:

            Caríssimo Fernando, tenho certeza de que fui muito mal compreendida. Deixei claro que culpar “as meninas”, dentro das condições em que o jogo foi montado, é que pra mim beira o idiotismo e o machismo, já que, sentindo na pele, vejo o quanto ainda existem pessoas (e o machismo aí vale pra qq gênero) com mentalidade tacanha no que se refere ao jogo das meninas. Pelo que estou vendo na maioria dos comentários mais sensatos e elaborados, NINGUÉM culpou as meninas pelo estado das coisas. O que digo de culpa, é chamá-las de amarelonas. Ratifico, a disposição das meninas em campo nos comprometeu desde o primeiro jogo do Mundial. E pelo meu Twitter venho batendo nesta mesma tecla: essa tática louca utilizada pelo Kleiton, pelo fato de não termos (pelo menos eu não vi) uma liderança em campo. Enfim. E não me sinto ofendida, apenas indignada pelo modo como as pessoas entendem as coisas de qualquer maneira e disparam xingamentos na internet como se o espaço virtual ainda fosse terra de ninguém. Refutar minha opinião é direito de qualquer cidadão que chegue a este espaço, desde que dentro de argumentos respeitosos. Agradeço pela sua contribuição na análise da nossa seleção. É disso que estou falando! E mais, não assumi no texto, papel de coitada, até pq venho falado há tempos que já não cabe mais mendigar atenção. O momento é de exigência, pulso firme, idéias, unir forças. Se quem quer o bem do futebol feminino tem algo pra colaborar, será MUITO bem vindo! =D Obrigada mais uma vez e grande abraço!

      • rodrigo disse:

        Po, Lu.
        tá certa que o cara foi grosso, mas ele tem um ponto muito certo.

        nao vou ficar com peninha, perdeu e perdeu pra um time melhor(foi melhor na competicao toda, se nao nesse jogo).
        acontece. como diz o outro tem sempre a proxima copa.

    • Daniel Lopes disse:

      JMiron , é você?

      Pegue leve aí com a Lu Castro, porque se tem uma pessoa que não coaduna com putarias da CBF é ela. No mais de certa forma concordo e muito com o que você disse, tambem acho que tem que se diminuir esse discusso coitadista de que lá fora está se comendo caviar e aqui tá se roendo osso.
      AGORA é inegável que a seleção brasileira faz milagre com preparações tão xulas. E para mim essa É A DIFERENÇA. Fica difícil competir com seleções que chegam prontas em um mundial com uma serie de amistosos na bagagem e outra que se entrosa durante a competição. Agora as proprias jogadoras ficam passando pano na CBF quanto a isso, dizendo que a CBF dá tudo que elas precisam.

      • João Manoel disse:

        Sou eu Daniel.. já pedi e paço novamente desculpa pelos termos… estava nervoso… toda vez é a mesma coisa… este coitadismo me mata!

        • Daniel Lopes disse:

          Fazes falta com teu espirito crítico meu caro. Assim como você aprendi a ver o ff lá fora e vi o quão falacioso é ese discurso coitadista de que aqui é o inferno e lá fora é o paraíso. Aqui até pode ser o inferno, mas lá fora no máximo é um purgatório de segunda classe.
          Pra mim a grande diferença existe mesmo é na preparação das seleções. Enquanto EUA fazem 11 jogos num semestre jogando contra gente de primeira linha tipo japão, Noruega, Sue´cia e Inglaterra a seleção faz jogo contra chile e seleção pernambucana. enquanto uma chega na alemanha com o time pronto, a outra forma o time durante a competição, convenhamos é muito dificil sonhar desse jeito. Mas as diferencas terminam aí e até porque as proprias jogadoras aceitam tudo isso passivamente e quando abrem a boca é para passar pano na CBF. então não tem direito de chorar por nada mesmo.

    • PH disse:

      João Manoel,

      sem querer ser intrusivo, mas tirando as ofensas gratuitas, seu texto é de difícil entendimento. Apesar de ser perceptível o sentido geral da sua crítica, sua redação se perde em argumentos desconexos, que dificultam a compreensão de sua crítica. Sugiro que vc, objetivamente, organize melhor suas ideias e abandone as ofensas gratuitas, que não acrescentam absolutamente nada ao debate. Saudações.

  3. Edwin Perez disse:

    olha, concordo com seu desabafo, mas qualquer comentário a respeito do jogo, se levar em conta a estrutura que elas tem, terá de ser que a participação foi honrosa, digna e muito mais, mas e o jogo propriamente dito? Acredito que o Kleiton Lima deveria fazer um estágio com o José Roberto Guimarães para aprender com ele em como tirar o máximo das atletas. O problema do jogador de futebol (masculinou ou feminino) é olhar para o técnico e sentir plena confiança no que ele tá dizendo, e o que o Kleiton poderia dizer? Que Deus glorifica? É só isso que ele sabe dizer? Com uma jogadora a mais ele falhou em arrumar o time, principalmente depois do segundo gol. Outra a Daiane falhou no gol dos EUA (sem meias palavras engrossou mesmo) e aí sempre tem aquela máxima…”!Vai se redimir, vai fazer o gol…” besteira! E o Kleiton escala ela prá decisão dos penaltis? Ela não tinha como participar, já tava carregando um peso grande nas costas pelo erro, o cara não teve a sensibilidade prá isso….
    A Marta? Bom, a Marta é isso aí, craque. Mas do jeito que as coisas não mudam vamos continuar com a Marta recebendo todos os prêmios individuais de futebol. Hoje Marta está mais para Messi que para Pelé!

    • Artur Ocubaro disse:

      É isso mesmo, Edwin! Ter que ouvir este técnico incompetente falar palavras religiosas nas entrevistas é o fim do mundo! Nada a ver com futebol! Futebol é jogado com técnica , esforço, disciplina, organização e apoio da cbf (minúsculas mesmo!)
      Mas, especificamente neste jogo……………com TRES FALHAS clamorosas!!!!!!!!!!! não há competência que ganhe uma partida! A Daiane falhou ridiculamente no primeiro gol e não satisfeita foi lá bater um penalti para tentar se redimir e acabou é afundando de vez!!!!! LAMENTÁVEL!!!!!!!! E no segundo gol, a goleira teve tempo de calcular até a velocidade do vento e………FALHOU!!!!!!!!
      A MARTA realmente é um fenômeno, uma gênia! Uma guerreira! Se não fossse ela….. a coisa teria sido mais feia!!!!
      A CBF, como todos sabem, pertence a uma só pessoa…….e este dignissimo senhor não quer gastar a SUA grana no futebol feminino…….FORA RICARDO TEIXEIRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!
      E que troquem TODA a Comissão Técnica, pelo Amor de Deus!!!!!!

      • Sergio Santos disse:

        Faço coro às respostas aqui postadas, mas queria ressaltar uma coisa: os Estados Unidos são melhores do que nós no futebol feminino; não nos enganemos. Elas são ótimas e esse discurso de que “o talento das nossas jogadoras… blá, blá, blá”, também utilizado no futebol masculino, é uma besteira sem tamanho. Ufanismo barato. A colunista fala, muito corretamente, que apesar da nossa falta de estrutura e do inexistente ou minúsculo apoio às nossa jogadoras, elas conseguem resultados expressivos. Isso é verdade. Perdermos para as americanas não nos desmerece (ao contrário, ficarmos atrás na Venezuela num esporte que é o quinto mais apreciado desse país, sim). Vamos apoiar nossas “meninas”, insistindo para que a CBF apóie mais efetivamente e que profissionalizemos os clubes e a preparação das atletas. Fica difícil treinarmos em várzea e ganharmos de quem tem centros de treinamento, cuidados médicos, alimentares, etc. profissionais. Ninguém faz milagres. (A propósito: também acho que a Daiane não tinha condições psicológicas para bater o pênalti. Todos erram e não é justo colocar toda a culpa da derrota de uma equipe de 11 em uma só jogadora).

