publicidade


Pelé foi internado por não tomar medicação receitada por médico

por Francisco Loureiro em 19.dez.2014 às 8:15h

Pelé voltou a ser internado dez dias após receber alta do hospital Albert Einstein, em São Paulo

Um dos médicos de Pelé revelou o motivo que levou o Rei do Futebol a voltar para o hospital 10 dias depois de ter feito uma cirurgia renal.

- O Pelé sequer foi à farmácia comprar o antibiótico que havia sido prescrito a ele. Era importante tomar a medicação e ele não tomou. Depois piorou e teve de ser internado novamente – contou um influente infectologista paulistano.

O Rei do Futebol foi internado pela primeira vez no dia 12 de novembro e, após cirurgia para a retirada de cálculos renais, recebeu alta do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, dois dias depois.

Entretanto, Pelé voltou a ser internado no dia 24 de novembro por conta de uma infecção em seu único rim, fato que levou o Atleta do Século ficar internado novamente por 15 dias.

Pré-candidato no Corinthians, Paulo Garcia escapou de enquadro da Comissão Eleitoral

por Francisco Loureiro em 19.dez.2014 às 8:00h

Paulo Garcia é pré-candidato a presidente do Corinthians

A Comissão Eleitoral do Corinthians cogitou chamar o pré-candidato a presidente do clube, Paulo Garcia, para se explicar no Conselho sobre a acusação feita de que o ex-diretor de futebol Duílio Monteiro Alves teria recebido dinheiro na negociação de Alexandre Pato. “Como ele se retratou sobre o caso em entrevista a uma rádio, decidimos não convocá-lo mais”, diz Guilherme Strenger, presidente da Comissão. Até o momento, Garcia é o principal nome de oposição no pleito marcado para o início de fevereiro.

Queda de braço
Namorada de Carlos Miguel Aidar, Cinira Maturana defendeu a vinda da Puma para o São Paulo até o último momento. Porém, o marketing do clube rechaçou a proposta dos alemães por vários motivos. Um deles, segundo membro do departamento, seria a baixa qualidade dos uniformes, que são confeccionados por uma terceirizada da empresa no Brasil. Além disso, o valor ofertado ficou abaixo de outras propostas.

Poder de veto
Enfurecidos com a manobra da bancada da bola – que incluiu a renegociação das dívidas dos clubes em uma medida provisória qualquer – o Bom Senso agora quer que a presidenta Dilma Rousseff vete a Medida Provisória 656. O veto é a última alternativa para barrar a MP, que já foi aprovada no Senado.

Em pauta
O Comitê Executivo da Fifa analisa hoje, em Zurique, a extensão da proibição para empresários e fundos de investimentos de terem direitos econômicos de atletas. Segundo o advogado Eduardo Carlezzo, especialista em direito desportivo, o banimento pode abranger clubes pequenos utilizados como “ponte” em negociações, que afetaria o futebol brasileiro. “Abre-se a possibilidade para a aquisição de grandes clubes, como já ocorre na Europa”, diz Carlezzo.

Contra-ataque
Um dia após a coluna divulgar que o SporTV transmitirá a NBA, a concorrente ESPN anuncia hoje no Brasil a renovação de seu contrato com a liga americana de basquete. Com o novo acordo, válido por nove anos a partir de 2016, a ESPN terá 10 jogos a mais na temporada regular, 13 no 1 round dos playoffs, cinco no 2 round, além da transmissão de uma final de conferência e exclusividade na grande final da NBA. A ESPN garante exclusividade em todas os jogos, evitando assim que a SporTV transmita partidas nos mesmos dias.

Em andamento
Sobre a transmissão dos jogos da NBA no Brasil pela SporTV, a assessoria do canal diz que “as negociações não foram concluídas” e que ainda não há “nenhuma perspectiva de transmissão dos jogos” da liga americana de basquete.

Raquetada
Após as confirmações de Rafael Nadal e David Ferrer, agora é a vez da chave feminina do Rio Open ter um nome de peso, a italiana Sara Errani. Atual 14 lugar do ranking da WTA, a tenista foi vice-campeã de Roland Garros, em 2012, e já esteve entre as cinco melhores do mundo. Já em duplas, Errani lidera o ranking com 24 títulos conquistados, incluindo cinco Grand Slams.

