publicidade


Ajuda no Botafogo pode criar mais problemas

por Francisco Loureiro em 21.ago.2014 às 7:30h

Maurício Assumpção, presidente do Botafogo, pode estar próximo de ainda mais problemas no clube

Conselheiros do Botafogo descobriram na última reunião do órgão na terça-feira que o auxílio do grupo de empresários para pagar o salário dos jogadores pode dar dor de cabeça ao clube. Segundo foi explicado, o modelo adotado será o de depositar os valores diretamente na conta dos jogadores, sem passar pelo caixa do clube. O que será pago será apenas o direito de imagem. Isso poderá uma situação inusitada, pois o clube não terá como impedir a debandada dos atletas e nem mesmo poderá cobrar recibo.

Sem engano
O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, foi alertado por várias pessoas, de diretores a funcionários, sobre os problemas do contrato com o zagueiro Cléber, quando da negociação em junho de 2013. Mesmo assim, decidiu assinar. O zagueiro, há 13 meses no clube, sendo sete como titular, vai para o Hamburgo (ALE), sem que o clube receba um centavo e ao menos tentasse segurá-lo.

Aqueceu
A diretoria do São Paulo diz ter sentido um aquecimento no interesse das grandes empresas em patrocinar o futebol. Mas só trabalha como contratos a partir de 2015, pois avalia que neste ano, os orçamentos estão fechados. A avaliação do clube é que a Copa aumentou, ao contrário das previsões, o prestígio do futebol brasileiro em nível interno. Mesmo assim, o clube não prevê novo patrocínio de camisa até o fim do ano.

Preparando 2015
O Cruzeiro, com a melhor equpe do Brasil nos últimos dois anos, diz ter várias manifestações de interesse de candidatos a substituir o BMG e a Olympikus, cujos contratos acabam no fim do ano. Mas, principalmente, no caso do BMG, o Cruzeiro tem interesse em manter a parceria, que já dura desde 2006. O BMG é patrocinador máster desde 2010. O clube diz que a crise não chegou a ele.

Toma lá, dá cá
O novo bloco formado pelos clubes, CBF e Bom Senso negociam com a Fazenda uma forma de diminuir os efeitos da troca da taxa TLJP (5%) para a Selic (11% ao ano), imposta pelo governo para apoiar a LRFE. A ideia é pedir que, sob a taxa Selic, os sejam descontados os juros incidentes sobre as dívidas mais antigas. Vilson Ribeiro de Andrade, porta-viz do grupo, diz que a diferença no valor final será pequena.

A limpo
A última reunião do Conselho Deliberativo do Botafogo criou uma comissão para levantar a situação financeira e do elenco de futebol do clube – a suspeita é que os jogadores com valor de mercado estejam fatiados. Dos cinco membros, três são de oposição. Na segunda-feira, a reunião se reunirá pela primeira vez e requisitará a primeira de uma série de lista de documentos.

Outra história
As pautas apresentadas pelas atletas do futebol feminino são tão distantes das demandas da categoria masculina que representantes do Bom Senso defendem, na surdina, a ideia de que é necessário a criação de um grupo específico para elas. Na última reunião entre Bom Senso e Ministério do Esporte, as duas jogadoras presentes no encontro saíram antes do final.
 

 

FESTA QUENTE

Clube passa por fase horrível no ano de seu centenário

Clube passa por fase difícil dentro e fora de campo no ano de seu centenário

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Conselho Deliberativo do Palmeiras marcou para a próxima segunda-feira uma reunião de caráter festivo, para celebrar o centenário do clube, que se completa no dia seguinte.

Mas, para muitos conselheiros, não há clima para muita festa.

O Palmeiras atravessa uma crise financeira, com déficits quase sucessivos nos últimos 90 meses e quatro presidentes.

Dentro de campo a situação não é melhor. Na segunda, o Palmeiras poderá estar dentro da zona do rebaixamento.

Por isso, esses conselheiros prometem usar a reunião para cobrar explicações.

Resta ver se o presidente Paulo Nobre vai tratar de coisas sérias no que pode ser um raro momento de paz até o fim do ano.

DE LETRA

“Neste ano vamos usar a camisa para ajudar entidades beneficentes”

Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo, sobre o espaço na camisa do tricolor após fim do contrato com a Semp Toshiba.