        • Lu Castro disse:

          É extremamente injusto apontarem apenas para a Bagé. Conversei rapidamente com ela hoje. Está triste. Fez três excelentes partidas, e ninguém destacou o modo como ela se postou bem como zagueira central. Um lance infeliz e pronto, é a culpada de tudo. E sim, Sérgio, N fatores estiveram em campo pra ratificar a eliminação e os fatores fora dele, são os principais responsáveis por estarmos sempre no “quase”. Mas o importante é isso, é a discussão, a troca de idéias. Juntos vamos nos organizar. Eu acredito! Obrigada e um beijo!

          • Artur Ocubaro disse:

            Oi Lu, parabéns pelo Blog e por toda esta luta pelo merecido e belo futebol feminino!

            Entendo a sua preocupação pelas atletas, em preservar nomes, etc……………..PORÉM…….algumas coisas são fatos! A Daiane falhou sim clamorosamente no gol e no penalti, que não deveria ter batido, que não é loteria! Ela mesma já assumiu.

            A Andreia também falhou feio no gol de empate, nos acréscimos da PRORROGAÇÃO! Fez igualzinho ao Júlio César na Copa (em que pese o fato dele ter sido atrapalhado por aquela aberração chamada Felipe Melo!)

            Faz parte do jogo? Faz! Mas FALHARAM, sem apelação. Bola prá frente, mas falharam!

            É o tal negócio….se não aguenta pressão e não consegue assumir culpa……melhor não jogar Futebol e muito menos vestir a camisa de uma Seleção Brasileira!

            Aproveitando……..a Cristiane é um bolão, um talento, como poucas……….mas tá com uma máscara…….fala sério……Seleção é diferente, tem que ter mais objetividade!

            Entendo que quase todos os outros times tem muito mais estrutura que o nosso e PRINCIPALMENTE técnico de verdade! Mas não fossem essas falhas, estaríamos preocupados com a França!

            Ave Marta! Imaginem um time bem armado com a Marta! Fala sério! E alguns tem a coragem de dizer que ela amarela……devem estar vendo outro jogo.

            Mais uma vez Parabéns! E digo mais……enquanto este crápula ficar DONO do Futebol……..não vejo nenhuma ajuda ao nosso merecido e valente Futebol Feminino!

  4. vinicius cascone disse:

    Cada time da série A do futebol brasileiro deveria ser obrigado a possuir um time feminino tbem….
    Aí sim essas meninas seriam valorizadas

    • rodrigo disse:

      se nao for algo assim, nao vai haver futebol feminino, pq mercado nao existe.
      se forçassem a preliminar dos jogos a ser um jogo feminino(todos os jogos do brasileiro), ai vc ia ver o nivel subir.

      • sergio disse:

        Caro Rodrigo: No R.Janeiro já existe e está em vigor uma Lei que obriga partidas de futebol feminino nas preliminares dos jogos do masculino profissional, só que a Federação carioca não a cumpre. Cadê o Ministério Público que não se manifesta???

        • Lu Castro disse:

          Pergunto: com quais times? ano passado o carioca feminino foi organizado com TRÊS clubes! cansei de receber da federação carioca de futebol, confirmação de leitura do meu email questionando a baixa adesão….alguém me respondeu? claro que não…obrigar jogos de futebol feminino nas preliminares dos jogos masculino não significa, pelo menos para mim, fomento da modalidade, não dentro do contexto em que se encontra o futebol feminino carioca. o fluminense acabou com o feminino com uma explicação pra lá de exdrúxula…é complicado, é difícil e precisaos de ideias.

          • sergio disse:

            Cara Lu: Então é mais interessante programar preliminares com artistas de rádio, Tv e jornal ou então jogo entre atrizes da Globo e modelos do que o futebol feminino. O publico leitor não está interessado em resultados de rúgbi, badmington, golfe, poker, luta greco-romana, sumô, não, cara Lu. O povo brasileiro gosta de futebol, sabia????? Você sabia que o Duque de Caxias/CEPE é o atual campeão da Copa do Brasil e é do Rio de Janeiro? Tenho minhas dúvidas, pois só falam do Santos F.C., as ‘sereias da vila”….

          • Lu Castro disse:

            Sei sim, Sérgio. Acompanho e luto pela modalidade no BRASIL. Mas não dá pra fazer jogos preliminares sem times organizados de verdade. Não é isso que vai ajudar. E olha, muito numa boa, sem ataques, ok? Aqui não rola bairrismo. Seja sempre bem vindo ao espaço.

    • Daniel Lopes disse:

      Discordo,

      Quem tem que fomentar o FF é a CBF, o clube não pode ser gerido de fora pra dentro.

      • sergio disse:

        Querida Lu: Pelo que entendi vc acha que o CEPE/CAXIAS, time ranqueado entre os tres melhores do Brasil, o Vasco da Gama e o Bangú, time do “enganador” Kleiton Lima, com 5 (cinco) jogadoras da “seleção” (kkkkkk) não são times organizados de verdade para fazer preliminar. Aí não dá prá dialogar e não achar que rola bairrismo, como vc alegou. E digo mais: se fizer um time com jogadoras desses times (mas, sem o “treineiro” Kleiton de Tal) ganha da “seleção” eliminada. Lú: Se tiver tempo ou vontade, faça uma visita ao CEPE/CAXIAS, e lá você verá que o futebol feminino está mais vivo do que nunca. P.S.: O CEPE/CAXIAS fica em Duque de Caxias/RJ e não em São Paulo. Abçs.

        • Lu Castro disse:

          Sem comentários. Vc ataca sem a menor necessidade. Fica na paz.

          • sergio disse:

            Querida Lú: Liberdade de expressão e de pensamento são príncipios fundamentais garantidos pela nossa Carta Magna (Constituição). Em momento algum usei palavras agressivas em respostas às suas manifestações. Se são divergentes com seus pontos de vista, isso faz parte do jogo democrático. Embora respeite suas posições e opiniões, não sou obrigado a concordar com elas. Se não posso externar meus conceitos acerca do futebol feminino, que eu acompanho desde seu nascedouro, lá do tempo do E.C. Radar, anos 80, encerro minha participação neste blog. De qualquer forma, desculpo-me se minhas verdades feriram sua sensibilidade. Um grande abraço e sucesso!

          • Lu Castro disse:

            Sergio, eu tb acompanho futebol feminino desde os anos 80 e não deixei de postar seu comentário por aqui. O que me incomodou? O fato de ser irônico nas suas respostas mesmo eu dizendo que sei do que estou falando e sim, por não concordar com os jogos preliminares. Vê? Tratar com respeito a opinião alheia (e isso inclui não ser irônico) é bem vindo sempre. Sei também o que é Carta Magna.
            A maneira como vc se dirigiu, deu a entender que focamos única e exclusivamente no Santos, quando na verdade a preocupação com o futebol feminino envolve todo o território nacional, entre eles, o CEPE/Caxias. Inclusive, comentei a final da Copa do Brasil contra o Foz e falei inclusive sobre a experiência das meninas. Mas certamente vc não acompanhou e deduz que abordemos só São Paulo, o que é uma pena.
            De qualquer modo, seus comentários e observações são bem vindos, só peço que não faça deduções acerca das pessoas que como eu, também lidam com a modalidade. Se entre nós, defensores do jogo das meninas, não houver espírito de união, nossa tentativa de elevar a modalidade naufraga antes mesmo de começar.
            Obrigada e um grande abraço!

