publicidade


Arquivo da Categoria ‘Atlético-MG’

Refis ameaça ‘matar’ LRFE

sexta-feira, 29 de agosto de 2014
Vilson Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba e da Comissão de Clubes, ainda se mostra otimista em relação à LRFE

Vilson Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba e da Comissão de Clubes, ainda se mostra otimista em relação à LRFE

Cinco dos 12 maiores clubes do Brasil – todos com grandes dívidas fiscais – Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Flamengo e Fluminense – refinanciaram suas dívidas com a União e podem implodir o projeto da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte. Esses clubes refinanciaram pelo Refis da Crise a dívida que bloqueava suas receitas e agora tiveram um desafogo. No Refis pagam juros TJLP, de 5% ao ano. A LRFE usará a Selic (11%) e exige contrapartidas. Vilson Ribeiro, da comissão de clubes, ainda mostra otimismo.

A voz do dono
Diretores da Globo têm dito a clubes e interlocutores nas reuniões sobre o futuro do futebol brasileiro que o horário das 22h para os jogos é benéfico aos clubes, porque permite que os torcedores passem mais tempo consumindo nos estádios. Dizem também que, se os jogos fossem às 21h, ir para os estádios seria muito desconfortável para o público. Entretanto, poucos concordam, mas quase todos ficam calados.

Santos perde
A diretoria do Santos calculou que a polêmica das carteiras fantasmas – que agora virou caso de polícia – afetou a relação com os atuais patrocinadores e interrompeu a negociação com novos parceiros. Explicam que é comum negociar esse tipo de contrato usando o número de sócios-torcedores como métrica para o tamanho do mercado consumidor que a parceria pode oferecer.

Dominós
Um mês após bater de frente com Jackson Vasconcellos, provocando a saída do antes braço-direito do presidente Peter Siemsen, o vice de Projetos Especiais, Pedro Antônio Ribeiro, chocou-se com o vice de Futebol, Mario Bittencourt. Os dois tiveram uma acalorada discussão. Resta saber como Siemsen vai agir. Bittencourt foi crucial para a permanência do Flu na Série A neste ano.

Polêmica
Adauri Silveira, vice de marketing do Inter, diz que está previsto no contrato do diretor-executivo de marketing do clube, Jorge Avancini, comissões por metas atingidas. Silveira diz que isso explica a duplicidade de pagamentos de comissão no contrato com a Nike, pois uma terceira empresa também participou do acordo. A oposição ao presidente Giovanni Luigi reclama das comissões pagas pelo clube.

Ofício
Vinícius Assumpção, um dos candidatos de oposição à presidência do Botafogo, vai oficializar sua chapa em cartório no próximo dia 17. O grupo pensa em um possível compromisso a ser oficializado, em caso de assumirem a presidência do clube. Assumpção admite a possibilidade de união com outros grupos, mas diz que não abrirá mão de ser cabeça de chapa.

Reforço
O grupo de 12 torcedores abastados que irão ajudar o Botafogo a pagar os direitos de imagem dos jogadores até o fim do ano cresceu para 15. Liderado pelo ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, o bloco vai atrás de outros interessados para reforçar o compromisso firmado com os atletas em reunião na última terça. Cada um pagaria R$ 80 mil mensais por quatro meses.

MISSÃO SECRETA

Aldo Rebelo (Foto: Glauber Queiroz/ME)

Aldo Rebelo, ministro do esporte, está de férias (Foto: Glauber Queiroz/ME)

O ministro Aldo Rebelo, convidado para um evento de empresários ontem em São Paulo, não compareceu.

Em seu lugar foi seu imediato, o secretário-executivo Luis Fernandes, que ocupa a cabeça do ministério interinamente.

Fernandes disse que Rebelo não podia vir porque estava em “missão no exterior”.

A explicação não bate, porque se fosse assim, Fernandes não teria assumido a pasta ainda que interinamente.

O segredo foi revelado por funcionários do próprio ministério: Rebelo está de férias.

Já nessa condição, Rebelo, que é alagoano, apareceu na festa do centenário do Palmeiras, no dia 26, de paletó, gravata brancas e camisa verde.

DE LETRA

“Agradeço por estar aqui, pois uma parte da torcida está me procurando”

José Carlos Brunoro, diretor executivo do Palmeiras, fazendo piada da sua própria situação, em evento em SP.