 

 

Aidar diz que fechou venda, mas que Douglas fica mais um ano

por Marcelo Damato em 20.ago.2014 às 16:13h

Douglas deve fechar contrato com o Barça nos próximos cinco dias e só sai do Tricolor daqui um ano

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, disse que está tudo certo com a transferência do lateral-direito Douglas para o Barcelona, da Espanha.

- O Barcelona vai comprar o Douglas e depois vai emprestá-lo por um ano para o São Paulo. Em 2015, o Douglas vai para a Espanha.

Segundo ele, essa operação não desrespeita a punição sofrida pelo Barcelona. O clube espanhol está proibido de contratar pelos próximos dois períodos de inscrição, em janeiro e de junho a agosto de 2015. O Barcelona ainda vai apelar à Corte Arbitral do Esporte.

Segundo Aidar, o contrato será assinado quando um emissário do Barcelona chegar ao Brasil, o que deve ocorrer até a próxima segunda-feira.

O período de inscrição para a Uefa termina no próximo 31.

A venda de Douglas renderá 6 milhões de euros, dos quais 40% ficarão com a Traffic e 60% com o São Paulo

Gramado assombra futebol na Rio-16

por Francisco Loureiro em 20.ago.2014 às 7:32h

O torneio olímpico de futebol dos Jogos Olímpicos de 2016 poderá ter problema com gramados. Em princípio estão marcados 14 partidas em cerca de 14 dias nas cidades de São Paulo, Brasília, Salvador e Belo Horizonte. Na Copa, nenhum estádio recebeu em média mais de um jogo a cada quatro dias e vários gramados mostraram problemas. A Rio-2016 e a Fifa negociam a questão. Ainda se discute na entidade a possibilidade de cada cidade ter mais de um campo de futebol para os jogos de 2016.

Pós-Copa
O Vasco tenta um acordo com a Fazenda Nacional para renovar suas certidões negativas de débito e, com isso, renovar o contrato de patrocínio da Caixa. Diretores do clube argumentam, entre outras coisas, a favor da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte, que deve ser aprovada na Câmara após as eleições de outubro, e que ela irá possibilitar ao clube o parcelamento das dívidas fiscais. A Caixa pagou R$ 15 milhões ao Vasco por um ano de contrato.

Ascensão
A nomeação do presidente da Federação Baiana, Ednaldo Rodrigues, como chefe da delegação dos primeiros amistosos da Seleção de Dunga, é evidência de seu prestígio na CBF. Rodrigues é o patrono da expansão da Copa do Nordeste e, desde sua postura na eleição da entidade, ganha pontos com a dupla José Maria Marin e Marco Polo Del Nero, respectivamente o atual e o próximo presidente da confederação .

Prestígio
O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, nega que corra o risco de ver o Conselho do Palmeiras recusar o pedido de endosso aos empréstimos que fez em nome do clube, que passam de R$ 105 milhões. Nobre diz que já se reuniu com mais de 100 dos quase 300 conselheiros e nenhum lhe negou apoio.

Vivo ou morto
Após meses de silêncio, voltou à pauta da diretoria tricolor a reforma do Morumbi. Na reunião do Conselho do último dia 11, o presidente Carlos Miguel Aidar falou sobre um novo projeto de cobertura ainda mais ambicioso que o anterior. A ideia é que a cobertura vá até a pista de corrida do estádio, para o caso de o clube rebaixar o campo para que a arquibancada fique mais próxima do campo.

Advertência
O juiz titular da 9ª Vara Federal do Rio advertiu o Flamengo que qualquer embaraço à formalização das penhoras dos bens oferecidos em garantia será considerado um atentado à justiça, bem como a revogação da suspensão do Flamengo no Cadin, por dívida com o Banco Central. O clube ofereceu a sede do Ninho do Urubu e outros dois contratos de parceria como garantia. A dívida é de R$ 91,4 milhões.

Quem não tem cão
O fundador e hoje presidente de honra da torcida organizada palmeirense Mancha Alviverde, Paulo Serdan, negou rumores de que vá concorrer à presidência do clube. Diz que a presidência “está muito acima de sua pessoa”, mas que vai concorrer a conselheiro na eleição de janeiro para, ao menos, “poder reclamar ainda mais”.

EXCEÇÃO

O novo diretor de Coordenação da CBF, Guilherme Terra Teixeira, já conquistou fama dentro da entidade. Mas não exatamente por seu desempenho.