  5. Kratos disse:

    Mulheres da minha seleção obrigo pelo empenho que vcs tiverram em mais uma copa do mundo mas enquanto tivermos esta estrutura sempre estaremos anos LUZ dos eua, no que diz respeito preparo .podemos ter as peças no jogo individual como Erica , Cristiane e Marta e tantas outras na nossa seleção mas como conjuto os eua e frança estão a alguns passos de respeito a esquema tatico. ate daqui a 4 anos se deus quizer

  6. S Rod disse:

    Isto e’ a derrota da desorganizacao e falta de apoio ao nosso futebol feminino que joga apenas no talento de algumas jogadoras. Fica claro a diferenca tecnica dos US, Suecia e ate mesmo o Japao, diferenca tecnica impilica em falta de tecnico no futebol feminino, este tecnico que arrumaram e nao sei se ha outros e’ uma piada. Fica claro a falta de um padrao tecnico, alias estamos sofrendo a falta de bons tecnicos em todos os niveis de nosso futebol. Estamos sempre perdendo e sendo massacrados pelos esquemas taticos bem montados, e’ assim no feminino, foi assim com a selecao sub-17 e me parece que vai ser o mesmo com a selecao principal. Hora da CBF dar prioridade ao treinamento tatico e mesmo criar escola pra tecnicos com intercambio internacional ja que tatica de futebol nao e’ mais local e sim global.

  7. Fora RT disse:

    Acompanho a seleção feminina acho que há uns 4 anos ou mais,e sempre me pergunto a mesma coisa”porquê a seleção masculina não joga com essa vontade?”,garra,persistência,ousadia,são coisas que não enxergo na masculina,e isso que me deixa mais frustrado,o Sr. Presidente da CBF,vulgo “não me importo com nda”,simplesmente fingi que as meninas não correm,não sabem chutar,nãp sabem criar jogadas,e ainda assim continuo torcendo por elas,dá gosto de ver que elas não desistem,isso sem estrutura de treino,de clube,elas sempre estão lá se doando.E fico mais indignado ainda quando vejo as valiosas palavras do Sr.presidente a respeito das acusações atuais contra a sua pessoa,são todas indiferentes,esse é o tipo de Sr. que comanda nosso futebol.Ridículo.

    Pra frente meninas,muitos títulos virão ainda,com apoio ou sem apoio.!

  8. Américo disse:

    Muito bom seu comentário, concordo plenamente. É triste admitir mas a vitória iria esconder toda uma fragilidade no tange à parte tática. A nossa equipe sobreviveu graças mais uma vez ao futebol brilhante da melhor jogadora do mundo disparado que é a Marta, as outras são boas jogadoras e muito esforçadas mas é impossível comparar um gênio com uma pessoa normal. No entanto apesar disso a equipe esteve em todos os jogos como você bem explicou muito mal organizada, diferentemente do time americano, alemão, sueco, japonês, etc…

    • sergio disse:

      Caro Américo: PARABÉNS! NÃO TEMOS PARTE TÁTICA PORQUE NÃO TEMOS TREINADOR! ESSE CARA NÃO SABE NADA DE FUTEBOL! Ser campeão paulista e SULAMERICANO com o time do Santos F.C., alugando a participação da Marta e da Cristiane É MOLE! A culpa maor é da CBF que coloca essa COISA pá ser “treinador” da seleção. Só lamento pelas meninas, que são “destreinadas” por esse aproveitador….

  9. murilo barletta disse:

    Sua frase traduz o sentimento de todos que gostam e torcem pelo futebol feminino:
    Triste pela eliminação , mas orgulhosa da luta das meninas.
    Realmente a preparação não foi adequada , o planejamento não foi o ideal e muita coisa precisa ser mudada para que possamos pensar numa medalha olímpica no ano que vem.( se bem trabalhada nossa seleção tem tudo para disputar o ouro em Londres).
    Precisamos criar um calendário ,fortalecer as equipes que investem no futebol feminino, incentivar a entrada de outros grandes clubes além do Santos,precisamos cobrar maior apoio das autoridades em todos os níveis e dos orgãos de imprensa para dar mais espaço e maior visibilidade .
    Não podemos continuar pensando pequeno e com gente que só olha para o próprio umbigo , tentando ver o rei na sua própria barriga.
    Não podemos perder a oportunidade de alavancar o futebol feminino durante a geração Marta , pois guardadas as devidas proporções ela representa para o feminino hoje o que Pelé representou para o masculino no final dos anos 50 do século passado.
    Nós da diretoria do Santos estamos fazendo a nossa parte, e sem ajuda e sem patrocíno ainda conseguimos manter grande parte das meninas treinando e jogando por aqui , sacrificamos nossa participação no campeonato Paulista para deixar Andrea, Pelle, Ester,Fabiana, Érika e Cris em condições de disputar este mundial em sua melhor forma física e técnica.( infelizmente a Gabi foi cortada por conta de uma fratura por estresse).

  10. eduardo disse:

    Pimenta nos olhos dos outros é refresco!!!
    O Brasil quase ganhou a vaga com UMA ENORME AJUDA DO JUIZ.
    Foram dois gos que qualquer juiz do mundo não validariam.
    O rpimeiro não foi penalti.Depois a goleira não se mexeu, fez a defesa e deu a oportunidade do Brasil fazer o gol e empatar.Sem contar com a expulsão do penalti mal marcado e que prjudicou por demais o time americano.
    O segundo gol foi originado de um cruzamento em total IMPEDIMENTO.
    Meu Deus, se fosse contra nós estariamos fazendo uma PROTESTO ENORM, que iriam desinterrar assuntos como imperialismo americanos….etc…
    Paremmm,por favor.Torci pelo Brasil.Gostariamuito que ganhassemos ,mas não da forma que foi.
    Sem contar que a grande maioria das jogadoras americanas tem menos de 20 anos de idade,pois são jogadoras do ginásio( high school( ou dos primeiros anos da facudade(college)
    a mlehor jogadora deles inclusive tem 16 anos de idade.

    O aspecto psiologico está totalmente favorável ao Brasil, que nem com a IMENSA AJUDA DA JUIZA AUSTRALIANA CONSEGUIU ganhar das americans.
    E algumas jogadoras brasileirascomo aquela Cristiane estão fora de forma, gordinhas para jogar futebol em alto nível.
    pareciam o Ronaldo em fim de carreira.
    A Marta, a goleira, que as vezes peca pela baixa estatura e algumas outras são realmente craques, outras aindaestão mjito longe de serem consideradas boas jogadoras…..
    Infelizmente, nosso país tem que ter educaçao, saber ganhar, saber seestruturar antes de tudo, com bases fortes, fundamentadas em educação, fair play…e isso tem que se estender a imprensa,principalmente Televisica, que quer imputar na cabeça da maioria da população, cujos prinicpios éticos são deploráveis, a velha e famosa LEI DE GERSON…Sempre levar vantagem…Ganhar roubado ,NÃO!!!!

