João Ricardo, uma boa opção para a saída de Martín Silva do Vasco?



João Ricardo pode chegar para a vaga deixada por Martín (Foto: Mourão Panda/América-MG)

Sai Martín Silva, entra João Ricardo.

Num primeiro olhar, superficial, a troca no elenco vascaíno, que pode ser confirmada nos próximos dias, pode parecer prejudicial ao Vasco. O uruguaio é referência nos últimos anos e um dos ídolos recentes de grande parte da torcida, enquanto que João chega do rebaixado América Mineiro. Numa análise um pouco mais detalhada, porém, a mudança se mostra interessante.

Mais jovem – tem 30 anos contra 35 de Silva – e com um salário inferior ao de Martín, João Ricardo tem sido mais eficiente também embaixo das traves. O que mostra um custo-benefício superior. E os números mostram isso.

Mesmo caindo com o Coelho, o arqueiro teve uma média de gols sofridos no Brasileirão inferior a do camisa 1 vascaíno. Em 28 partidas, foi vazado 35 vezes – 1,25/jogo -, enquanto que Martín Silva sofreu 31 em 24 rodadas – 1,29/jogo. Números parecidos, mas que ganham relevância quando olhamos o volume de defesas realizado pelos dois.

Para impedir que a média de gols fosse maior, João Ricardo precisou realizar 72 defesas simples e 26 difíceis, segundo dados do Footstats. Martín, por sua vez, fez apenas 51 bloqueios de baixa dificuldade e 13 de alta. Entre os goleiros com mais de 20 atuações no Brasileiro, João teve a 3ª maior média de defesas – 2,6/rodada -, ficando atrás somente de Cássio (2,8), do Corinthians, e Santos (2,7), do Atlético Paranaense. No ranking geral, levando em consideração a média de todos os jogadores da posição, foi o 8º. Martín terminou apenas em 16º.

No quesito defesas difíceis, o possível reforço vascaíno também aparece entre os líderes. Com uma média de 0,9 por jogo, teve o 5º maior rendimento entre os atletas com ao menos 20 partidas no campeonato, terminando empatado com Marcelo Lomba, do Internacional, Fábio, do Cruzeiro, Victor, do Atlético Mineiro, Júio César, do Fluminense, e Éverson, do Ceará. Martín Silva foi somente o 17º.

Em números gerais, João Ricardo foi o 7º que mais realizou defesas simples na competição e o 8º levando em conta apenas as difíceis. Martín foi 11º e 20º, respectivamente.

O bom rendimento de João Ricardo, no entanto, não vem de hoje. Em 2016, quando o América também acabou rebaixado, o goleiro já havia sido um dos destaques do time. Na ocasião, terminou o 1º turno do Brasileirão daquele ano como o goleiro que mais realizou defesas, ficando à frente inclusive Vanderlei, do Santos, que viveu ótimo momento na temporada. No fim, acabou superado pelo santista e também por Fernando Miguel, com quem disputará vaga de titular – caso a negociação se concretize -, que na época defendia o Vitória.

Com a possível chegada de João Ricardo, o Vasco consegue abrir espaço na folha salarial sem perder qualidade e disputa por posição no elenco. Não é um substituto de nome, de peso, mas tecnicamente tem tudo para suprir a saída de Martín Silva à altura.

MÉDIA DE GOLS SOFRIDOS NO BRASILEIRÃO

1º – Fernando Miguel – 1,21
2º – João Ricardo – 1,25
3º – Martín Silva – 1,29

MÉDIA DE DEFESAS DIFÍCEIS NO BRASILEIRÃO

1º – João Ricardo – 0,92
2º – Fernando Miguel – 0,78
3º – Martín Silva – 0,54

MÉDIA DE DEFESAS SIMPLES NO BRASILEIRÃO

1º – João Ricardo – 2,57
2º – Martín Silva – 2,12
3º – Fernando Miguel – 1,78



MaisRecentes

Vasco pode ter escalação inédita contra o Avaí



Continue Lendo

Lateral retorna ao Vasco após empréstimo



Continue Lendo

Lucão mantém tradição de vascaínos com a Seleção em Toulon



Continue Lendo