Balanço mostra que o Vasco perdeu parte dos direitos de jovens promessas



Talles Magno é uma das esperanças do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Vasco divulgou nessa quinta-feira, em seu site oficial, o Balanço Patrimonial referente ao ano de 2019. Registrando um déficit de R$ 5 milhões – previa um superávit de R$ 72 milhões -, a diretoria culpou a crise no país pela baixa captação de patrocínios e o mercado desaquecido por não ter feito nenhuma venda de jogador. O clube esperava captar cerca de R$ 30 milhões com a saída de algum atleta.

No entanto, apesar de não ter vendido nenhuma revelação no ano passado, o Vasco viu parte de algumas de suas promessas “sumirem” de suas mãos. O balanço mostra que o clube perdeu pedaços dos direitos econômicos do zagueiro Miranda, do meia Gabriel Pec e dos atacantes Kaio Magno, Talles Magno e Vinícius Paiva, promessas oriundas do sub-20 que já atuam nos profissionais. No caso de Talles, aliás, um dos destaques do time.

Os cinco tiveram seus vínculos renovados no ano passado e receberam parte de seus direitos como luvas pelo novo acordo. Os irmãos Talles e Kaio ficaram com 15%. Pec e Vinícius Paiva, com 10% cada um. Já Miranda teve uma alteração de 5%.

Do quinteto, quem o Vasco detém o menor percentual é Vinícius. Criado na base do Madureira, o jogador já chegou “fatiado” à São Januário. O clube é dono de apenas 40% dos seus direitos, enquanto que a porcentagem dos outros gira em torno de 85% e 95% – ver tabela abaixo.

Outro que o clube cedeu parte dos direitos foi Leandro Castan. Capitão do time, o zagueiro recebeu 20% quando renovou o seu contrato em março. Castan tem vínculo com o Vasco até 2022. Confira o percentual de cada atleta:

Direitos econômicos dos jogadores do Vasco em 2019 (Fonte: Balanço Patrimonial do Vasco 2019)



MaisRecentes

Rápido e versátil: veja a análise de Guilherme Parede, novo reforço do Vasco



Continue Lendo

Vasco regulariza os primeiros reforços para o Campeonato Brasileiro



Continue Lendo

Ramon testa o elenco e Vasco ganha “reforços” para o Brasileiro



Continue Lendo