  11. celso disse:

    Concordo!!! Esta eliminação foi justa e injusta ao mesmo tempo!!! Foi justa porque os EUA adotaram o esporte para si. Lá a coisa é tratada a sério, o suporte é infinitamente superior ao do Brasil. E não venham com o papo que lá é primeiro mundo e blá,blá,blá… Pois a nossa seleção que não tem o menor, mas o menor incentivo por parte de nosso governo ( e olha que temos uma presidenta), se o governo, nossos empresários, NOSSA TORCIDA, atentassem para esta heroínas, tenho certeza que seriamos disparadamente a potencia no esporte. Digo, agora, injusta, porque o mesmo com o descaso pelas meninas, o time compensou “NA BOLA” a diferença em relação a notável vantagem física apresentadas pela americanas. Na boa, o Brasil é infinitamente mais técnico, coisa de brasileiro, mas faltou perna no final, outra coisa. Sou radicalmente a favor de acréscimos em prorrogação, pois o nome já diz prorrogação já é o acréscimo!!! Mas fica uma lição de casa para o nosso governo. Gostaria que vocês da imprensa fizesse uma campanha de incentivo ao futebol feminino do Brasil!!! Conto com vc´s

    • Antonio disse:

      Celso,

      O Governo de nossa presidenta contribui com toda a verba de organização da Copa Brasil, e oferece “bolsa atleta” as todas as jogadoras da seleção, entre outras jogadoras pontuadas pela CBF, financia verba para construção de centros de treinamentos e campos. Não confunda a CBF com o Governo Federal.
      Claro que os governos, federal, estadual e municipal poderiam fazer mais, portanto, pontue o que os governos poderiam fazer, com isto, estaria contribuindo para a melhoria do esporte em questão. Abs.

    • Daniel Lopes disse:

      Aí tambem tá errado. E aquela cidadã do judô que mal tem dinheiro pra comprar o kimono , ela não é mercedora de apoio? E o cidadão lá do levantamento de peso, como é que fica? E as demais modalidades olímpicas que vivem na miséria? Pra começo de conversa a função do governo seria no trabalho de massificação do esporte, ou seja na base e não no topo, no esporte de alto rendimento.

      • Lu Castro disse:

        concordo com o Dani….pra 2012 já estamos capengas…pra 2016 o trabalho deveria ter se iniciado e com força, ha alguns anos, tipo uns dois….base sempre…e isso o futebol feminino não tem…conheci o trabalho da Magali no Juventus, que formou a maioria dessas meninas que vemos hj…a maioria dos clubes fazem peneiras pra destacar um elenco e só….

        • Antonio disse:

          Daniel,

          O projeto do Governo federal é para todas as modalidades, se esta atleta que vc cita é pontuada pela sua federação, ela deve estar recebendo a Bolsa. Se isto não está ocorrendo, esta atleta deve procurar sua federação para esclarecimento. Abs.

  12. A Seleção feminina sempre pipoca contra as americanas , só venceu aquele pan americano no rio pq as meninas do tio san vieram com time sub 20 na ocasião , falou em mundial , copa do mundo e jogos olimpicos essa seleção sempre foi um fracaso , assim como a do Mano Menezes tem sido tbm. volta Dunga , volta Luxemburgo , tire esse treinadorzinho de copa do brasil daí !!!

  13. cesar disse:

    E a história se repete,essa seleçãozinha que nunca renova,será sempre freguesa das americanas e depois não sabem perder,o jeito mesmo é disputar torneiozinhos arrumados aqui no Brasil contra seleções de Zâmbia,Bolívia e Nepal,só assim mesmo para ganharem alguma coisa. E agora,só de raiva,teram que torcer para a França,pois não tem competencia para ganharem dos EUA…nunca!

  14. fabricio disse:

    peesoal essas meninas estao de parabens pelo desempenho q vem fazendo ao longo dos anos; E o unico time que da apoio ao futebolk feminino e o time do santos acho q todos os times deveriam dar apoio ao futebol feminino e tbm o futebo, feminino deveria ter o calendario igual ao futebol europeu pq dai quando tivesse campeonatos oficias as meninas nao estariam tao cansadas igual estava hj sem preparo fisico
    ate mais e isso q eu penso
    nao gostou foda-se num mandei vc ler!!!!!!!
    para quem gostou muito obrigado
    e responde tbm sobre meu comentario
    xau

  15. Antonio disse:

    Lú,

    A verdadeira seleção brasileira ficou aqui no Brasil, quem jogou e perdeu foi a seleção do Kleiton, vc sabe…

    Kleinton, que deixou de ser tecnico, para ser empresário, vc sabe…

    Vamos parar de criticar a CBF, por falta de apoio, a Copa Brasil esta aí, sim, e os estaduais estam aparecendo…

    O que a CBF precisa ser criticada, é que constuma não pagar os sálarios das jogadoras quando do periodo em que estão na seleção.

    Se o Kleiton fosse apenas tecnico da seleção, teriamos mais treinos e jogos amistosos, e melhor preparo, concordamos aqui…

    A imprensa brasileira tem que parar de enaltecer apenas a Marta, o locultor-empresario “Luciano”, só conhece a Marta, a Erika, o time do Santos e o seu Foz. O resto, para ele, é o resto…

    Vamos para de comparar o masculino com o feminino, pois tem histórias diferentes…

    Vamos para de comparar o salário do masculino, pois tem o tamanho de público e renda diferentes…

    Vamos para de achar que o futebol feminino deve ser amparado pelos grandes clubes masculinos…

    Vamos enaltecer e apoiar os clubes que vem investindo a mais de 10 anos, como o CEPE, Ferroviaria de Araquarara, São Francisco do Conde, Botucatu, Jaguariuna, Caçadorense, Duda, Escorpions, Tiradentes-PI, Sport Recife, Vasco, Juventus, Portuguesa-SP, entre outros…

    Lú, olhe para as verdadeiras jogadoras que ficaram aqui no Brasil, que vão aos treinos de onibus como a maioria dos trabalhadores do Brasil…

    Abs.

    Eee… Já ía me esquecendo, fora Kleiton, chega… Temos bom tecnicos e tecnicas melhor que vc…

    Jogadoras, vc não tem culpa da derrota, voltem em paz, e continuem em seus clubes a elevar o futebol feminino…

    • Lu Castro disse:

      Antonio, só uma coisinha que preciso discordar: Sport Recife não investe. A Nira, que está à frente do feminino do Leão, é quem mantém as meninas por lá, com GRANDES dificuldades, viu?
      O que mais pega, é o comportamento de algumas federações no que diz respeito ao seu estadual. Normalmente é “organizado” de qualquer maneira, apenas pq a CBF dita o Ranking Nacional de Federações e cada estado que se vire pra mandar seu clube representante pra Copa do Brasil. Falta MUITO, mas MUITO pra chegarmos a um nível aceitável de tratamento. Obrigada por sua visita, viu? E a sua educação para postar sua opinião. =) Grande beijo!

      • Antonio disse:

        Lú,

        Eu tinha dúvidas realmente do Sport, mas alguem está trabalhando no Recife, é esta é a Nira.
        Concordo plenamente que muitas federações estão fazendo por obrigação, e isto é ruim. Também concordo que estamos apenas no começo da organização, precisamos de mais mídias, mais jogos transmitidos por TV regionais como está acontecendo no interior paulista, mas é só futsal feminino, salvo a Rede Vida. Não há parceria da TVs com o futebol de campo feminino. São as Tvs que perde espaço e patrocinio, e na seguencia os clubes e as atletas.
        Abraços, e obrigado pelo beijo, que retribuo. Grande beijo.