São Paulo cede, faz compromisso e entra na Copa São Paulo

sábado, 19 de outubro de 2013

O boicote dos clubes deu resultado e o São Paulo enfim recuou. O clube enviou nesta sexta-feira carta à Federação Paulista de Futebol firmando compromisso de não mais tirar jogadores menores de 16 anos da base de outros clubes sem antes negociar com eles. Com, isso vai poder participar da Copa São Paulo de Juniores do ano que vem.

O clube foi acusado de tirar vários jogadores, até mesmo do rival Corinthians. O último caso foi o goleiro Lucão, da Ponte Preta. No clube desde os 12 anos, foi convocado para a Seleção sub-17. Durante os treinos da equipe, no CT de Cotia, ele foi procurado pelos dirigentes do São Paulo e se transferiu. A atitude provocou um novo boicote geral dos clubes contra o São Paulo e desta vez ameaçava a Copa São Paulo, a mais importante do país. Nem a pressão do presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, sobre os clubes, acabou com o movimento, que congregou a maioria dos grandes clubes do Brasil, incluindo os quatro do Rio, os dois de Minas, Corinthians, Atlético-PR, Coritiba, Goiás, Sport e Vitória. O Santos se colocou publicamente contra o boicote, embora condenasse a atitude do São Paulo. O Grêmio apoiou o São Paulo.

A carta do São Paulo, assinada pelo presidente Juvenal Juvêncio, foi a resposta a uma reunião entre o clubes e representantes de Corinthians, Ponte Preta, Fluminense e Vitória (BA), há quase duas semanas. Não houve acordo, e o São Paulo representado pelo gerente da base Geraldo e por um advogado, disse que enviaria a resposta diretamente à FPF. Na carta, Juvenal, diz também que vai negociar com a Ponte Preta por Lucão.

O boicote é mais um caso de sucesso do Código de Ética assinado pelos clubes há dois anos. Na época, sob a liderança do então da Seleção Brasileira sub20 Ney Franco, os gerentes de futebol dos clubes das Séries A e B firmaram acordo de não “roubar” jogadores abaixo de 16 anos, os que não possuem contratos de trabalho.

Meses depois, o Atlético-PR quebrou o acordo ao inscrever o atacante Mosquito que havia sido tirado do Vasco por seu agente. O Atlético sofreu boicote, mas depois fez um acordo financeiro com o Vasco e manteve o jogador. Mosquito é a estrela do Campeonato Mundial sub-17, que está em andamento.

Em seguida, o São Paulo foi acusado repetidas vezes e chegou a sofrer boicotes. O clube sempre reagiu a isso dizendo que não se poderia impedir os jogadores de escolher um clube com maior infra-estrutura. O CT de Cotia é considerado o melhor CT de base do Brasil e um dos melhores do Brasil.

Estaduais de 2015 terão início em fevereiro, diz sindicato

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Ainda com as indefinições para a programação de 2014, algumas partes do calendário de 2015 já estão decididas, segundo a Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol.

Com o aperto do próximo ano em função da Copa do Mundo no Brasil, a representante dos jogadores se antecipou para garantir que em 2015 a agenda volte ao normal e que os times tenham mais tempo para se preparar para as competições do ano.

– Uma coisa já está fechada, vamos ter 30 dias de pré-temporada em 2015. Existe um acordo verbal com a Globo e será respeitado. O que significa que haverá uma alteração no calendário e que os estaduais só vão começar em fevereiro – afirmou Rinaldo Martorelli, presidente da Fenapaf.

Em 2012, o período de pré-temporada foi de 19 dias; em 2013, foi de 22 dias; em 2014, pode ser de dez dias; e, em 2015, de 30 dias.

CBF planeja estaduais de 2014 para 12 de janeiro, mas falta de acordo sobre férias de jogadores impede divulgação

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Sem conseguir encaixar as férias dos jogadores, a CBF está atrasando a divulgação do calendário do futebol brasileiro de 2014, quando, além dos torneios tradicionais, haverá a Copa do Mundo. Clubes e federações pressionam pela definição, para poderem se planejar.

Depois de levar meses para acomodar todas as competições na temporada, a entidade procurou há dez dias a Federação Nacional dos Atletas Profissionais para negociar o período de recesso para a próxima temporada. Mas a Fenapaf também faz jogo duro.

