Vasco 2015 com cara de 2014



Luan falhou no gol do Tigres (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Luan falhou no gol do Tigres (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Durante grande parte da partida contra o Tigres, eu quase tive certeza que era o Vasco de 2014 que estava em campo. Lento na marcação, apenas cercando e sem dar combate, a defesa dava espaço. Aliás, a zaga, os laterais e, principalmente, o meio davam.

Na frente, o mesmo problema do ano passado: a dificuldade para enfrentar times retrancados. Com um gramado ruim, um campo reduzido e um adversário fechado, é praticamente impossível impôr a velocidade que Doriva quer que o time tenha. Não tem pra onde correr, falta espaço para ultrapassagens.

Não à toa o Vasco versão 2014 fazia tanto gol de bola parada, em cruzamentos ou cobranças diretas. É um caminho que precisa ser trabalhado pelo treinador, não dá para ficar martelando sempre na mesma tecla, tem que saber variar. E por isso faz tanta falta um centroavante de ofício. Opções.

O Cruz-Maltino até melhorou no segundo tempo, quando diminuiu os lançamentos diretos da defesa e aumentou a intensidade ofensiva. Não dá para ficar tocando bola por longos minutos num espaço curto e congestionado.

Quando foi para definir, levou perigo. Mas tem que ser incisivo sempre!

Não dá para esperar que o adversário jogue ao nosso feitio, o trabalho deles é exatamente dificultar. Cabe ao treinador buscar variações dentro do limitado elenco do Vasco, senão vai começar a complicar.

Saudações vascaínas! /+/

ACOMPANHE O BLOG DO GARONE NAS REDES SOCIAIS:

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Bruno César não é Maxi López



Continue Lendo

Sub-20 do Vasco poderá superar o desempenho do time de 2010, que revelou Allan e Luan



Continue Lendo

A Martín o que é de Martín



Continue Lendo