        • Lu Castro disse:

          E na época em que estive no Recife, conversei tb com o então técnico do Náutico, o Prof. Roberto Neves. Não sei onde ele está agora, mas lutava pra estruturar a equipe feminina alvirrubra.
          O interessante (e eu queria ter tempo e dinheiro pra isso) seria acompanhar in loco todos os estados, todos os estaduais, sabe? Acho que um grande começo, seria unirmos forças, em todos os estados da união, para levantarmos as mazelas, fazer um documentos pontuando rigorosamente todas as dificuldades. É na união, na perseverança, na base da exigência e do berro (pq não?) que chegaremos lá. Eu estou na luta e não vou parar.
          Obrigada querido pelo apoio, pelo interesse e especialmente, pelo respeito ao postar aqui, sua sincera opinião. E mesmo que seja divergente da minha, será respeitada pq com educação entramos e saímos de qq lugar, não é mesmo? =) Bjo grande!

  16. ed rossi disse:

    minha cara amiga ,venho para dizer que e imensa minha tristeza pelo golpe que levamos .
    Só tenho a agradecer a estas guerreiras que conquistaram meu coração e parabeniza-lá pela luta que travaram dentro de campo
    amo essas meninas no próximo campeonato traremos o caneco para o brasil com certeza.

    valeu seleção eddy

  17. anderson disse:

    Faltou preparo físico e tática, não podemos entrar no Mundial, apenas com uma jogadora, podendo decidir as partidas!!!
    Falta incentivo por parte dos empresários e, principalmente da Rede Globo, que não deu sequer qq importância para este Mundial… mas, prefere passar BBB…..DIDI….FAUTÃO…BOTAFOGO….XUXA…E SELEÇÃO DE EMPRESÁRIOS(ROBINHO, NEIMAR, GANSO E PATO.) quen não passam de PÁSSAROS QUE VOAM BAIXO!!!

  18. haghios disse:

    Na verdade … um time sem o Menor incentivo … A dona CBF … deveria oferecer as mesmas condições de preparação que oferece para as Seleções Brasileires Masculinas… não oferece … As Americanas .. Francesas .. Japonesas … Suecas…. teem condições melhores …. Jogadoras … nós temos ….. Marta … Pretinha …. e outras Jogadoras…. que são melhores do que as outras… só falta .. Profissionalismo … e Respeito … Mesmo assim … Parabéns para Todas

  19. alexandre_b disse:

    As meninas estão de parabéns, mas infelizmente contra as americanas o nosso talento individual (que por sinal é muito superior que das americanas e era só o que tínhamos)e que vinha resolvendo até então não foi suficiente para conseguir a classificação. Com todas as dificuldades e falta de apoio que todos nós conhecemos ainda sim pelo talento tínhamos chances, mas com esse treinador, sem condições. Time sem tática ou tática maluca, sem jogadas ensaiadas ou mal elaboradas, jogadoras muito mal orientadas ou não orientadas. Espero que nas olimpíadas tenhamos um treinador de verdade que possua experiência e sucesso no futebol masculino que possa adaptar seus conhecimentos para o futebol feminino que é um esporte completamente diferente na minha opinião. É claro que não quero um Luxemburgo xingando todo mundo na beira do campo. Mas alguém tipo Ney Franco, Andrade ou próprio Renê Simões de novo ou outros do mesmo estilo cairia bem. Fiquei muito triste com a derrota da seleção como há muito tempo não ficava principalmente por causa da Magic Marta que é incrível. PS: 16min do segundo tempo da prorrogação, nada que um segurão na camisa, nos shorts, na calcinha ou bom pontapé resolvesse mais não nem pra isso o tal treinadorzinho com cara de bobo serviu para orientar… a tia sam saiu do meio do grande circulo foi até a lateral pra cruzar o raio daquela bola. Parabéns para todas!!!

    • Antonio disse:

      Alexandre,

      Como vc mesmo disse, o feminino é um esporte completamente diferente do masculino, portanto, não há necessidade de treinador do masculino, e sim, do proprio futebol feminino, seja treinador ou treinadora, o importante é que conheça o futebol feminino por inteiro. Seja apenas tecnico da seleção, e exigir da CBF espaço para treinar e jogar mais do que vem acontecendo e que proporcione mais intercambio com as outras seleção de ponta como a nossa. Abs.

    • João Manoel disse:

      “o nosso talento individual (que por sinal é muito superior que das americanas e era só o que tínhamos)”

      Não vejo o nosso talento acima do delas não. Temos Marta que joga muito e que amarela na hora H e só. A Cristiane sabe driblar, mas pertence a categoria Denilson FC, ou seja, dribla, dribla e dribla… e o resto do time não é nada demais… as pessoas confundem a plasticidade das jogadas com talento. Pode visualmente ser mais bonito de ser visto o jeito das jogadoras do Brasil jogar, agora o talento delas não é maior não… igual a Érika, Rosana, Aline, Francielle, Ester e outras, tem uns 30 nesta COpa.

      • sergio disse:

        João: Muito bem analisado, não só o jogo contra as americanas como contra todas as adversárias anteriores. Só uma ressalva: As trinta outras não são iguais às jogadoras brasileiras que vc citou, são MELHORES……Abçs

        • Artur Ocubaro disse:

          A Marta foi a melhor em campo e marcou só os 2 gols brasileiros além de ter convertido o seu penalti…….amarelou? Ela faz milagres, isto sim…….time sem técnico, time sem esquema, sem preparo físico, sem apoio………….a Marta é sim a Pelé do ff, sem dúvida! Que jogadora hoje em dia faz um gol igual ao segundo dela, genial, e dá um chapéu em duas ao mesmo tempo dentro da área? Amarelou? Fala sério!

  20. Renan disse:

    Acho que elas pipocaram como sempre pipoca!… essa seleção já ta junta a muito tempo!…. é só a Marta que joga e tem personalidade!! a verdade é que alem das Americanas serem melhores , as brasileiras pipocam sempre, chega contra os EUA pipocam e enquanto continuarem AMARELANDO ai q não vai ter incentivo mesmo, sempre arruma uma desculpa, hoje a juiza apito claramente para o Brasil e mesmo assim perdemos!.. mais ta bom por que assim veremos mais a goleira Americana que é LINDAAAAAAAA demais kkk

  21. Pra falar a verdade fiquei nervoso e xinguei muito depois dessa outra derrota pro USA.Como torcedor tenho o direito de vibrar e ficar revoltado!Mas qdo. a adrenalina desceu, verifiquei que estava sendo injusto com as meninas, pois sem estrutura e investimento, fomos longe demais.Pois a categoria é jogada ao relento, sendo que as meninas nem sabem aonde jogarão depois de cada copa do mundo e olimpíadas. CULPO sim o Sr. Ricardo Texeira corrupto, que investe o dinheiro da CBF em fazenda, gado e mansões, enquanto os clubes até do futebol masculino estão á falência, devendo rios de dinheiro ao estado. Parabens meninas, acredito se vocês tivessem incentivo, o Brasil seria TOP também no futebol feminino. Falando do jogo realmente o Kleiton Lima pisou na bola, pois trocou as jogadoras de suas posições originais. A Èrica de zagueira é brincadeira, ela deve sempre jogar no ataque, a Maurine é lateral direita, e a Rosana é lateral esquerda.Do jeito que estava o Brasil só vivia de lampejos da fabulosa MArta.

  22. Edison disse:

    Não deveriam ter no peito as cinco estrelas já que não ganharam nada ainda, anti-jogo, mal organizadas no campo.

