Desábato, o catedrático



Desábato tem feito ótimas partidas pelo Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

O tema da crônica poderia ser o domínio de ponta de chuteira de Caio Monteiro, antes do toque para Bruno Cosendey empatar a partida. Poderia também muito bem ser a grande atuação do jovem meia, autor de um gol e uma assistência na vitória por 4 a 1 sobre o América Mineiro. Ou então os lançamentos precisos do imprevisível Paulão. Quem sabe até o choro emocionado de Kelvin, outro que contribuiu com passe e bola na rede. Lances fundamentais na goleada vascaína.

Eu já me preparava para escrever sobre como a base segue sendo o grande celeiro de reforços para o clube, porém, em meio a grande atuação dos meninos, um outro nome emergiu: Leandro Desábato.

Poucas coisas tem sido tão agradáveis de ser ver no Vasco quanto o volante.

De cabelo arrumado, como se fosse penteado pela mãe, e uniforme justo, com um quê de alfaiataria do século XIX, ele entra no gramado vestindo a camisa 5, que em outros tempos sequer era lavada para impôr mais respeito. Hoje, no chamado futebol moderno, ela é limpa e passada.

Impecável, tal qual o seu futebol.

Erroneamente, por clichê, esteriótipo ou preconceito, olhamos para um volante argentino muitas vezes como um botinudo, com dentes pontiagudos e intervalados, como se moldado por uma criança brincando de Mal-me-quer, bem-me-quer. Não é.

Desábato joga erguido, com um ar quase catedrático.

Veste a 5 por hábito, tradição, pois a classe que demonstra em campo é de um autêntico 10. Assim como foi o seu passe para Kelvin fechar o 4 a 1 sobre o Coelho. Bola de quem sabe jogar com ela, e não apenas sem. No ponto futuro, como outros grandes camisas 5 do passado.

O argentino é o desafogo vascaíno. Desfila e desarma, inverte e arma. Joga limpo, mas se suja quando necessário. É líder em passes, desarmes e inversões de jogo no time. Um líder, por si só.

Um 5 nota 10.

Youtube: Canal do Garone
Twitter: @BlogDoGarone
Facebook: /BlogDoGarone
Instagram: @BlogDoGarone



MaisRecentes

Bruno César não é Maxi López



Continue Lendo

Sub-20 do Vasco poderá superar o desempenho do time de 2010, que revelou Allan e Luan



Continue Lendo

A Martín o que é de Martín



Continue Lendo