O irmão do ex-presidente Ricardo Teixeira, incluído na diretoria na última reestruturação dos quadros da entidade, comparece todos os dias à nova sede da entidade na Barra da Tijuca.

Sempre vai de terno, o que não é comum mesmo entre os diretores da entidade. E muitos tem outros empregos.

Passa lá quase o dia todo, ao contrário de grande parte dos colegas.

Concentrado, o “herdeiro” de teixeira não tira os olhos do computador durante o expediente.

Mas os funcionários da CBF ainda não sabem dizer bem o que Teixeira fica fazendo à frente do computador.

DE LETRA

“Hoje eu acordei mais cedo para acompanhar a convocação”

Éverton Ribeiro, meia do Cruzeiro, sobre o anúncio que ocorreu pouco depois das 11h30, no Rio.

 

Ajuda não cobre rombo no Botafogo

por Marcelo Resende em 19.ago.2014 às 13:50h

Botafogo

A arrecadação que um grupo de milionários botafoguenses está fazendo para elevar o moral dos jogadores nem de perto resolverá o problema de atraso nos salários e direitos de imagem. A coluna apurou que os 12 empresários liderados por Carlos Augusto Montenegro pagarão cada um R$ 80 mil mensais por quatro meses. Isso soma R$ 3,84 milhões. O valor não é suficiente para cobrir nem um mês da folha do clube, que deve três e precisa quitar mais cinco até o Natal.

Sem endosso
Conselheiros do Palmeiras decidiram não endossar as dívidas feitas pelo presidente Paulo Nobre. Dizem que Nobre não pediu autorização para gastar muito além do orçamento e que agora quer que o Conselho divida com ele a responsabilidade pelos gastos. Nobre já pediu R$ 125 milhões em empréstimos para o clube, dando os próprios bens como garantia, para obter juros menores.

Barreira
A diretoria de futebol do Fluminense trabalha para impedir que a sequência de maus resultados não transborde de uma crise técnica para uma crise com contornos políticos. O técnico Cristóvão Borges tem aprovação virtualmente unânime no departamento, mas há o temor de que se os resultados não aparecerem, a pressão sobre o presidente Peter Siemsen cresça e ele decida por mudanças.

Outra luta
A versão feminina do Bom Senso deixou as negociações entre o Bom Senso, Ministério do Esporte, CBF e clubes, sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte e o calendário. Mayara Bordin e Aline Pelegrino, duas das principais jogadoras do país estiveram na reunião do Bom Senso ontem, mas disseram que o problema delas é de infra-estrutura do esporte, o que não está na pauta.

Ombudsman
O presidente Carlos Miguel Aidar criticou o departamento de Marketing do São Paulo na última reunião do Conselho Deliberativo, há oito dias. O dirigente disse não entender por que o contrato de patrocínio com a Semp Toshiba acaba no meio, e não no fim do ano. O Marketing respondeu que a ideia era casar o tempo da parceria com a troca de comando no clube.

Permanência
Embora Rodrigo Caetano tenha declarado que fica no Vasco mesmo se interventores assumirem o clube, ele liga sua permanência à do diretor-geral Cristiano Koehler. Caetano não ficaria no clube sem um profissional cuidando das partes administrativa e financeira. Ainda sem ser procurado pelos interventores que podem assumir o Vasco até novembro, Koehler pretende ficar até dezembro, no mínimo.

Dunga paz e amor
Embora diga e esteja disposto a manter uma relação cordial com os jornalistas na segunda passagem pela Seleção, Dunga ainda tem uma posição de desconfiança em relação a esses profissionais. O treinador vem sendo aconselhado suavemente a baixar a guarda. Na preparação para Copa de 2010, Dunga adotou posição de confronto, que lhe rendeu cobranças mais fortes.

GAFE

Toninho Nascimento, Secretário Nacional de Futebol

Toninho Nascimento, Secretário Nacional de Futebol

O secretário nacional de futebol do Ministério do Esporte, Toninho Nascimento, cometeu uma gafe, ontem, na saída da reunião com o Bom Senso FC, ocorrida num bairro nobre de em São Paulo.

Questionado sobre se tinha certeza de que a comissão de fiscalização das finanças dos clubes, que foi acordada entre CBF, clubes, Ministério e jogadores, iria funcionar, disse que não poderia garantir o futuro.

O diretor executivo do Bom Senso, Ricardo Borges, que estava ao seu lado, surpreendeu-se com a resposta do secretário e na hora o repreendeu, com bom humor.

