Perfil dos reforços muda no Vasco



Vinícius Araújo e Leandro Castán já treinam no Vasco (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)

Não há, obviamente, nenhuma certeza se Maxi López, Leandro Castán e Vinícius Araújo chegarão ao fim de 2018 ovacionados pela torcida vascaína, abraçados nas padarias como se fossem crianças nos braços de políticos em época de eleição. É claro que não. O futebol é mais misterioso e incerto do que os dribles de Kelvin. Mas há de se dar o crédito pela busca improvável feita pelo clube.

Quem acompanhou os últimos anos do Vasco sabe que foram raros os reforços vindos da Europa. Mesmo os mais experientes, como Maxi e Castán. Só para se ter uma ideia, a última vez que o clube contratou três atletas vindos de países tradicionais do Velho Continente foi em 1999, quando acertou com Zé Maria, do Perugia, Edmundo, da Fiorentina, e Gilberto, da Inter de Milão.

Desde então, o perfil dos reforços tem sido outro.

Nos últimos dois anos – 2016/2017 -, por exemplo, o Cruzmaltino contratou 22 jogadores. Destes, seis eram reservas em equipes da Série A – como Jean, Paulão e Wellington, por exemplo -, quatro chegaram do Japão e da China, dois do futebol árabe, outros dois vieram de equipes menores do Rio de Janeiro, um estava na Série B e três de vizinhos da América Latina.

Da Europa foram contratados quatro jogadores. Nenhum, porém, de uma grande liga: Gilberto, que estava na 2ª divisão italiana, Ramón, da Turquia – que também faz parte da Ásia -, e Bruno Paulista e Kelvin, que chegaram de Portugal, uma prateleira abaixo, ao meu ver, de Itália, Espanha, Alemanha e Inglaterra.

Se os novos reforços darão certo no clube, só o campo irá responder. Mas é importante para o Vasco voltar a olhar para o mercado de forma mais abrangente e competitiva. O Cruzmaltino aposta em dois nomes experientes e em um jovem promissor que tenta um recomeço. Todos de graça e com contrato em definitivo.

Nenhuma certeza, mas boas apostas.

Com Maxi, Castán e Vinícius, o Vasco deixa claro que se posicionará de uma maneira mais proativa no mercado, buscando nomes fora do habitual e com um perfil diferente dos últimos anos. Como o time vai reagir em campo, ainda não se sabe. Mas o impacto na torcida e na marca, em um primeiro momento, parece positivo.

Youtube: Canal do Garone
Twitter: @BlogDoGarone
Facebook: /BlogDoGarone
Instagram: @BlogDoGarone



MaisRecentes

Ex-Barcelona é uma das novidades do time sub-20 do Vasco



Continue Lendo

De volta ao Vasco, Martin Silva se aproxima de recorde pelo clube



Continue Lendo

Vasco prorroga os contratos de dois jogadores do sub-20



Continue Lendo