De Letra

“O deputado Jovair Arantes, mais uma vez, presta um desserviço ao esporte”

Romário, sobre a medida do parlamentar que incluiu a renegociação das dívidas dos clubes na MP 656.

SporTV vai transmitir a NBA

por Francisco Loureiro em 18.dez.2014 às 7:14h

Os fãs da NBA no Brasil terão mais uma opção para assistir aos jogos da liga americana de basquete, o SporTV, que obteve os direitos no mercado brasileiro. A coluna enviou email para a assessoria do canal esportivo das Organizações Globo para saber o início das transmissões e os dias da semana em que o canal irá passar os jogos da NBA mas não obteve resposta.

A transmissão dos jogos do basquete americano pelo SporTV se encaixa no acordo de co-gestão assinado na semana passada entre a NBA e a Liga Nacional de Basquete (LNB) voltado para a realização do NBB. A Globo Esporte, braço esportivo das Organizações Globo e detentora do canal esportivo, é parceira da LNB desde a sua criação, em 2008. Turner, ESPN e Sports Plus são as outras redes que detém os direitos de transmissão da NBA no Brasil.

Apesar do escritório da NBA no país negar que o SporTV tenha obtido os direitos, o diretor da liga americana no Brasil, Arnon de Mello, afirmou no evento de lançamento da parceria com a LNB que já considera a SporTV parceira da NBA, visto os altos índices de audiência das partidas da NBA no Brasil e do Flamengo nos EUA.

‘Novo Canindé’ tem apoio de Haddad 

por Francisco Loureiro em 18.dez.2014 às 7:09h

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, recebeu nesta semana o presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, para discutir a viabilidade de um projeto para reformar o Canindé. O encontro foi intermediado pelo vereador Marco Aurélio Cunha, conselheiro do São Paulo. De acordo com Cunha, Haddad achou a proposta viável e dará continuidade ao processo, que passará por uma análise jurídica. A Lusa já busca investidores e um dos entraves é que parte do terreno do Canindé pertence à Prefeitura.

O projeto para o estádio do Canindé consiste em vender parte do terreno para a iniciativa privada, onde seriam construídos um hotel, um centro de conferências e torres corporativas. Em contrapartida, o comprador construiria uma arena de 20 mil assentos na parte anterior do terreno e a Portuguesa também teria parte do dinheiro da venda para quitar suas dívidas financeiras.

O prefeito Fernando Haddad disse aos seus interlocutores que o projeto para o estádio do Canindé atende também ao plano do Arco do Futuro por incentivar a modernização da Marginal Tietê. Além disso, o projeto para o terreno também seria um fator de desenvolvimento para o bairro do Canindé, onde fica o estádio.

Passou batido
A aprovação ontem da emenda sobre o refinanciamento das dívidas dos clubes na Medida Provisória 656 não sofreu rejeição do líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS). O texto aprova o parcelamento da dívida em 240 meses sem um valor de entrada e sem ter nenhuma contrapartida dos clubes, diferente do que defende o Banco Central (BC). Idealizada pelo deputado Jovair Arantes, a inclusão do refinanciamento na MP 656 ainda passará por avaliação no Senado.

RUMO AO BI?

Campeão da Copa do Brasil de 2004, o Santo André é presidido hoje por Jairo Livólis, o mesmo dirigente da histórica vitória sobre o Flamengo na final do torneio.

Na última terça-feira, 16, Livólis lembrou do maior título conquistado pelo clube durante a apresentação da parceria do time com o Movimento por um Futebol Melhor, que ocorreu no mesmo dia do sorteio da tabela da Copa do Brasil.

- De volta a Copa do Brasil, gostaria de enfrentar o Flamengo – afirmou o presidente do Santo André, aos risos.

Atento ao sorteio, o vice-presidente do clube paulista, Sidney Riquetto, corrigiu o presidente afirmando que o adversário seria o Goiás. Mas ressaltou:

- Em 2004, a estreia também foi contra um time goiano – disse ele, lembrando do jogo contra o Novo Horizonte (GO).

DE LETRA

“Cabem no banco da frente de uma Kombi”

Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo, sobre a administração do clube ter poucos oposicionistas atualmente

Marketing atua com Tite há uma semana

por Francisco Loureiro em 17.dez.2014 às 15:07h

O contrato de três temporadas entre Tite e Corinthians só foi assinado na noite da última segunda-feira, 15. Entretanto, o marketing do clube já desenvolve ações com o treinador há pelo menos uma semana. “Desde que o nome de Tite começou a ventilar no clube já começamos a planejar as ações”, diz o diretor de marketing, Izael Sinem. As iniciativas com o técnico ainda estão sendo definidas. O trabalho antecipado poderia ter sido em vão pois o Inter fez uma proposta ao treinador no último fim de semana.

Preocupação
Conselheiros e membros da diretoria do São Paulo classificaram como “desproporcional” a reação de Juvenal Juvêncio à entrevista concedida pelo presidente Carlos Miguel Aidar ao jornal O Estado de S. Paulo, na última segunda-feira, 15. Alguns dirigentes disseram também temer pela saúde do ex-presidente do clube, que mostrou um nervosismo excessivo durante a reunião do Conselho, que ocorreu no mesmo dia que a entrevista de Aidar foi publicada.

Ainda não
Apesar de Carlos Miguel Aidar ter retomado o assunto da reforma do estádio do Morumbi, a sua situação no Conselho Deliberativo do clube ainda é complicada para ter o projeto aprovado. O presidente possui maioria, mas pelas contas de membros da situação, o grupo de Juvenal Juvêncio ainda é grande e conseguiria travar o quórum de 75% necessário para aprovar o documento.

Travou
A manobra do deputado Jovair Arantes (PTB-GO) para incluir na Medida Provisória 656 um projeto de renegociação da dívidas dos clubes não deve ser aprovada. A proposta financeira apresentada pelo deputado não passou pelo crivo da Fazenda e a liderança do governo na Câmara diz que irá travar o processo, segundo interlocutores do Congresso.

Voluntário
Contratado há seis meses para ser diretor de futebol da Portuguesa, o ex-jogador e ídolo do clube, Rodrigo Fabri, não recebeu nenhum salário até o momento. Segundo Ilídio Lico, presidente da Portuguesa, Fabri “ajuda o clube voluntariamente dentro de suas possibilidades” e que por este fato não tem cobrado tanta responsabilidade do diretor.

Fazendo escola
A atuação do Bom Senso no futebol tem inspirado dirigentes do basquete a se movimentarem por melhorias em prol da modalidade. Entre os líderes do grupo estão o técnico Hélio Rubens e o diretor do Clube Pinheiros e ex-integrante da Liga Nacional de Basquete (LNB), Carlos Osso. Maior equilíbrio entre as equipes na NBB, melhor distribuição das receitas e atualização dos estatutos das entidades estão entre os requisitos do grupo.

Raquetadas
Os usuários dos cartões Itaú que tentaram comprar ingressos para o torneio de tênis Rio Open não tiveram muito tempo para conseguir entradas para as semifinais e final do evento. A pré-venda foi aberta no último dia 3 e os clientes Itaucard tinham preferência. Mas, segundo o banco, os 320 ingressos para cada sessão se esgotaram em pouco mais de uma hora.

WORKAHOLIC

Ocorrida na última segunda-feira, dia 15, a reunião entre Corinthians e Tite começou à tarde e se estendeu até o início da noite.

Pelo lado do clube estavam o diretor de futebol, Ronaldo Ximenes, e o gerente do departamento, Edu Gaspar. Já o treinador estava com seu empresário Gilmar Veloz.

Assim que o contrato foi assinado, Gaspar logo convidou os presentes para irem a uma pizzaria próxima ao clube. Pensou que todos concordariam pois estavam há horas tratando do acordo.

– O Tite não queria ir pois já queria conversar sobre o planejamento de 2015 – comentou o gerente de futebol do clube.

O jeito foi convencê-lo a falar sobre o time na mesa da pizzaria, para alívio dos que estavam presente na reunião.

– Ele é afoito por trabalho – completou Ximenes.

DE LETRA

“Da baleia, só sobrou o esqueleto. É como essa gestão deixou o Santos”

Celso Leite, conselheiro do Santos, sobre a atual situação do clube após a administração de Odílio Rodrigues.

