Ex-Barcelona é uma das novidades do time sub-20 do Vasco



Werick em ação pelo Barcelona (Foto: Divulgação)

Andrey, Marrony, Ricardo Graça, Henrique, Miranda, Bruno Cosendey… A utilização de jogadores vindos do sub-20 no time profissional tem sido uma prática comum no Vasco. Nem sempre por escolha do treinador, é verdade. Sofrendo com constantes lesões durante toda a temporada, o time muitas vezes teve que recorrer à base por necessidade. Contra o Cruzeiro, no último fim de semana, por exemplo, Bruno Ritter fez sua estreia na equipe principal em razão das ausências de Bruno Silva, Desábato, Raúl e Willian Maranhão – os três primeiros por lesão e o último por suspensão.

Com as subidas de muitos atletas do sub-20 para os profissionais – João Pedro, Luan, Dudu, Rodrigo, Caio Lopes, Lucas Santos e Hugo Borges também têm aparecido no elenco -, o Cruz-Maltino tem tentado repôr estas ausências. Eliminado do Campeonato Brasileiro da categoria, o time vem apresentado alguns nomes novos durante a disputa do Torneio Otávio Pinto Guimarães. Um deles, uma jovem promessa com passagem pelo Barcelona: o meia Werick.

Nascido em Gurupi, no Tocantins, o jogador foi para a Espanha com apenas sete anos de idade e atuou pelo clube da Catalunha dos 15 aos 18 anos, fazendo parte do time juvenil B. Em 2016, chegou a ser convocado para um período de treinamentos com a Seleção Brasileira Sub-18, na Granja Comary.

Sem espaço no clube, porém, foi emprestado ao Girona, antes de deixar o Barça em definitivo, em setembro do ano passado. Agenciado pelo ex-vascaíno Mazinho, campeão brasileiro pelo clube em 1989, Werick passou ainda pelo Damm, também espanhol, antes de chegar a São Januário, no mês passado.

Werick em treino do sub-20 do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Werick assinou um contrato apenas de amador com o Cruz-Maltino, mas já vem ganhando espaço no elenco sub-20, o que pode aumentar sua permanência no clube. Contra Bangu – vitória por 4 a 0 – e Boavista – triunfo por 2 a 1 -, pelo Torneio OPG, o apoiador entrou no decorrer das partidas, fazendo seus primeiros jogos pelo time.

Werick, entretanto, não é a única novidade na equipe que vem participando da competição de juniores. Além do meia, o lateral-direito Lucas Sena, ex-Coritiba, e os atacantes Ramon, ex-Matonense, Lucas Imperiano, ex-São Bernardo, e Tiago Reis, ex-Cruzeiro, também vêm sendo aproveitados. Tiago, inclusive, é o artilheiro do campeonato com quatro gols marcados – todos contra o Bangu. Ramon, que recentemente renovou o seu contrato, fez o gol da vitória sobre a equipe de Saquarema, já nos minutos finais.

Já classificada para a 2ª fase do Torneio Otávio Pinto Guimarães, a equipe vascaína volta a campo neste sábado, às 15 horas, para encarar o América.

CONEXÃO EUROPA-VASCO

Apesar de incomum, não é a primeira vez que um jogador chega para a base do Vasco após passagem por um grande do futebol europeu. Em 2012, o atacante Serginho Ceregatti chegou à Colina após um ano atuando com a camisa do Milan, da Itália. O jovem, porém, sequer estreou na equipe sub-20 vascaína. No ano seguinte, o clube traria o lateral-direito Éverton França, da Fiorentina. Apesar de assumir a titularidade em parte da temporada seguinte, o jogador rescindiria com o clube no início de 2015.

Em 2014, mais um ex-milanista em São Januário: Muriel Dorigatti. Com a experiência de quatro anos na base do time rossonero, sua contratação teve grande expectativa, principalmente após estrear marcando gol num clássico contra o Flamengo. Depois disso, porém, não teve muitas oportunidades e acabou deixando o clube no início da temporada seguinte, junto com Éverton.

Youtube: Canal do Garone
Twitter: @BlogDoGarone
Facebook: /BlogDoGarone
Instagram: @BlogDoGarone



MaisRecentes

Thiago Galhardo ultrapassa Wagner e Andrey no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

O indefensável



Continue Lendo

Reforços que não jogam: uma prática comum no Vasco há mais de duas décadas



Continue Lendo