O executivo do movimento dos atletas disse que garantia a eficiência da comissão, cuja composição nem sequer foi definida.

Toninho Nascimento arregalou o olho, mas nada disse.

DE LETRA

“O que na aconteceu na última quarta foi um golpe”

Nelson Rocha, candidato à presidência do Vasco, sobre o Conselho não prorrogar os mandatos dos dirigentes até novembro.

Consórcio pode adquirir sede do Fla

por Marcelo Resende em 16.ago.2014 às 7:32h

Um grupo de empresas pode assumir a sede do Flamengo no Morro da Viúva, Zona Sul do Rio. A REX, de Eike Batista, luta para passar a concessão do estabelecimento sem ter de arcar com custos de um possível abandono de projeto. Documentos das novas interessadas no local serão apresentados na próxima semana ao clube, que decidirá o caso em Conselho. A REX pagou R$ 18 milhões ao Flamengo pela concessão de 25 anos do espaço, renováveis por mais 25. A intenção era construir um hotel no local.

Na mira
O diretor financeiro do Corinthians, Raul Corrêa da Silva, e o diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro, fugiram da imprensa ao final da reunião com representantes da CBF e do Bom Senso FC anteontem, em São Paulo. Os dois dirigentes estão em fase difícil. Corrêa foi denunciado pelo Ministério Público por crimes fiscais e Brunoro sofre protestos de torcedores, que reclamam de sua ineficiência no cargo.

Cobiçado
A Casa das Beiras, no centro do Rio, é o lugar preferido dos dirigentes vascaínos para eventos. Atual presidente, Roberto Dinamite lançou ontem no local sua candidatura para manter o cargo de deputado estadual. Também ali, Eurico Miranda se apresentou para cerca de mil pessoas como candidato à presidência do Vasco. E Julio Brant, que também concorrerá ao pleito vascaíno, também escolheu o espaço para a convenção de sua chapa.

Engatilhado
O grupo santista de oposição Terceira Via prepara uma série de ações judiciais contra a diretoria do Santos, incluindo o presidente Odílio Rodrigues. O grupo diz que foi acusado levianamente pela atual gestão, que acusou membros da Terceira Via de estarem ligados à confecção de carteirinhas de sócios-fantasmas.

Rivalidade
A rivalidade entre Inter e Grêmio também ocorrerá na venda de bebidas em seus estádios. Uma semana depois do rival anunciar o acordo com a Ambev para vender a marca Brahma no Complexo Beira-Rio, o Grêmio agiu rápido e fechou contrato com a Vonpar, empresa franqueada da Coca-Cola no Rio Grande do Sul e Santa Catarina e responsável pela distribuição da cerveja Heineken na região.

Resumo
Em avaliação sobre a Copa-2014, o setor de segurança do COL aponta que 12 tentativas de invasão ao gramado do Maracanã foram evitadas na final do Mundial em situações que ocorreram na cerimônia de abertura, durante o jogo e na comemoração alemã. O COL aponta ainda o registro de dois casos de fogos de artifício: um no Maracanã, que teve o torcedor detido com ajuda das câmeras, e outro na Arena Pantanal, em que o torcedor ‘escapou’.

Recrutando
Faltando dois anos para o início dos Jogos Rio-2016, a equipe do Comitê Organizador do evento está em franca expansão. Hoje, a organização é formada por cerca de 850 pessoas e mais 150 funcionários serão contratados até dezembro. Para 2015, a previsão é que a equipe tenha dois mil funcionários.

DE LADO

Vasco vive crise política há anos (Foto: Cleber Mendes/ LANCE!Press)

Vasco vive crise política há anos
(Foto: Cleber Mendes/ LANCE!Press)

O mandato de quatro poderes do Vasco, incluindo o do presidente Roberto Dinamite, não foi prorrogado pelo Conselho na última quarta (13).

Interventores ligados aos candidatos Eurico Miranda e Roberto Monteiro assumem o clube até a eleição, em novembro. O fato é visto como vitória de Eurico e Monteiro.

Ambos são contra a auditoria da lista dos sócio-eleitores, anunciada na terça por Dinamite. A auditoria pode excluir sócios que entraram no clube em abril, supostamente financiados por Eurico e Monteiro.

Por serem ligados aos candidatos, os interventores terão trabalho para rechaçar o conflito de interesses, pois poderiam barrar a auditoria para atender seus aliados.