A primeira proposta feita pela CBF, que pôs o início dos Estaduais no dia 12 de janeiro, foi de que os jogadores parassem por 17 dias no fim de 2013 e por 13 dias durante a Copa do Mundo, que começa no dia 12 de junho de 2014. Na segunda tentativa, a entidade sugeriu 20 dias após o Brasileiro e 14 na Copa – 4 dias a mais para compensar a quebra dos 30 dias corridos, o que é obrigatório por lei. As duas foram recusadas pela Fenapaf.

– A primeira opção dada pela CBF a gente nem pensou, recusamos de cara. A segunda também não é boa. Levamos a seguinte proposta: 24 dias neste ano e 10 durante a Copa – afirmou Rinaldo Martorelli, presidente da Fenapaf.

– Não achamos que seja o melhor e não costumamos abrir mão desse direito dos jogadores. Só estamos negociando pelo caráter atípico da situação, por conta da Copa do Mundo – completou.

Com a contraproposta da Federação, que foi apresentada na segunda-feira à CBF, os jogadores se apresentariam aos clubes no dia 2 de janeiro e teriam os feriados de Natal e Ano Novo preservados. Depois da volta, teriam só dez dias de treinamento para o início dos jogos, no dia 12 de janeiro, com fim previsto para abril, quando começaria o Campeonato Brasileiro.

A CBF ainda não deu resposta ao sindicato. Desde maio, o presidente José Maria Marin diz que o calendário está quase pronto.

Bate-Bola
Rinaldo Martorelli, presidente da Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol

‘Havia um antecedente, os jogos remarcados’

LANCE! - Quando foi que a CBF procurou a Federação para falar do calendário do ano que vem?
Rinaldo Martorelli – Faz pouco mais de dez dias. Eles procuraram depois de terem remarcado os jogos do São Paulo e Santos, fazendo aquela programação absurda de terças-feiras.

L! – Foi esse o motivo de vocês não terem aceitado a primeira proposta da CBF, de 17 dias em 2014?
RM - Havia um antecedente, os jogos remarcados. Mas não foi esse o motivo. A remarcação só piorou tudo. Faz o atleta se sentir desprestigiado. Não aceitamos porque a proposta não era boa. Nem a primeira, nem a segunda. Por isso fizemos a contraproposta.

L! – Vocês falaram com os atletas?
RM - Falamos com alguns. Nem todos estão concordando com a nossa proposta, inclusive, mas foi a que mais teve aceitação.

L! – Em qual situação vocês falaram com os jogadores?
RM – Ligamos para os que falamos e fomos em alguns treinos que conseguimos. Mas sabemos que dividir férias nunca será bom para os atletas. É um ano diferente, só por isso estamos tentando chegar em um acordo melhor. Rinaldo Martorelli

Academia LANCE!
Eduardo Carlezzo, especialista em direito desportivo

Em 2014, férias pode ser dividida em duas

Segundo a CLT, que vale para todos os trabalhadores, a regra é que as férias sejam em um só período. Em casos excepcionais, poderão ser divididas, desde que nenhum período seja inferior a dez dias. Já a Lei Pelé, que se aplica aos atletas profissionais, estabelece que essa férias anuais remuneradas de 30 dias sejam coincidentes com o recesso das atividades desportivas. Com a Copa, os atletas poderão gozar seu período de férias em dois períodos, sendo eles o recesso de fim de ano em 2013 e a parada do Brasileirão em 2014. Por fim, o o período de pré-temporada não está fixado em lei.

Corinthians tem 15 dias para quitar R$ 250 mi

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Vence no dia 26 de setembro o prazo para que o Fundo Arena, do qual faz parte o Corinthians, pague os empréstimos-ponte de R$ 250 milhões tomados pela Odebretch para as obras da Arena Corinthians. O prazo vencia em agosto, mas já foi prorrogado uma vez. O Corinthians contava em usar o dinheiro do BNDES para pagar o empréstimo, que já custa mais de R$ 70 milhões apenas em juros.

O calvário de Jesus
O São Paulo pode viver uma saia justa, caso Muricy Ramalho reintegre mesmo o zagueiro Lúcio. Conselheiros dizem que o vice de Futebol, João Paulo de Jesus Lopes, fez ao Conselho forte discurso sobre o caso do zagueiro, e tratou a situação como irreversível.

