Vasco terá que superar velho algoz para avançar na Copa do Brasil



Coutinho estava no Vasco em 2010 (Foto: Reprodução)

Coutinho estava no Vasco em 2010 (Foto: Reprodução)

Fora da final da Taça Guanabara, o Vasco terá quase dez dias de preparo para um jogo chave em suas pretensões na temporada. Nesta quinta-feira, o clube enfrentará o Vitória, em São Januário, pela jogo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil.

Esta será a terceira vez que as equipes se encontrarão pela competição. A vantagem é do Leão da Barra.

No primeiro encontro, em 1989, ano da primeira edição do campeonato, o Rubro-Negro eliminou os vascaínos após empatarem em 0 a 0 em Feira de Santana e vencer por 2 a 1 no Rio de Janeiro.

Na época, Sorato e Sonny Anderson formavam a dupla de ataque do Vasco. Porém, Marquinhos e Hugo marcaram os gols baianos. Vivinho descontou.

Os outros dois duelos são mais recentes, com cada equipe conseguindo triunfar em uma oportunidade. Em 2009, sob o comando de Carlos Alberto, os cruz-maltinos golearam por 4 a 0 na Colina Histórica e praticamente colocaram uma mão na vaga. Na volta, empate em 1 a 1 e a classificação.

Já em 2010, o troco do Vitória. Os baianos venceram por 2 a 0 no Barradão, foram derrotados em terras cariocas, por 3 a 1, mas avançaram em razão do gol marcado fora de casa.

O duelo mais marcante em mata-mata, porém, ocorreu no Brasileirão de 99. Após terminar a 1ª fase na 3ª posição, o Vasco enfrentou o Vitória, 6º colocado, nas oitavas de final do campeonato. Em um primeiro jogo eletrizante, cheio de viradas, o Rubro-Negro deixou o gramado vitorioso: 5 a 4. Viola e Donizete, duas vezes cada, balançaram as redes para os cariocas. Fernando, três vezes, Artur e Tuta garantiram a vitória.

No dois duelos seguintes, ambos em São Januário, o Cruz-Maltino não conseguiu superar os baianos e acabou eliminado da disputa. Foram dois empates: 2 a 2 e 1 a 1. O lateral-direito Baiano, que atuaria também pelo Vasco em 2008, marcou o gol da eliminação vascaína.

Agora, o time de São Januário terá pela frente novamente o velho algoz, podendo equilibrar o placar entre as equipes na Copa do Brasil.



MaisRecentes

Trabalho de Luxemburgo no Vasco merece mais respeito



Continue Lendo

Marrony empata com Pikachu na artilharia do Vasco na temporada



Continue Lendo

A luta de Marrony



Continue Lendo