No jogo de interesses, o Vasco fica de lado.

DE LETRA

“Diante das dificuldades financeiras do clube, deixo o cargo de diretor executivo”

Sérgio Landau, ex-diretor-executivo do Botafogo, explicando a decisão de ser remunerado mesmo mantendo suas funções no clube até o final deste ano.

Clubes aceitam taxa do governo

por Francisco Loureiro em 15.ago.2014 às 7:34h
Clubes aceitam taxa Selic, segundo Vilson Ribeiro de Andrade, na foto

Clubes aceitam taxa Selic, segundo Vilson Ribeiro de Andrade, na foto

Os clubes da Série A entraram em acordo e aceitaram renegociar as dívidas fiscais na taxa Selic, segundo Vilson Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba e representante da CBF em Brasília. O atual texto da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte usa a TJLP, de 5% ao ano, mas o Ministério da Fazenda não abre mão de cobrar a Selic, hoje em 12% ao ano. Os clubes já enviaram a proposta para a Fazenda e esperam uma resposta. Um ponto não resolvido é o prazo para o pagamento das dívidas.

No aguardo
O Ministério do Esporte finalmente vai dar uma resposta oficial ao relatório enviado pelo Bom Senso FC para a pasta, que contém as propostas do movimento para a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte. O secretário nacional de futebol, Antônio Nascimento, combinou com o grupo uma reunião na próxima segunda-feira, 18, em Brasília, e prometeu respostas as reivindicações dos jogadores.

Amigão
A CBF vêm dando sinais de que está disposta a cooperar com a aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte. Ontem, em São Paulo, Vilson Ribeiro de Andrade, que representa a entidade em Brasília, disse que a entidade propôs uma fiscalização mensal dos clubes. Surpreende, já que os clubes e o Bom Senso estavam discutindo algo entre a fiscalização trimestral e a anual.

Salão de festas
Apesar dos protestos da torcida, o Corinthians vai focar todo o esforço de marketing para seu aniversário, em setembro, na Arena Corinthians. O departamento do clube julga que a nova casa corintiana é o grande atrativo de receitas no pós-Copa em estratégia apoiada no número de sócios-torcedores do clube, que nesta semana bateu recorde ao atingir 53 mil associados.

Multifunções
Eduardo Bandeira de Mello ocupa atualmente três cargos no Flamengo. Além de presidente, Bandeira tem exercido a função de vice de futebol e acaba de assumir a vice-presidência de relações externas devido a ausência de Michel Assef, que deve se ausentar até o final do ano para tratar de assuntos profissionais. Na semana que vem, entretanto, Bandeira pode “perder” um dos cargos. É que Alexandre Wrobel, vice de patrimônio, deve dar uma resposta sobre o convite feito para ser o novo vice de futebol do clube.

Rumo à Itália
Giovanni Amoroso, filho do ex-jogador Amoroso, está se transferindo para a Udinese, da Itália. Não será para defender o time profissional e sim o time sub-15 da equipe, pois Giovanni tem apenas 13 anos. O ex-jogador, que jogou na Udinese em 1996, é amigo pessoal do presidente, Giampaolo Pozzo.

Mídia
A Academia Team Nogueira, dos irmãos do MMA Minotouro e Minotauro, lança hoje sua web TV em parceria com a Tecvidya, de produção digital. Com uma equipe de 20 pessoas e conteúdos exclusivos de MMA, como lutas ao vivo, o canal terá um período de acesso livre mas com o tempo será só para assinantes.

PENDURA

Bom Senso consegue órgão fiscalizador

Bom Senso consegue órgão fiscalizador dos clubes, que serão “enquadrados” na LRFE

Representante dos clubes e da CBF em Brasília, Vilson Ribeiro de Andrade convidou o Bom Senso FC para uma reunião que aconteceu ontem, em São Paulo.

A pauta era a criação de um órgão fiscalizador e a aproximação do Bom Senso com os clubes.

Ficou acordado que esse órgão será financiado pela CBF. A previsão é que os trabalhos custem cerca de R$ 3,5 milhões anuais à entidade.

Na saída do encontro, Andrade fez questão de chamar Ricardo Borges, representante do Bom Senso, para estarem juntos na frente das câmeras de TV que os esperavam no saguão do hotel.