Céu
O jantar das bodas de 55 anos de de José Maria Marin e sua mulher ocorreu no restaurante Leopoldo, um dos mais caros de São Paulo. Havia cerca de 150 convidados, segundo um dos presentes. Antônio Osório, dirigente afastado da CBF por Marin, foi convidado. Presidentes de federação não foram.

Purgatório
Cinco ex-funcionários da CBF vão entrar com processos trabalhistas contra a entidade. Todos foram demitidos depois da chegada de José Maria Marin ao poder. Alguns tinham mais de 20 anos no cargo. As reivindicações vão do pagamento de horas extras, desvios de função e até bicho.

Inferno
O diretor da CBF para Assuntos Legislativos, Vandembergue Machado, foi um dos perdedores na aprovação da lei que limita mandatos dos presidentes de entidades esportivas. Tentou até a última hora evitar o resultado. Em compensação, o vice do Centro-Oeste, Weber Magalhães, está escanteado na CBF, pouco foi visto.

Calejados

Os jogadores do Vasco se cansaram das promessas da diretoria de que vão acertar os dois salários atrasados. Há três meses, a diretoria paga um salário por mês, para impedir que se acumule o terceiro e os jogadores possam ir à Justiça. Rodrigo Biro, da Ponte, desistiu de assinar, depois de ouvir os jogadores cruz-maltinos.

Prancheta
O Flamengo diz que em 70 dias vai estar pronto o projeto da arena poliesportiva, prevista para o espaço do antigo posto de gasolina, no terreno da Gávea. A ideia surgiu com a posse da nova diretoria, mas ainda não saiu do papel. O novo ginásio, que terá capacidade para cerca de 12 mil pessoas.

Disputa

A marca italiana Kappa está prospectando os grandes clubes do Rio. Seus representantes fizeram nos últimos dias uma proposta para o Vasco, maior do que os números que a Nike, outra interessada, tem citado. O clube, no entanto, tem contrato com a Penalty até o ano que vem.

Cacife
O presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro, convidou o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil para disputar a eleição de 2014 para o Senado ou o governo de Minas Gerais. Para ser candidato Kalil precisa se filiar ao PSB até 3 de outubro, um ano antes da eleição. Kalil disse que iria pensar.

DE LETRA

“O Juvenal (Juvêncio) ainda vai enterrar muita gente”
Carlos Miguel Aidar candidato a presidente do São Paulo. Fez questão de frisar que refere à saúde do atual presidente e não à política.

Juvenal delega escolha de candidato

sexta-feira, 6 de setembro de 2013
O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, delegou a escolha do candidato à presidência do clube pela situação aos quatro pré-candidatos, em reunião com a diretoria realizada no final da tarde desta quinta-feira. Juvenal definiu como pré-candidatos Júlio Casares, Roberto Natel, Carlos Augusto de Barros e Silva e Carlos Miguel Aidar. Prometeu apoiar e anunciar o escolhido.
Fiscalização
Sócios do São Paulo criaram o Comando de Caça aos Candidatos ao Conselho não São-Paulinos – CCCCSP, em alusão a antigo grupo anticomunista – para vigiar os candidatos ao conselho. O movimento cobra deles fotos de infância comprovando laços com o clube.
Conta salgada
Programas de reconhecimento facial de infratores, testados pela Federação Paulista desde 2012, ainda não têm prazo para serem implementados. O principal obstáculo é o alto custo do sistema, que requer câmeras de alta definição. Uma solução é tentar dividir os custos com os clubes.
Vazio
Pessoas ligadas ao UFC revelam que a organização optou por ângulos de câmera fechados, e evitou mostrar as arquibancadas no evento de anteontem em Belo Horizonte. O objetivo foi mascarar o fraco público presente no Mineirinho. A medida gerou polêmica em fóruns frequentados por espectadores nos EUA.
Resposta
O Corinthians e a Odebrecht, por meio do Fundo Arena, contestaram nesta semana a ação movida pelo Ministério Público visando barrar a concessão dos CIDs à Arena Corinthians. A Justiça já negou um pedido liminar para suspender os julgamentos, e a sentença deve sair no fim do ano.
Convidados
Os quatro grandes paulistas vão se encontrar na semana que vem para falar da reunião contra a Conmebol. Embora a organização tenha dito que os clubes brasileiros foram convidados, a maioria não foi avisada. O presidente do Fla, Eduardo Bandeira, disse que Andrés Sanchez telefonou, mas já tinha compromisso.
Dissidente
Milton Vieira, diretor adjunto e conselheiro vitalício do São Paulo, foi mais um a formalizar a retirada de seu apoio ao grupo de Juvenal Juvêncio no clube. Vieira juntou-se ao ex-vice presidente Ricardo Haddad e aos ex-diretores Kalil Rocha Abdallah e Dorival Decoussau na chapa 2.
Seleção
Não foi por falta de tempo que muitos clubes brasileiros, como Palmeiras, Vasco e Grêmio, não foram convidados para a reunião com clubes sul-americanos no Corinthians, na quarta-feira. O clube sabia há mais de um mês da reunião, que teve como anfitrião o ex-presidente Andrés Sanchez.
Longa data
A relação do Corinthians com o organizador do encontro contra a Conmebol não começou nesta semana. O uruguaio Paco Casal é empresário de Paolo Guerrero (foto), e responsável por cuidar da imagem do jogador peruano. Ele participou de uma série de reuniões no Parque São Jorge sobre o tema.
DE LETRA
“Não fui convidado. Só fiquei sabendo que teve pelo site de vocês”
 Fábio Koff presidente do Grêmio, sobre o encontro contra a conmebol realizado no corinthians na quarta-feira.