Manobra pró-clubes pode ser votada hoje

por Francisco Loureiro em 16.dez.2014 às 7:23h

Manobra do deputado federal Jovair Arantes (PTB-GO), a inclusão de um programa de refinanciamento das dívidas dos clubes de futebol na Medida Provisória 656 – que trata de taxação de importados – pode ser votada na Câmara dos Deputados nesta terça-feira, 16. A proposta, segundo o deputado Otávio Leite, não tem contrapartidas para os clubes e não deveria ser aprovada neste formato. Leite tentará apresentar uma emenda à MP 656 que garanta a responsabilidade fiscal por parte dos clubes.

Atalho

A manobra, vista a princípio como uma maneira de eximir os clubes de futebol de responsabilidade, agora é tida como um caminho mas fácil de aprovar um projeto similar à Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE). Porém, a intenção ainda é aprovar o texto original do projeto de lei, que está na lista de urgência da Câmara, porém com chances mínimas de ser apreciado.

Duas frentes
A Casa Civil, responsável por liderar as negociações sobre a LRFE, enviou sua sugestão de texto para o projeto de lei para os setores envolvidos na negociação. “É uma proposta que inviabiliza os pagamentos dos clubes”, disse Leite. Por outro lado, o Bom Senso viu na sugestão do Governo uma aproximação às suas propostas de Fair Play Financeiro.

Dominação
Enquanto os deputados Romário e Otávio Leite ainda tentam incluir cláusulas em relação à CBF no texto da LRFE, as intenções do Ministério do Esporte vão na direção contrária. Na avaliação de Luis Fernandes, secretário executivo da pasta, a inclusão da entidade que comanda o futebol brasileiro no texto tiraria o foco do projeto de lei, que está voltado aos clubes.“A inclusão da CBF prejudicaria toda a discussão já realizada sobre a LRFE”, disse Fernandes.

Foco na bola
O marketing do São Paulo não vai usar a imagem e a história de Rogério Ceni durante a participação do clube na Libertadores, em 2015. Segundo o departamento do clube, somente na hora da despedida do ídolo são-paulino é que serão pensadas ações publicitárias com o ele. O objetivo é não tirar o foco do time do futebol. O imbróglio de Ceni com a Penalty no evento de lançamento da camisa de despedida do goleiro influenciou a decisão.

Testadas
As chuteiras que Cássio (Corinthians), Gabigol (Santos), Matheus (Flamengo) e Carlos (Atlético-MG) vão usar em 2015 já estão sendo utilizadas neste mês. Não que os atletas estejam em atividade. É que a Nike lançou uma ação onde jovens vão testar as chuteiras dos jogadores até que eles voltem a treinar por seus times, em 2015. Todo o processo para “amaciar” os produtos será postado nos perfis oficiais dos atletas na rede social Instagram.

Errata
Diferentemente do publicado na nota “Fora de forma”, no último sábado (13), o nome do atleta que participou da campanha do Comitê  Paralímpico Brasileiro (CPB) é Daniel Dias (Natação) e Alan Fonteles foi campeão paralímpico e não olímpico em Londres-2012.

PADRINHO

Vencedor eleição do Santos, Modesto Roma Jr. foi o principal alvo de seus concorrentes durante a disputa.

O fato deve-se à força de Roma Jr. no pleito, cuja campanha foi apadrinhada pelo ex-presidente Marcelo Teixeira, que tem grande influência na Vila Belmiro.

Seus concorrentes ao cargo de presidente falavam da “máquina” que estava por trás da campanha de Roma Jr.

Entre eles está Fernando Silva, que ficou em terceiro colocado na eleição.

Logo que chegou para votar no Ginásio da Vila Belmiro, Silva foi questionado sobre o andamento da disputa.

– A chapa a ser vencida é a formada por Marcelo Teixeira e Modesto Teixeira – disse Silva, trocando o sobrenome do atual presidente do Santos pelo de seu padrinho na campanha.

DE LETRA

“É a última volta do ponteiro”

Otávio Leite, deputado federal pelo PSDB, sobre a pressa para aprovar a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE).

Nike pagou convite para o Mundial de Basquete, diz dirigente da LNB

por Francisco Loureiro em 13.dez.2014 às 8:00h

Seleção Brasileira disputou Mundial de Basquete após ser convidada pela Fiba e ter que pagar R$ 2,7 milhões pela participação

Segundo Kouros Monadjemi, diretor e ex-presidente da Liga Nacional de Basquete (LNB), o valor de R$ 2,7 milhões relativos à participação do Brasil no Mundial de Basquete, realizado em setembro, na Espanha, foi pago pela Nike. Questionado sobre o caso, o presidente da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), Carlos Nunes, desconversou dizendo que “o convite já foi pago e o que interessa agora é daqui para frente”. Já a Nike, que é parceira da CBB, esclarece que cumpre o contrato com a entidade e que “nada extra foi efetuado” em relação a participação do Brasil no Mundial de Basquete.

Segunda D
A Casa Civil deverá entregar o substitutivo completo da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte para o deputado Vicente Cândido e para o Bom Senso nesta próxima segunda-feira. A questão, agora, é se Cândido vai acatar o teor do novo documento, após as dissidências entre os setores interessados na LRFE ter aumentado na última quarta-feira.

Traquejo político
Em Brasília, o movimento dos jogadores vem sendo duramente criticado nos bastidores. Uma parte alega que não há “traquejo político” do Bom Senso e que o grupo é “idealista demais para Brasília”. Secretário Nacional do Esporte, Toninho Nascimento afirmou, há cerca de um mês, que o erro do movimento dos atletas foi “ter ido chorar para a mãe (Governo) em vez de negociar com os donos do boi (deputados)”.

Mal visto
Não caiu bem entre os conselheiros do São Paulo o episódio em que o presidente Carlos Miguel Aidar foi a um evento do clube com uma camisa da Under Armour, provável próximo fornecedor do time do Morumbi. “O mercado não admira esse tipo de conduta”, disse um conselheiro. De outro lado, correligionários de Aidar dizem que não houve intenção de provocação. A camiseta teria sido dada ao presidente por um parente.

Injeção de ânimo
Com o adiamento da eleição do Santos para hoje, as chapas dos cinco candidatos a presidente do clube passaram a semana focando seus trabalhos na motivação dos eleitores que moram fora das cidades onde ocorrerão a votação. A avaliação é que muitos poderão deixar de ir a Santos ou São Paulo pela segunda vez em uma semana apenas para votar em seus candidatos.

Acordos mantidos
Enquanto o Banco do Brasil suspendeu o patrocínio com a CBV, os outros parceiros da entidade decidiram manter seus acordos. Segundo a Gol, a empresa “vai manter a parceria pois nunca teve problemas com seu patrocínio”. Já a Olympikus manterá o contrato mas “espera que a CBV esclareça o caso o mais breve possível”.

Fora de forma
O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) lançou na última quarta-feira, 10, a campanha “Mude o Impossível”. Apesar de reunir dez dos maiores nomes do esporte paralímpico do país, como Daniel Dias (Natação) e  Fernando Fernandes (Canoagem), a ação deixou de fora Alan Fonteles (Atletismo), campeão paralímpico em Londres-2012. Segundo o CPB, o atleta “não cumpriu as metas estabelecidas” pela entidade para estar na campanha.

Dois lados

A TV é o principal parceiro do futebol e boa parte da renda depende de transmissões em TV aberta e venda de PPV.

No Brasil, o jogos só passam na TV aberta às quartas e domingos, com algumas exceções aos sábados.

A audiência dessas transmissões caem há anos e os resultados têm incomodado a detentora dos direitos de transmissão.

Na Premier League (ING), entretanto, liga mais rica do planeta, o caminho é inverso.
A partir de 2016, a liga inglesa terá jogos nas noites de sexta-feira, além das noites de sábado, tardes de domingo e noites de segunda.

E nenhuma TV pode ter mais de 50% dos jogos. A ideia dos ingleses é estimular a concorrência e elevar o valor da liga.

Nada poderia ser mais distante da nossa realidade.

De Letra

“Tenho 60 anos, mas no Conselho sou considerado um garoto”

Marco Aurélio Cunha, conselheiro do São Paulo, que deve ser nomeado conselheiro vitalício do clube na próxima segunda.

Dissidências aumentam e LRFE não será votada neste ano 

por Francisco Loureiro em 11.dez.2014 às 7:00h

O clima esquentou na reunião entre os envolvidos na Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte e o projeto só será votado em 2015. O foco de desentendimento foi a disputa entre a bancada da bola, liderado por Vicente Cândido (PT-SP), e deputados mais ligados às ações do Bom Senso, como Romário (PSDB-RJ) e Otávio Leite (PSDB-RJ). Agora, dois textos devem chegar ao Plenário: um de Cândido, que já está pronto e atende mais aos clubes, e outro que será redigido pela Casa Civil abrangendo os pedidos dos jogadores.

Dissidências
A tensão entre os parlamentares aumentou por que o deputado Vicente Cândido queria incluir na emenda uma mudança na cláusula compensatória de jogadores. Na nova versão, clubes que rescindem contratos teriam que pagar no máximo o restante de salários que o jogador teria direito, patamar que hoje é o mínimo a ser pago aos atletas. O maior entrave, porém, foi a questão da inclusão da CBF em artigo da Lei Pelé que a obriga a prestar contas à União.

Calada da noite
Enquanto outros se reuniam para negociar, o deputado Jovair Arantes (PTB-GO), presidente da Comissão do Esporte e membro da bancada da bola, tentou incluir um projeto de refinanciamento das dívidas dos clubes – sem nenhuma contrapartida – no texto da MP 656, projeto de lei que não trata de esportes. A bancada do PT barrou a manobra.

Futuro duro
Mesmo se terminar o ano na pauta de urgência do Plenário, interlocutores dos deputados dizem que será difícil realinhar as novas lideranças da casa em torno do projeto. A maior dificuldade seria a saída do deputado federal Henrique Alves (PMDB-RN) da presidência da Câmara dos Deputados, que apoia o projeto de lei. Por outro lado, a presença de Romário no Senado seria um fator positivo.

Racha
Criada em 2013 após racha na DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, a Elenko Sports acaba de perder seu principal investidor. Marcus Sanchez, VP do laboratório farmacêutico EMS, deixou a empresa por estar insatisfeito com a forma com que os trabalhos têm sido conduzidos pelos sócios Fernando Garcia, Thiago Ferro e Guilherme Miranda. Entre as negociações da Elenko estão a ida de Dedé para o Cruzeiro e de Petros para o Corinthians.

Visita em alta
O acordo realizado pelo Museu Pelé com as operadoras de cruzeiros que passam pelo porto de Santos tem rendido bons frutos ao ponto turístico. No último sábado, um total de 17 ônibus com passageiros de cinco navios que passaram pelo porto estiveram no local. Em todo o dia, 1 mil visitantes passaram pelo Museu, sendo 90% estrangeiros de países como Holanda, Polônia, Tailândia, Japão, Suíça e Irlanda.

Premiado
Patrocinador dos Jogos Rio-2016, o Bradesco foi destaque do Prêmio Empresário Amigo do Esporte 2014 ao vencer três categorias, entre elas a de Maior Amigo do Esporte, a principal da premiação. O prêmio é promovido pelo Ministério do Esporte e premia empresas que mais investem em práticas esportivas.

TERMÔMETRO

O cancelamento da eleição do Santos no último sábado (6) por conta de problemas nas urnas eletrônicas e suposta tentativa de fraude na entrega das cédulas não foi tão ruim para alguns candidatos.

Com o pleito adiado, as campanhas puderam ao menos avaliar a atuação da concorrência no dia da votação.

Dessa forma, manifestações em prol dos candidatos, quantidade de sócios com camisetas de seus favoritos e a forma utilizada pelas chapas para conquistar votos foram observadas.

Com a nova a data para a eleição, os grupos tiveram uma semana para reavaliarem suas estratégias levando em consideração o que seus adversários já realizaram.

E a expectativa é que o clima entre os grupos esteja ainda mais acirrado no próximo sábado (13).

DE LETRA

“A diretoria faz o que tem que fazer”

Wilson Gottardo, diretor técnico do Botafogo, sobre a sua demissão do clube, que será oficializada nos próximos dias

Dissidências aumentam e LRFE não será votada neste ano

por Francisco Loureiro em 10.dez.2014 às 17:40h

Com o aumento das dissidências entre parlamentares da bancada da bola, como Vicente Cândido (PT-SP) e deputados críticos à CBF, sobretudo Romário (PSB-RJ) e Otávio Leite (PSDB-RJ), na reunião que ocorreu nesta quarta-feira, em Brasília, a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte não será votada neste ano.