Mas Andrade, que representa a entidade que vai bancar o órgão fiscalizador, foi embora antes. E a conta da reunião acabou ficando para seus convidados, o Bom Senso.

DE LETRA

“Saímos daqui com algumas lições de casa”

Vilson Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba e representante da CBF em Brasília, sobre o acordo com o Bom Senso em reunião ocorrida em SP.

COLABOROU LUCAS SILVEIRA, DE SÃO PAULO

STJD absolve diretor do Fla após acusação de invadir local destinado à arbitragem

por Marcelo Resende em 13.ago.2014 às 19:00h
STJD absolve Ximenes

STJD absolve Felipe Ximenes, diretor-executivo do Flamengo

O  STJD absolveu nesta quarta-feira (13), por unanimidade (4-0), o diretor-executivo do Flamengo Felipe Ximenes, que foi denunciado pela procuradoria do tribunal por ter ido cumprimentar a arbitragem no vestiário do Maracanã, antes e após a partida contra o Botafogo, válida pela 12ª rodada do Brasileirão, no último dia 27 de julho. O jogo terminou  com vitória do Fla por 1 a 0.

A denúncia foi feita em cima do relato do árbitro Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO), que relatou na súmula o encontro com o dirigente rubro-negro. A procuradoria entendeu que houve “invasão do local destinado à arbitragem”.

- O diretor-executivo do CR. Flamengo, Sr. Felipe Ximenes veio ao vestiário no início e no fim da partida para cumprimentar a arbitragem – relatou Sampaio no documento após o confronto.

Porém, o pleno do STJD entendeu que não houve nenhuma infração e decidiu por absolver Ximenes. O advogado Michel Assef Filho cuidou do caso em prol do dirigente e foi procurado pela De Prima para explicar a defesa do clube, mas não retornou as chamadas.

- Tenho 30 anos no esporte e jamais havia sido acusado de alguma coisa. Desde que me conheço como diretor-executivo, um representante de clube, tenho o hábito de cumprimentar a arbitragem – falou o absolvido Felipe Ximenes.

Tite visita La Bombonera e se encontra com ‘amigo’ Carlos Bianchi

por Francisco Loureiro em 13.ago.2014 às 16:41h

Em visita a Buenos Aires para a final da Libertadores entre San Lorenzo (ARG) e Nacional (PAR),nesta quarta-feira, o ex-técnico corintiano Tite visitou as instalações do Boca Juniors, incluindo uma passada pelo estádio La Bombonera, e esteve com o técnico xeneize Carlos Bianchi.

A amizade entre Tite e  o técnico do Boca Juniors (ARG) não é de hoje. Após a derrota da Seleção na Copa do Mundo, Carlos Bianchi chegou a dizer que Tite era a pessoa que merecia comandar a Canarinha.

Após período ‘sabático’, quando esperava por uma chance à frente da seleção, Tite viajou pela Europa para conhecer de perto alguns centros de treinamento e se atualizar com profissionais da bola.

No entanto, após o anúncio de Dunga como técnico da Seleção Brasileira, o treinador que levou o Corinthians ao título mundial em 2012 diz estar aberto a propostas de times do Brasil e do exterior.

Conselho do Vasco prevê votação apertada

por Marcelo Resende em 13.ago.2014 às 12:59h
Votação para postergar mandato dos atuais poderes do Vasco acontece hoje

Votação para postergar mandato dos atuais poderes do Vasco acontece hoje

Os conselheiros ligados à situação do Vasco preveem uma votação apertada, hoje à noite, quando será decidido sobre a prorrogação de mandatos dos atuais dirigentes até a eleição, em novembro. A prorrogação terá um voto a menos, pois Olavo M. de Carvalho, presidente da Assembleia Geral – órgão que marca as eleições – e influente na política vascaína, estará ausente. Os grupos de Roberto Monteiro e Eurico Miranda, ambos candidatos à presidência, uniram-se para buscar apoio contra a prorrogação dos mandatos.

Reunião
Embora o Bom Senso FC aguarde por uma reunião com o Ministério do Esporte ainda nesta semana para debater assuntos referentes à Lei de Responsabilidade Fiscal, até ontem não havia nada na agenda de representantes da pasta com o grupo de jogadores. Na semana passada, o Ministério prometeu enviar ao movimento um parecer sobre as propostas do grupo a serem incluídas na LRFE, porém não o fez.