  23. Bom, quanto a estrutura concordo com você, mas quanto ao futebol achei alguns pontos, tecnico que não soube comandar as suas jogadoras e ao não substituir jogadoras visivelmente esgotadas em campo, as brasileiras não souberam cadenciar o jogo faltando 1 minuto para se classificarem, a coisa mais facil que tem é tocar a bola e pq não fizeram isso? falta de comando e raciocinio de jogo, até no futebol amador isso acontece, outra coisa importantissima, como o tecnico me bota uma jogadora que ja havia feito um gol contra para bater um penalti??? acho claro que ele fez isso para caso sobrasse culpa fosse para ela (dayane) e não para ele, bom aqui esta meu desabafo!!! acho que nossas jogadoras são as melhores do mundo mas ontem perdemos por não sabermos tocar a bola, pelo nossos técnicos insistirem em não substituir devido ao maldito medo de substituir….

  24. rafael disse:

    As meninas são fantástica no futebol elas joga com coração.Merecia ganhar.

  25. Michele disse:

    Bom dia a todos! eu tenho uma seguinte frase ” Tudo que vem facil vai facil”. Nossa seleção femina mostra sempre um potêncial maravilhoso ,além da juiza roubar muito o jogo,inacreditavel como robou esse jogo um absurdo essa prorrogação colocar mais de 4 minutos pra decidir o fim do jogo,fora que a goleira dos USA ficou o primeiro tempo inteiro enrolando com a bola a juiza não fez nada quando começamos a fazer o mesmo jogo levamos cartão,sem comentários.
    Parabéns a todas meninas da seleção,vc merecem insentivo cada vez mais,isso é só amadureciento e poder enchegar no q estamos errando,o que não pode é ficar parado esperando a nossa “CBF” que não tem moral alguma pra ajudar,por que pede tempo demais roubando muito.

  26. PH disse:

    Oi Lu,

    olha, na minha opinião, não adianta ter a ”melhor do mundo”, se os resultados não se traduzem em títulos para a seleção, afinal, futebol é um esporte coletivo.

    Além disso, as meninas precisam, urgentemente, ser mais humildes. Reclamam (com razão) da falta de incentivo para o futebol feminino no Brasil, mas, ao mesmo tempo, adotam o estilo marrento, mascarado, comum entre Neymares, Robinhos e Roberto Carlos, da seleção masculina.

    O jogo de ontem foi irritante pela falta de objetividade. Elas sempre querem dar mais um drible, passar o pé em cima da bola, sobretudo aquela Cristiane (que aliás, bateu dois penaltis de forma horrorosa). E a catimba no final do jogo foi coisa de time pequeno. Lamentável.

    Ao invés de trabalharem sério para reverter a situação da categoria no Brasil, muitas delas são pretensiosas, se acham estrelas do futebol internacional e o resultado se confirma: mais uma derrota para os EUA, que são muito mais preparadas, objetivas e sérias. Infelizmente, desta vez foi uma derrota merecida.

    O que vc acha desta minha opinião? Concorda? A Márcia, minha esposa, e eu passamos muita raiva ontem. Parecia que estávamos assistindo a um jogo da seleção masculina, ou ainda, do tricolor paulista dos tempos do Juvenal. rsss

    Abs

    PH

    • Lu Castro disse:

      Queridíssimo PH, que honra receber tua visita e teu comentário! Estou aqui, lendo os comentários e pensando que devo fazer um painel mais complexo do fut feminino, sabe? Há MUITAS questões a serem abordadas e sem dúvida, a postura da maioria das boleiras é uma delas. Lembro que a ex-técnica do Juventus, e formadora da maioria das meninas que estão por aí hj, me disse numa entrevista que as meninas são també culpadas por esta situação. A Rose do Rio, me disse a mesmíssima coisa quando esteve aqui em Sampa pro evento do fut feminino no Museu. Enfim, pretendo fazer um painel mais aprofundado do assunto, com todas as variantes e observações. E desta vez, sem emoção. =)
      Obrigada mais uma vez pela visita e um grande beijo!

  27. ADALBERTO disse:

    AMIGOS FIQUEI TRISTE COM A ELIMINACAO MAS FAL INSENTIVO AQUI NOMEU ESTADO O RN NAO TEM APOIO NEM UM AO FUTEBOL FEMININO PELO CONTRARIO AS MENINAS QUE PRATICAM FUTEBOL SAO MOTIVOS DE PIADAS E BRINCADEIRINHAS DE MAU GOSTO EU ESTOU NA LUTA PARA MUDAR ESSE COMPORTAMENTO E UM DIA VAMOS CONSEGUE COM FE EM DEUS UM ABRACO A TODOS

  28. wilson andrade angelo disse:

    tirando as ofensas. concordo plenamente com vc JOÃO MANOEL isso ja vem acontecendo a muitos anos quem não lembra da copa de 1998 que chegaram a fala que foi marmelada eu pergunto aos senhores depois daquele jogo quantas vezes o brasil ganhou da frança? e digo mais o brasil ja foi muitas vezes beneficiada em competiçoes como na copa de 2002 que o juiz inventou um penalti em cima do RIVALDO no jogo contra a turkia e anulou um gol légitimo da bélgica. não estou tirando os méritos do brasil que um dia ja foi soberano no futebol mundial e merecidamente e pemtacapeão mundial. agora um pouquinho de humildade não faz mal a nimguem né sabe reconhece os méritos do adversário e não fica falando que estava em um dia ruim que o advérsário deu sorte tbm são méritos dos grandes vencedores. sobre a seleçao feminina perderam para uma seleçao melhor e ponto final.

  29. Robson Grey disse:

    O time do Brasil é muito fraco. tirando a marta, as outras jogadoras oscilam em algumas muito fracas e outras regulares. Mais uma vez elas amarelaram. É uma pena!

  30. CICERO FONTES disse:

    Concordo com o Robson Grey. A seleção brasileira depende totalmente da Marta, e sem ela não ganharíamos nem da Guiné Equatorial. Quando o Brasil empatou a Cristiane ficou fazendo firulas , querendo dar uma de Neymar, depois acabou perdendo a bola que gerou o empate das americanas. Parabéns para as americanas. Ainda penso que a Marta é a melhor do mundo disparado, mas em termos de equipe (coletivo ) tem seleções bem melhores que nós.

  31. adailtona. disse:

    lugar de mulher é na cozinha no tanque, sem contar que mulherada feia esta da seleção brasileira, pelo amor de deus, ninguém curti a seleção masculina, imagine este monte de bola de canhão.melhor pros estados unidos, são ricas e lindas, aliás, quem cuida dos filhos desta mulherada feia da seleção brasileira???????

  32. jorge luiz disse:

    Lu,

    vc tem toda razão. Não é possível que, em que pesem as imensas dificuldades estruturais que esmagam a seleção feminina, o talento seja posto à margem e o medo impere.

    As americanas, com seu futebol pragmático, contudo, raçudo e corajoso, conseguiu mais uma vez vencer e eliminar um time muito mais talentoso do que elas simplesmente porque este time não tem comando fora e dentro do campo.

    A Marta é indiscutivelmente uma cracaça de bola, mas se destempera muito mais do que seria aceitável. E o treinador… Esse time tem treinador? Como ele viu impassível tudo que ocorria em campo? Será possível que não estava evidente que era questão de tempo as americanas empatarem? Se houvesse mais tempo, elas teriam ganho o jogo sem precisar dos penaltis…

    Como é que pode ficarmos 50min. com uma jogadora a mais e simplesmente nos acovardarmos lá atrás, dando chutões e mais chutões à esmo? No final, aquela menina brasileira, que não lembro o nome, fez toda aquela cena quando caiu e, após sair de campo na maca e imobilizada, depois voltou para o jogo num pique de quem acabou de entrar! Foi ridículo, tomou cartão amarelo por simulação e atestou finalmente a imensa covardia que se abateu sobre as meninas.