Agora, os parlamentares lutam para que o projeto de lei continua na pauta de urgência, para que possa ser retomado nessa estágio avançado na próxima legislatura. O maior problema, segundo interlocutores da Câmara dos Deputados, é o arranjo político que deverá ser construído com as novas lideranças da casa em 2015.

PVC terá status de número 1 e programa da Libertadores na Fox Sports

por Francisco Loureiro em 10.dez.2014 às 4:39h

O mercado de comunicação foi chacoalhado com uma transferência peso-pesado no meio esportivo. Um dos comentaristas mais renomados do país, Paulo Vinícius Coelho, o PVC, está trocando a ESPN Brasil pela Fox após 14 anos. Na nova emissora, PVC terá status de comentarista número 1 e comandará um programa sobre a Libertadores. Além disso, terá a liberdade de participação em programas da casa e menor exposição. Continuará baseado em SP, mas no futuro poderá ter de atuar mais no Rio.

Mudou de lado
Na última segunda-feira, o presidente do Conselho Deliberativo do Santos, Paulo Schiff, se encontrou com representantes das cinco chapas para discutir qual o modo de votação a ser usado neste sábado. O placar foi de 3 a 2 para o método digital, com Orlando Rollo e Modesto Roma na oposição. No entanto, Roma mudou de ideia e ligou ontem para o conselheiro para comunicar que apoiaria a votação eletrônica.

Em família
Sozinho na demanda pelo uso de cédulas de papel, o candidato Orlando Rollo diz ter laudos técnicos que mostram a fragilidade do sistema eletrônico usado no pleito do último sábado. Um dos responsáveis pelo estudo é o irmão de Rollo, enquanto seu pai, Miguel Arcanjo Rollo, coordena o pedido da chapa junto ao Conselho Deliberativo do clube.

Briga de galo
Os setores envolvidos na Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte se reúnem novamente em Brasília hoje, as 14h, para mais uma discussão sobre o texto final do projeto de lei. Os deputados Romário e Otávio Leite ainda insistem com os parlamentares da Bancada da Bola para a inclusão de cláusulas que “enquadrem” a CBF. O Bom Senso e a Casa Civil também estarão presentes para reforçar o coro.

Entrave
O departamento de marketing do Corinthians tem conversado semanalmente com representantes da Caixa mas as negociações não avançaram. O contrato se encerra em janeiro. A explicação para o entrave são as mudanças no governo, com trocas de ministros e novas políticas sendo adotadas pela presidente Dilma Rousseff.

Líder nas mídias
Um levantamento sobre o alcance dos clubes de futebol na internet e redes sociais aponta o São Paulo como o mais eficiente em suas ações no mundo digital, sendo seguido por Flamengo e Corinthians. Realizado pela Biziil, especializada em marketing digital, o estudo considerou as redes Twitter, Facebook, Google+, Instagram e YouTube, além do número de visitas nos sites dos clubes e pesquisas no Google.

Avanti em alta
Mesmo com um fim de campeonato melancólico, os palmeirenses estão empolgados com o próximo ano. Ao menos no número de sócios-torcedores. O programa Avanti registrou alta de mais de mil novos associados desde domingo, alcançando 63 mil sócios. Agora, o clube ocupa o 5 lugar do ranking do Movimento por um Futebol Melhor, da Brahma, encostando no Corinthians, que tem 64,5 mil.

Voo campeão

Após vencer o Santos e conquistar o Brasileiro de 1995, a delegação do Botafogo embarcou de volta para o RJ em festa.

No Santos Dumont, milhares de botafoguenses aguardavam ansiosos para festejar com os jogadores o primeiro título nacional do clube.

Assim que o avião pousou, os torcedores quebraram os vidros do saguão do aeroporto e invadiram a pista. E quem estava na aeronave não pôde sair.

Após uma hora sem o avião poder taxiar, Carlos Augusto Montenegro, então presidente do clube, teve uma ideia.

Pediu para que um dos caminhões de Bombeiro se aproximasse da aeronave e colocou nele Tulio Maravilha.

Não deu outra. A delegação pôde descer tranquila enquanto milhares de botafoguenses corriam atrás do veículo com o ídolo e herói do título.

DE LETRA

“O marketing irá colaborar com o que for preciso”

Izael Sinem, diretor de marketing do Corinthians, sobre as negociações para manter Guerrero no próximo ano.