Pressão
Os corintianos continuam pressionando a diretoria do clube para baixar o preço dos ingressos em seu estádio. Em manifesto publicado ontem, os torcedores reclamaram que apenas 3,8 mil assentos são disponibilizados a R$ 50 e que 15 mil cadeiras ficam vazias por custarem até R$ 400. As reclamações para a alta nos preços são o mármore utilizado no estádio e a presença de cadeira retrátil onde a torcida fica em pé.

Rivalidade
O Cruzeiro prepara uma promoção bem provocativa para comemorar os 61 mil sócios no programa Movimento por Um Futebol Melhor. A ação de marketing será um novo cartão que remete, ao mesmo tempo, aos 61 mil associados e ao histórico 6 a 1 em cima do rival Atlético-MG em jogo que salvou o Cruzeiro do rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2011.

Sem testes
Apesar de satisfeito com a Copa que entregou, o COL admite que a falta de eventos-teste em algumas arenas impediu que a qualidade fosse ainda melhor. Os pontos mais citados foram: alimentação, segurança e acessibilidade. Segundo o COL, o jogo Atlético-MG x Cruzeiro, realizado às vésperas do Mundial e que faltou até água para os torcedores, foi crucial para entender melhor a operação do estádio.

Tapetão francês
O clube francês Luzenac deve ir hoje ao Tribunal de Toulouse para tentar suspender a Ligue 2, a 2 divisão local que começou no último fim de semana. Na última sexta (8), a Federação francesa (LFP) rebaixou o clube para a 3 divisão por falta de segurança em seu estádio. O time, cuja cidade tem apenas 650 habitantes, tenta abrigar seus jogos no estádio Ernest-Wallon, em Toulouse, a 100km de distância.

Chegando
Bruno Abilel, diretor da Under Armour Brasil, afirma que a marca negocia com clubes para fornecer material esportivo. Abilel diz que as parcerias serão qualitativas, com poucos contratos mas com clubes de grandes torcidas. O diretor revela que contratos podem ser firmados ainda este ano mas que passam a valer só em 2015.

SÓ EM 2024

No lançamento do novo centro de treinamento (CT) das categorias de base da Seleção Brasileira de rúgbi, o presidente da CBRu, Sami Arap, abordou o projeto olímpico da modalidade.

Logo de início do evento, o presidente da CBRu cutucou o Comitê Olímpico do Brasil (COB).

– Não existe isso de pensar em 2016. No esporte de base, tudo tem que ser pensado a longo prazo – disse Arap.

O rúgbi passa por um processo de profissionalização no Brasil e o lançamento do CT, em São José dos Campos (SP), é um passo importante nesse movimento.

Mas o presidente da CBRu apostou na serenidade e apontou.

– Resultados? Só em 2024 e 2028. Em 2016, o rúgbi brasileiro terá só um obstáculo em seu difícil caminho.

DE LETRA
“Faríamos melhor se tivéssemos tempo para testar tudo à exaustão”

Ricardo Trade, CEO do COL, sobre a falta de eventos para testar algumas arenas do Mundial.

Financeiro do Botafogo vê dificuldade em cortar despesas do departamento de futebol

por Francisco Loureiro em 12.ago.2014 às 7:55h

Francisco Fonseca, Vice de Finanças do Botafogo.

Para o vice-presidente de Finanças do Botafogo, Francisco Fonseca, um dos agravantes da crise financeira do clube foi a dificuldade de cortar despesas do departamento de futebol no curto prazo.

O clube aumentou em 71% esses gastos de 2012 para 2013, totalizando R$ 167 milhões, enquanto as receitas do clube cresceram 26%, para R$ 154 milhões.

– No fim de 2012, fizemos uma projeção de gastos considerando anos sucessivos de aumento de receitas, mas esses problemas aconteceram e não há como sair cortando o elenco, fica mais caro do que manter o jogador – explicou o dirigente à De Prima.

Fonseca ressaltou que, segundo a Lei Pelé, se o clube rescindir o contrato do jogador, o atleta tem o direito de receber o valor total do contrato. E como o clube está sem caixa, seria mais sábio do ponto de vista financeiro manter os atletas.

– Se o clube rescinde o contrato sem ter como pagar, isso vai parar no tribunal e o valor pode mais do que dobrar – disse o VP de Finanças.
Em casos especiais, o clube conseguiu economizar gastos com salários sem pagar a rescisão, como na saída de Seedorf e Felipe Gabriel.


.