    Acho que mais do que estrutura financeira, falta estrutura emocional à estas meninas maravilhosas, indiscutivelmente craques de bola, que nada deixam a dever aos homens em técnica, muito ao contrário, mas que não se livraram ainda de um inexplicável complexo de vira-latas.

    Bjs.

  33. Aline Silveira disse:

    ENTENDAM UMA COISA, MULHER TEM QUE SER SEMPRE FEMININA, SER TRATADAS COMO PRINCESAS POR HOMENSSSSS,

    MAS,

    FUTEBOL É PRA HOMENSSSSSSS, E O TAL FUTEBOL “FEMININO”, NUNCA DARÁ CERTO NO BRASIL E NO MUNDO….GRAÇAS A DEUS.

  34. Thiago do Valle disse:

    Concordo com seu post, infelizmente quem comanda o futebol não da o valor que elas merecem. Todas as jogadoras estão de parabéns pela vontade em dar o melhor de si. Existem pessoas que são contras mulheres no futebol e em outras atividades, tenho esperança que isso mude.G U E R R E I R A S!

  35. Valeu Meninas… se esforçaram ao maximo… mais como ja foi dito e nem precisa ser repetido totalmente… doq adianta ter uma seleção boa se a formação acaba com as caracteristicas das jogadoras… jogadoras fora d posição e tudo mais… assim mão da neh…. acho q se fosse qualquer uma das jogadoras como Tecnica a formação seria certa… ja ele q é tecnico deu conta d dar esse vexame… até a tecnica americada tripudiou ele antes mesmo do jogo… ele certamente ta la brincando…

    Valeu Meninas!!!

    Força e Estamos aki com VCs para mais campeonatos e torcendo juntos… e q venha as proximas competições e q segurem VCs…

    Boa Sorte e Vamos em Frente!!!

  36. zeus disse:

    perderam. fato! as mais bonitas ficaram para que seja feita nossa vontade

  37. Boa noite Lu!

    Li seu texto duas vezes para tentar chegar ao ponto de vista que você alçou ao escreve-lo. Porém, sem sucesso, não consegui enxergar as coisas com sua ótica.

    Acredito que relevar aquela final olímpica contra as americanas tudo bem, até mesmo porque se a árbitra cega tivesse marcado aquele penalti escandaloso talvez hoje a história fosse diferente.

    Agora o que realmente não dá é pra ficar passando a mão na cabeça a cada derrota. Quando se assume um compromisso, assume-se também os riscos.

    Não dá para ficar perdoando todas vez que a seleção perder, pois as meninas nunca sentiram o peso que essa derrota causa ao torcedor.

    Assisti ao jogo torcendo e comemorando como se fosse a seleção masculina, e como tal, merece as mesma críticas que faço aos homens.

    Se toda vez que a seleção feminina tropeçar nos ficarmos taxando-as de “coitadinhas”, “sem estrutura”, “guerreiras” e tal elas nunca vão aprender o peso da responsabilidade.

    Concordo plenamente que ha apoio algum ao futebol feminino no Brasil e posso garantir que se elas tivesse sido campeãs mundiais tambem não mudaria em nada nossa realidade.

    Para se ter uma idéia, quando a seleção masculina disputa o mundial, o Brasil para. A seleção feminina nem ao menos tem direito a transmissão em rede nacional.

    É um absurdo o descaso com o qual o futebol feminino é tratado. Outros esportes como o próprio vôlei tem reconhecimento maior.

    Porém constatei ontem que nem mesmo as mulheres se interessam pelo futebol feminino. Na casa onde assisti ao jogo, tinham 10 homens assistindo e nenhuma mulher acompanhando.

    Fica complicado desta forma.

    A cultura brasileira é machista, mas as próprias mulheres colaboram para isto.

    • Lu Castro disse:

      Udleik, é com pesar e com tristeza no coração que concordo com a tua última frase. Vide alguns comentários antes do seu. =(
      Paciência, sigo na lida e tentarei me expressar melhor no próximo texto. Prometo! Há muitas coisas sobre as quais discorrer a partir deste episódio.
      Obrigada pela visita e pelo comentário sensato. Grande beijo!

  38. José Gonçalves disse:

    Eu achei que as americanas jogaram mais, tiveram mais fôlego mesmo com uma a menos, mas estava torcendo muito e fiquei irritado quando a jogadora do Brasil simulou a contusão….se já estava difícil segurar as gringas ela não poderia fazer isso, ela sabia que ficaria de fora algum tempo…resultado: levou o cartão e a juíza deu três minutos de acréscimo, esse tempo adicional foi fatal! Além disso o time foi ingênuo: quando perdeu a bola no ataque tinha que ter feito a falta e parado a jogada! Castigo pelo antijogo da simulação e pela ingenuidade! É impressionante como ninguém da imprensa citou esses fatos! O pior é ter que pagar TV a cabo para assistir um monte de beteiras! Perdemos merecidademente! Que sirva de lição!

  39. Diego disse:

    Não teria dito melhor, palavras bem colocadas , fatos explícitos, gasta-se mais em campanhas de motivação do que em preparo para nossas atletas, campeonato feminino de futebol no brasil e como pólo aquático ou outro esporte, não tem apoio não, tem estrutura, nossos governantes não ligam, e ninguém faz questão de mudar nada, enquanto permanecermos sentados apenas comentando , “isso” que presenciamos será a realidade, não só do futebol feminino, mas também do futebol masculino e de várias outras modalidades de esportes no nosso “brasil” com b, minúsculo.

  40. ventura disse:

    Acompanho os jogos da seleção feminina sempre que posso, o torneio internacional de sampa e alguns amistosos não são suficiente para uma preparaçao para um mundial. Acho que apesar dos problemas estruturais e a falta de apoio ao esporte, as meninas até que jogaram no seu limite. Culpar fulana ou beltrana por uma falha durante a partida seria leviano, acompanhei a partida contra os Estados Unidos, e faltou malandragem da comissão técnica e principalmente do treinador, faltando menos de um minuto para a final a prorrogação, o treinador deveria fazer substituições para ganhar tempo e principalmente perceber que uma das jogadoras do eio já estava machucada desde o final do primeiro tempo. Mas antes de criticar devemos dar força a estas meninas que apesar de tudo lutaram muito, e a falta de um pouco de sorte parece que nos persegue, sempre quando temos pela frente a seleção americana. Apesar de tudo parabens Marta, Crsitiane, Formiga e companhia.

  41. Rafael disse:

    As jogadoras do Brasil peidaram na farofa pros EUA! As americanas não estavam jogando bem! O problema dessa seleção é que a Marta está anos luz a frente das outras jogadores. A nossa seleção na sua maioria são jogadoras boazinhas, mas a única craque é a Marta! Precisamos de mais jogadoras que resolvam, que desequilibrem dentro de campo, pois só assim vamos fazer as adversárias dançarem e conseguirmos ser campeão olímpico ou mundial e não ficar só na vontade! Acho que deveríamos tb investir em algumas jogadoras mais fortes fisicamente, acho que perdemos tb no físico. Mais um detalhe, precisamos de um bom técnico pois esse que tá aí é fraquinho, o René Simões botava esse cara no bolso!

