Por onde andam os campeões cariocas pelo Vasco em 2003?



Cruzamento de letra de Léo Lima entrou para a história (Foto: Ricardo Cassiano/LANCE!Press)

Cruzamento de letra de Léo Lima entrou para a história (Foto: Ricardo Cassiano/LANCE!Press)

Fábio, Russo, Alex, Wellington Paulo e Edinho; Henrique, Bruno Lazaroni, Léo Lima e Marcelinho Carioca; Marques e Souza. Entraram ainda Rogério Corrêa, Rodrigo Souto e Cadu. Estes foram os 14 jogadores vascaínos que participaram da final do Carioca de 2003, contra o Fluminense, vencida pelo Vasco.

Doze anos depois, o Cruz-Maltino pode voltar a ser campeão do Estadual, encerrando um amargo jejum. O clube está de volta a final, venceu o primeiro jogo, mas e os atletas daquela decisão, por onde andam? Confere aí:

Fábio – Há mais de uma década defende as cores do Cruzeiro, clube que atuou também na base, antes de se transferir para o Vasco.

Russo – Com passagem pela Seleção Brasileira, o lateral-direito está aposentado desde 2010.

Alex – Capitão improvável daquele time, Alex sumiu do cenário nacional após deixar São Januário. Outro que encerrou a carreira.

Wellington Paulo – Campeão já veterano pelo Vasco, após anos defendendo o América-MG, se aposentou em 2011.

Edinho – Dono da lateral-esquerda vascaína em 2003, Edinho atualmente defende o Maringá. Em 2014, fez boa campanha pelo Luverdense na Série B.

Henrique – Cabeça de área responsável pela proteção da zaga, Henrique se aposentou em 2012, atuando pelo Atlético Sorocaba.

vasco2003

Bruno Lazaroni – Filho do ex-técnico do Vasco e da Seleção Brasileira, Lazaroni também já deixou os gramados. Porém, em 2014, assumiu o comando do time sub-13 do Botafogo e deu início a sua carreira como treinador.

Léo Lima – Autor do cruzamento de letra que resultou no gol da vitória vascaína em 2003, o meia atualmente defende o Al-Sharjah, dos Emirados Árabes.

Marcelinho Carioca – Craque daquele time campeão em 2003, o Pé de Anjo concorreu ao cargo de Deputado Estadual em São Paulo, em 2014, mas não se elegeu.

Souza – O ‘Caveirão’, como era chamado pela torcida, fez o gol da vitória sobre o Fluminense na partida final. Atualmente defende o Paysandu.

Marques – Já veterano em 2003, o ex-atacante atualmente é comentarista dos canais ESPN.

Rogério Corrêa – Reserva daquele time, Rogério Corrêa trocou o campo pelo society, em 2010. No Fut 7, se tornou capitão da Seleção Brasileira e foi eleito o melhor jogador do mundo em 2013. Atualmente é o treinador do Vasco na categoria, comandando astros como Falcão e Cabreúva.

Rodrigo Souto – Tinha apenas 19 anos no título de 2003. Em 2014 atuou pelo Botafogo, mas atualmente está sem clube.

Cadu – Foi dele a cabeçada após o cruzamento de letra de Léo Lima e que serviu como assistência para Souza marcar. Em 2015 foi contratado pelo Operário de Várzea Grande, do Mato Grosso.

Antônio Lopes – Técnico vascaíno naquela conquista, atualmente está do lado oposto na finalíssima, ocupando o posto de gerente de futebol do Botafogo.

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Pikachu se torna um dos 15 maiores artilheiros do Vasco na história do Brasileiro



Continue Lendo

Pikachu ultrapassa Alecsandro no ranking de artilheiros do Vasco neste século



Continue Lendo

Benítez e Pikachu sobem no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo