Freguês antigo, moral renovada



Julio dos Santos foi bem contra o Fluminense (Foto: Cléber Mendes/LANCE!Press)

Julio dos Santos foi bem contra o Fluminense (Foto: Cléber Mendes/LANCE!Press)

Mais um domingo comum no futebol carioca. Vasco vencendo o Fluminense, pênalti não marcado ao nosso favor, e o nosso rival mais uma vez tendo as dimensões do campo ‘alteradas’ em seu benefício. Tradição. Ou destino, como preferirem.

De diferente, apenas a forma com que Doriva montou a equipe e o sentimento pós-jogo em relação a última partida. A vitória segura sobre o Tricolor mostra que não somos o patinho feio como muitos apontavam. Não nesse Estadual.

Rodrigo voltou muito bem ao time e Luan teve atuação irreparável. No meio, Serginho e Guiñazu neutralizaram o adversário, mostrando que o entrosamento pode render bons frutos. A pegada dos dois manteve a segurança defensiva e deu liberdade aos apoiadores.

Errando praticamente nada e levando perigo nos passes em profundidade e cruzamentos, Julio dos Santos mostrou que brigará por uma vaga na criação vascaína. Com o paraguaio ao seu lado, até Marcinho passou a ser mais participativo.

Quem já garantiu o seu lugar foi Gilberto. Tendo feito apenas dois treinos com os titulares, o atacante fez uma boa estreia, se posicionando bem entre os zagueiros e deslocando por trás da linha de zaga, sempre com perigo. Poderia ter saído como herói se o árbitro tivesse marcado a penalidade.

Por mais que não tenha sido um clássico digno de ser relembrado no futuro, a vitória vascaína veio de forma incontestável e sem sustos. E esse posicionamento soberano em campo era o que vinha faltando ao time. O Vasco dominou do início ao fim e em momento algum foi ameaçado.

A equipe não criou dezenas de oportunidades, mas foi incisivo quando teve chance. Botou duas bolas no travessão e poderia ter tido uma vitória mais expressiva se tivesse aberto o placar ainda no primeiro tempo.

No fim, a vitória serviu para dar moral ao grupo e mostrar para nós mesmos, torcedores, que não temos o que temer nesse Carioca. Pelo contrário, podemos sim sonhar com a taça.

Afinal, nós temos que ter medo de alguém nesse Campeonato Carioca? Do Flamengo, que empatou com Macaé e Madureira, dois times que vencemos ? Do Fluminense, que foi engolido pelo Gigante no ‘Niltão’? Ou do Botafogo, cheio de apostas igual a gente?

A vitória sobre o Flu valeu três pontos, e mais do que isso. Valeu para arrebanhar mais alguns incrédulos torcedores que antes blasfemavam que estávamos muito atrás de nossos rivais cariocas.

Na boa, não estamos. Longe do ideal de Vasco sim, mas do atual momento dos outros não.

Pra cima deles, Gigante!

ACOMPANHE O BLOG DO GARONE NAS REDES SOCIAIS:
Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Ex-Barcelona é uma das novidades do time sub-20 do Vasco



Continue Lendo

De volta ao Vasco, Martin Silva se aproxima de recorde pelo clube



Continue Lendo

Vasco prorroga os contratos de dois jogadores do sub-20



Continue Lendo