  42. Alissom disse:

    o certo é que o freguês tem sempre a razão, vejamos meu time como parâmetro, O Galo já esta eliminado da sulamericana, por quê? simples vai enfrentar o Botafogo basta olhar os confrontos de 2003 pra cá e ver que só damos alegria ao rival, com a seleção feminina é a mesma coisa vê as americanas e treme na base só pode

  43. Felipe disse:

    A seleção brasileira mostrou que ainda tem muito que evoluir em questões psicológicas, pois era sem dúvida a melhor equipe do campeonato, a Marta é disparada a melhor jogadora do mundo e tem outras grandes atletas no elenco.

    Podemos utilizar as seleções masculina e feminina de volei para fomentar a esperança que estamos sim no caminho certo.

    Nos resta admirar a seleção americana que mostrou personalidade mesmo sendo muito mais limitada que a seleção brasileira.

  44. Luiz Antonio dos Santos disse:

    Sinceramente não que não seja brasileiro. Acontece que pela Band, como é duro assistir futebol, que joga é a Marta. Se ganha é a MARTA SE PERDE É O TIME. POR ISSO QUE FOI ATÉ BOM TER PERDIDO. Pode notar crucificaram a menina que bateu o penalti e a goleraça dos EUA unidos defendeu. Pelo amor de Deus, NETO e LUCIANO DO VALLE , ninguem merece. Por favor outros canais pata assistir futebol……………….

  45. Michele disse:

    Aline Silveira ,eu só queria te lembrar que preconceito já basta da CBF… falar que futebol não é coisa pra mulheres isso é um bom sinal que você nem tem capacidade alguma de conduzir uma bola no pé. eu não gosto de alguns esportes mais nem porisso vamos deixar de valorizar o nosso futebol.

  46. [...] Futebol para Meninas « Je t’aime, Brasil! [...]

  47. IzzyWSU disse:

    se pelo menos a CBF investisse na seleção principal e nas categorias de base já seria um grande avanço. Se tivessemos uma equipe técnica de qualidade, como Alemanha, EUA, Suécia têm tenho certeza que o Brasil seria praticamente imbatível. Coloca uma Silvia Neid ou Caroline Morace e dá todo o subsídio e apoio que elas queiram, como amistosos, acampamentos, comissão técnica de qualidade, preparador físico, treinador de goleiras, nutricionista, fisioterapeuta, ou seja, tudo que um time precisa pra fazer um trabalho bem feito que eu quero ver se vamos jogar como um bando como temos jogado. Nenhum time do mundo tem a quantidade de jogadoras talentosas como Marta, Formiga, Cristiane, Fabiana e promissoras como Alanna, Thais, Bia, Paula, Rapha, Glaucia como nós temos. Ano que vem é Olimpiadas, se a CBF resolver investir a partir de hj no futebol feminino, com seriedade, tenho certeza que dominariamos os torneios internacionais, seja sub-17, sub-20 ou seleção principal.
    Eu citei a Morace e a Neid pois acredito que bons técnicos (homens), ainda mais no Brasil, não querem treinar times femininos, mas existem excelentes técnicas, que nunca terão oportunidade de treinar um time masculino e poderiam fazer um excelente trabalho na seleção e exeplos disso não faltam, só olhar para as grandes potências do fut. feminino que são na sua maioria treinadas por mulheres.

  48. A Seleção Brasileira de Futebol Feminino perdeu nas quartas de final para os Estados Unidos. Perdeu nos pênaltis. Um resultado injusto.

    Começamos tropeçando. Gol contra de Bagé para os Estados Unidos logo aos dois minutos de jogo. Coisa para desestabilizar um time que passou a primeira fase do mundial sem levar nenhum gol (muito mérito da goleira Andréia). A equipe estadunidense chegava com dois ouros olímpicos (1996, 2004 e 2008) e dois mundiais (1991 e 1999). E mais: planejamento, estrutura, liga profissional de alto nível, esporte valorizado no país.

    As nossas meninas chegavam com o futebol arte, com o melhor toque de bola entre as seleções femininas e os maiores talentos individuais da atualidade: Marta e Cristiane. E só. Porque a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não está nem aí para a equipe feminina, não faz qualquer esforço ou movimento para fortalecer a modalidade no País e assina o descaso quando oferece dois amistosos pífios como preparação para um competição no nível da Copa do Mundo.

    Vamos ao jogo. Criamos chances sim. Marta, velocista e habilidosa, saiu do meio de duas, três, quatro. Mas não havia ninguém na área, ninguém chegando para finalizar. E quando houve, chute fraco ou para fora. Marta também driblou, chegou, chutou, mas não podia fazer tudo sozinha. Nenhuma outra jogadora lutou tanto, acreditou tanto quanto a camisa 10. E ela fez a jogada que deu origem ao pênalti indiscutível e marcou dois gols. Num deles, deixou a melhor goleira do mundo com a cara na trave! LINDO!!!

    Cristiane se movimentou muito na frente, abriu espaço na defesa. O meio de campo, porém, não apareceu. Faltou a ligação tão imprescindível num time de futebol. A ligação com a qual elas estavam acostumadas a jogar. A insistência do técnico Kleiton Lima em posicionar jogadoras fora de suas posições serviu apenas para nos deixar vulneráveis e muitas vezes desorientadas em campo.

    Mesmo assim, jogamos no campo de ataque dos Estados Unidos quase o tempo todo. E se há um nome que deva ser destacado na seleção adversária é o da goleira Hope Solo. Ela defendeu bolas quando o grito de gol já ensaiava sair.
    E nas raras vezes em que as estadunidenses chegaram com perigo, Andreia estava lá para defender. Uma falha de marcação da defesa brasileira e a bola foi parar no fundo da nossa rede. Empate injusto. As meninas foram mais para cima ainda. E a bola, caprichosamente, não entrou.

    Mesmo com todos os contras, o vigor físico em falta devido a uma preparação insuficiente, elas correram, marcaram, superaram os limites possíveis do corpo. Eu, que sempre me recusei a usar uma máxima exaustivamente repetida no esporte, hoje me rendo à ela: não era para ser.

    Dói ver as lágrimas em rostos que mereciam sorrisos. Dói vir para casa nas quartas de final sabendo que podíamos, que merecíamos, estar na final da Copa do Mundo. Dói ter a convicção de que temos sim o melhor time do mundo, mas esse mesmo time não tem qualquer suporte, estrutura, base e apoio para existir e fazer um trabalho digno. E olha que somos o “país do futebol” (masculino, que fique bem claro!). Mas a exibição a que assistimos não deixa dúvidas de que a seleção feminina brasileira é sim a melhor seleção do mundo.

    Continua faltando um degrau. Continua faltando um grande título. E continuamos com a certeza de que o problema não são as jogadoras, e sim o que é oferecido a elas. E é preciso dizer que a Seleção Brasileira Feminina de Futebol não é uma estrela só. É uma constelação de 21 estrelas. Andreia Suntaque Bárbara e Thais (goleiras); Maurine, Daiane, Aline, Renata Costa, Rosana, Ester, Formiga, Beatriz, Erika, Fabiana, Francielle, Elaine, Daniele, Thais Guedes, Grazielle, Roseane, Marta e Cristiane. E o brilho delas é muito maior que essa eliminação nas quartas de final.

    Fica a tristeza sim. Mas fica ainda mais forte a admiração pelo que fazem essas meninas com a bola nos pés. Como jogam! Como encantam! Como se superam! Deixo aqui minha reverência a essa seleção brilhante e agradeço por nos proporcionarem o espetáculo que é vê-las jogar. Parabéns meninas. Vocês são muito mais valiosas do que a CBF reconhece!

  49. ipad-giveaway disse:

    I love blogs.futebolparameninas.com.br dude!
    ipad 2 giveaway

Deixe um comentário