Fluminense poderá repetir eleição de 2010

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Júlio Bueno, candidato derrotado a presidente do Fluminense na última eleição, poderá enfrentar Peter Siemsen outra vez no próximo pleito. O agravamento da situação esportiva e financeira do clube fez aumentarem os apelos para que o secretário estadual de Desenvolvimento aceite a indicação. Mas Bueno só deve aceitar se achar que é favorito na disputa.

Sem sopapo

Neste domingo, foi a vez da oposição do São Paulo realizar um churrasco na sede do clube. O candidato à presidência, Kalil Rocha Abdalla esteve no encontro. Ninguém da situação compareceu ao evento, que transcorreu de forma tranquila.

Na cesta
Apesar de ter departamento de Marketing, a CBF fechou com a Samsumg o segundo contrato de patrocínio usando uma agência. A terceirizada não só é a mesma, como é a que fechou os patrocínios da maioria das federações com a Chevrolet, no início deste ano, para apoio aos campeonatos estaduais.

Gente grande
Os presidentes dos quatro principais clubes do Rio se encontraram ontem para palestrar num curso organizado pelo ex-jogador Edmundo, no Ibmec da Barra da Tijuca, Zona Oeste. Outros cartolas foram ao evento. O tema principal da primeira aula era a negociação das Certidões Negativas de Débito.

Rebelião sindical
Vários árbitros e assistentes, inclusive do quadro da Fifa, estão deixando de pagar as mensalidades para a Anaf, a associação nacional da categoria. Dizem que a entidade não os têm representado diante da comissão de arbitragem da CBF ou do STJD.

Cronômetro

O Fluminense precisa pagar um salário aos jogadores até o dia 6 para não completar três meses de atraso. Se isso ocorrer, todos os jogadores poderão pedir rescisão na Justiça do Trabalho. Na última vez que isso ocorreu, em 2009, apenas um atleta, o zagueiro Dalton, se desligou do clube.

No alvo
Membros da diretoria do Palmeiras já admitem que o prazo para que o gerente de Marketing, Marcelo Giannubilo, apresente resultados se esgota no final do ano. O executivo é alvo de pressão enorme de conselheiros e até membros da cúpula, que questionam se o resultado que ele apresentam justificam seu salário.

Conexão direta
A Royal Air Maroc, principal companhia aérea do Marrocos antecipou seu voo inaugural São Paulo-Casablanca. A iniciativa partiu de um comunicado da embaixada brasileira sobre o Mundial de Clubes. O torneio começa dia 11 de dezembro, e o primeiro voo será no dia 9.

Contra-ataque
Numa ação conjunta da comissão e da corregedoria, a cúpula da arbitragem vai reagir contra as seguidas acusações feitas por dirigentes contra a competência e até a idoneidade dos árbitros. O principal alvo é o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil.

