A volta ao mundo do Vasco



Vasco rodou o Brasil em 2014 (Foto: Patrick Szymshek/LANCE!Press)

Vasco rodou o Brasil em 2014 (Foto: Patrick Szymshek/LANCE!Press)

Literalmente, o Vasco teve que dar a volta ao mundo para retornar à Série A do Campeonato Brasileiro. Para disputar as 38 rodadas da competição, o time viajou aproximadamente 45 mil quilômetros. Isso levando em consideração apenas o deslocamento para jogos do Brasileirão, sem contar as partidas de Copa do Brasil que tiveram pelo meio.

Se você seguir a linha do Equador, a volta ao mundo terá cerca de 40 mil km. Ou seja, cinco mil quilômetros a menos que a distância percorrida pelo Cruz-Maltino.

Para ter uma ideia, o Real Madrid viajou aproximadamente 20 mil quilômetros em sua campanha vitoriosa na Champions League. Obviamente é um competição mais curta, com 13 partidas, porém, envolvendo toda a Europa. Jogaram na Alemanha, Portugal, Dinamarca, Turquia…

Na Itália, por exemplo, a Juventus precisou de apenas 15 mil quilômetros – com as mesmas 38 rodadas do Brasil – para se tornar campeã. Três vezes menos do que o Vasco. Na Série A, por aqui, o Cruzeiro percorreu cerca de 30 mil quilômetros. Menos que a nau vascaína mas ainda assim o dobro que os italianos.

O que isso significa? Não, não devemos reduzir o país, é claro. Mas o campeonato, talvez.

Somos um país com dimensões continentais, e esta talvez seja a explicação mais simples de porque nem tudo que dá certo lá fora funciona aqui. Viajamos mais para um campeonato nacional do que os europeus para um campeonato continental.

Esse é um dos motivos da queda do nível do futebol brasileiro. É por isso que falta tempo para treinar, para se preparar, para descansar… O deslocamento talvez seja pior que o excesso de partidas. Os jogadores passam mais tempo dentro de um avião que no campo.

Como não dá para encurtar o Brasil, nos resta remodelar o campeonato. Né, CBF?

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Ex-Barcelona é uma das novidades do time sub-20 do Vasco



Continue Lendo

De volta ao Vasco, Martin Silva se aproxima de recorde pelo clube



Continue Lendo

Vasco prorroga os contratos de dois jogadores do sub-20



Continue Lendo