Luxemburgo testa Yan Sasse, mas Bruno César é quem se destaca em jogo-treino



Bruno César participou dos três gols do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Sem Rossi para o clássico contra o Fluminense, Vanderlei Luxemburgo aproveitou a semana livre para realizar um jogo-treino contra o Boavista e testar opções para a posição. E quem ganhou a primeira oportunidade entre os titulares foi Yan Sasse. Reserva desde o empate em 1 a 1 com o Fortaleza, na 6ª rodada do Brasileirão, o meia atuou pela direita, com Valdívia jogando mais centralizado, com liberdade para flutuar na frente da zaga, e Marrony na esquerda.

A formação, no entanto, não funcionou. Com dificuldades para encontrar espaços pelo meio, mesmo com Valdívia saindo da área, o time parou na defesa da equipe de  Saquarema, que não saiu para o jogo e sequer testou a nova dupla de zaga formada por Ricardo Graça e Leandro Castan, dois canhotos – Graça foi deslocado para a direita.

Durante todo o primeiro tempo, os vascaínos chegaram com perigo apenas uma vez. Foi numa rara subida de Pikachu pela direita, que encontrou Marrony livre dentro da área. O atacante, porém, acabou finalizando em cima do goleiro Marcelo Pitol.

Na etapa final, com os dois times completamente mudados, os espaços apareceram. Breno, de volta aos gramados após quase um ano, achou um lindo lançamento para Tiago Reis logo aos cinco minutos. O atacante dominou, ganhou na velocidade e explodiu o travessão.

Logo depois, Bruno César, Marcos Júnior e Cáceres triangularam pela direita e o paraguaio chegou ao fundo. O cruzamento não encontrou Tiago, mas a sobra caiu nos pés de Bruno César, que abriu o placar. Essa seria a primeira de algumas boas jogadas da equipe pela direita, espaço normalmente ocupado por Rossi e que no primeiro tempo contou com a discrição de Sasse.

Principal contratação do início da temporada e, consequentemente, também a maior decepção do 1º semestre, o camisa 10 marcou ainda o segundo, em contra-ataque puxado por Tiago Reis e concluído pelo meia. Em velocidade, num pique de trás do meio-campo, mostrando estar melhor fisicamente do que em sua chegada ao clube.

Bruno participou também do terceiro gol, marcado por Marcos Júnior. Novamente em jogada trabalhada com Cáceres. O apoiador viu bem a ultrapassagem do lateral, passou na medida e o jogador cruzou na cabeça do volante, que fechou o placar.

Se a ideia de Luxemburgo era acabar com as dúvidas que tinha, principalmente no ataque, elas só aumentaram. Assim como as opções.



MaisRecentes

No dia do aniversário, presente do Vasco vem da base



Continue Lendo

Vasco muda perfil de reforço para o ataque e já observa alguns nomes



Continue Lendo

As escolhas equivocadas de Luxemburgo



Continue Lendo