DE LETRA
“O Paulo (André) tem todo o direito de fazer as perguntas”
José Maria Marin presidente da CBF, sobre os questionamentos contra a CBF feitos pelo zagueiro corintianos em evento na semana passada.

Sindicato dos Atletas busca negociação contra maratona de jogos

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

O Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo e a Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF) já entraram em contato com a CBF e com atletas dos clubes envolvidos nas mudanças de calendário promovidas pela entidade, que farão com que pelo menos SantosSão Paulo,  Náutico e Atlético-MG disputem partidas com intervalos inferiores a 66 horas.

A Lei Orgânica da CBF estabelece esse número de horas como intervalo mínimo para a realização de jogos consecutivos. Há exceções, mas uma análise preliminar dos órgãos sindicais indica que elas não se aplicam aos casos analisados:

- O intervalo mínimo é de 66 horas, mas há uma exceção que pode reduzir o prazo para 44 horas, dependendo da distância entre os locais dos jogos. Pelo que avaliamos até agora, entretanto, não parece ser o caso – afirmou Rinaldo Martorelli, presidente das duas entidades.

Martorelli disse que, no primeiro momento, tentará promover um diálogo entre clubes, atletas e CBF, em busca de uma solução que não envolva ação judicial:

- Já entramos em contato com os atletas, até para saber se têm interesse na nossa representação. Também já entramos em contato com a CBF, e devemos ter uma resposta em breve. As vezes, o que parece um bicho de sete cabeças vira uma formiguinha na hora de discutir, e chega-se a uma solução – explicou.

Ainda segundo Martorelli, a não observação das leis vigentes e o número de partidas excessivo contribui para encurtar a carreira dos jogadores:

- Nosso trabalho é preservar os atletas. A carreira do jogador já é curta, se não há cuidado com a saúde, acaba encurtando ainda mais. Os jogadores que fazem o espetáculo – afirmou.

A expectativa é de que uma resposta da CBF venha nos próximos dias.

Marin pisa na bola com presidentes

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Apesar de ter garantido a presença de muitos presidentes de federações em jogos da Copa das Confederações, José Maria Marin ficou com balanço negativo após a competição. O comandante da CBF não deu atenção aos cartolas. Muitos deles, que foram em vários jogos, não encontraram Marin nenhuma vez. O pouco caso pegou mal, às véspera do início do processo eleitoral.

Viagem
O presidente da CBF, inclusive, tem viajado muito. Está agora em Buenos Aires, na Argentina, onde foi acompanhar a equipe do Atlético-MG, amanhã pela Libertadores. Seu braço direito e vice da entidade, Marco Polo Del Nero, também vai assistir à partida.

Parceria difícil
O Grêmio só deverá liberar a área do Olímpico para a OAS Arenas num prazo de 90 dias. O prazo contratual venceu há cerca de cinco meses, mas o Grêmio afirma que a construtora não cumpriu sua parte no acordo e que a nova arena não tem condições legais de receber o setor administrativo do clube.

Monitoramento
A REX tem até setembro para iniciar a obra do hotel no prédio do Morro da Viúva. O Conselho Deliberativo do Flamengo tem uma comissão acompanhando o caso. O grupo de Eike Batista atravessa crise de credibilidade e liquidez, mas ainda não deu sinais de que poderá desistir da parceria.

Por aparelhos
O futsal do Palmeiras foi orientado a não renovar com atletas das equipes Sub 20 e Adulto, que devem parar no segundo semestre. O presidente Paulo Nobre deu um prazo de 15 para encontrar um parceiro. Conselheiros dizem que havia a promessa de manter os times e dar bolsa aos jovens.

Ás na manga
Conselheiros do São Paulo afirmam que Juvenal Juvêncio poderá lançar Carlos Miguel Aidar, um de seus maiores amigos no clube e presidente de 1985 a 1988, como o nome da situação na eleição de abril de 2014. Juvêncio temeria que os três nomes mais comentados do seu grupo corram risco de derrota.

Salgado
A agência de viagens do Santos já começou a vender pacotes para Santos e Barcelona, que vai acontecer no dia 2 de agosto, no Camp Nou, na Espanha. O torcedor que for acompanhar o primeiro jogo de Neymar pelo novo clube vai ter de desembolsar cerca de U$ 5 mil, passagens e passeios inclusos.

Na berlinda
Terminou no dia 30 o prazo dado pelo conselho fiscal do Santos para que a diretoria alterasse cláusulas consideradas lesivas no contrato com a CSU, que cuida do programa Sócio Rei. Conselheiros pedirão explicações hoje. Álvaro de Souza, que mediou o acordo, pediu demissãoanteontem.

Estrangeiro
O ex-jogador da Seleção Clodoaldo alfinetou antes de ontem a Fifa. Ele participou do evento da Unifesp, que credenciou a universidade como centro de excelência da entidade. Ao dar uma camisa comemorativa para o médico da Fifa, que não fala português, ele disse ao público: “para infelicidade da Fifa, o Brasil vai ganhar a Copa!”

De Letra
“Estou muito chateado com o Palmeiras. Viram o que fizeram com o Felipão? Agora ele deu a resposta”
Salvador Hugo Palaia, conselheiro do Palmeiras, sobre a conquista da copa das confederações.

Flamengo leva ‘calote’ de patrocinador

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Um acordo de patrocínio virou piada no Conselho Fiscal do Flamengo. A empresa Nobre Engenharia pôs seu logo nas mangas do uniforme rubro-negro no jogo contra o Remo, pela Copa do Brasil. Iria pagar com a  recuperação e pintura dos muros do clube. Mas, segundo conselheiros, a empresa alegara que, como não houve contrato, só uma carta de intenções, não precisa pagar.

Turismo de aventura
A reforma em Confins, em BH, virou motivo de piada para voluntários da Fifa. Com turistas pedindo informações em meio a materiais de construção espalhados pelo aeroporto, eles respondem e oferecem, com bom humor, pá e enxada para ajudá-los a se achar.

Atraso
O Vasco está perto de completar três meses de salários atrasados de jogadores e funcionários. Por isso, corre atrás de refinanciar sua dívida fiscal e conseguir as CNDs. Com elas, conseguiria R$ 20 milhões anuais da Caixa e mais de R$ 10 milhões que hoje estão penhorados pela Justiça.

Insistência
O advogado Antonio Beiriz recorreu da decisão que negou liminar contra o repasse do financiamento do BNDES à Arena Corinthians. O juiz voltou a negar o pedido, e também rejeitou a inclusão da Fifa entre os réus, mas pôs o presidente da Caixa, repassadora do empréstimo, Jorge Hereda.

Zebra
Com só cinco anos de fundação e recém-integrado ao Movimento por um Futebol Melhor, o Grêmio Osasco (19º no Torcedômetro) atingiu 5.133 sócios-torcedores e ultrapassou times  como Fortaleza (4.432), Náutico (3.693) e Bahia (3.240). O clube supera América-MG (577), Portuguesa (965) e Ferroviário-CE (3.030) somados.

Bolada
Informação divulgada pela Comissão Européia mostra que o Barcelona fatura quase R$ 100 milhões anuais com o Camp Nou, sem contar os jogos. Só em 2011, a receita de visitas de turistas chegou a R$ 91 milhões. Foram cerca de 1,6 milhão de visitantes, com preço médio de 20 euros.

Na mira
Ex-funcionários do programa de Sócio Torcedor do São Paulo apontam o recém-demitido vice administrativo Ricardo Haddad como um dos responsáveis pela decadência do programa até 2012. Dizem que o serviço atravessou seu pior momento sob a gestão de Haddad, que não fez correções.

Desistência
O UFC desistiu de realizar um evento da franquia no Sul do Brasil no feriado do dia 15 de novembro. A empresa que promove os eventos chegou a negociar com diversas cidades, mas abortou os planos em favor de um show nos Estados Unidos. Mesmo assim, vem ao Brasil em setembro, para evento em Belo Horizonte.

Em curso
O deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) começou a colher assinaturas para propôr a CPI da Copa. A primeira parcial será divulgado na segunda-feira. Há a possibilidade de que a Câmara funda os pedidos com a CPI da CBF, mas mesmo que isso ocorra as assinaturas são contadas separadamente.

DE LETRA
“Eles estão fazendo um teatrinho, mas depois vão aceitar.”
Gonçalo Veronese, co-líder da oposição do Flamengo sobre a negociação entre a diretoria e o consórcio do Maracanã