publicidade


Presidentes de clubes e Bom Senso se reúnem para falar da MP do Futebol

por Fábio Suzuki em 03.jul.2015 às 21:11h

Atletas do Bom Senso estarão juntos com presidentes de clubes para falar sobre a MP do Futebol

Os presidentes do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, do Corinthians, Roberto de Andrade, do Atlético-PR, Mário Celso Petraglia, e integrantes do Bom Senso se juntam na próxima segunda-feira, 6, em São Paulo, para falarem sobre a MP do Futebol, que tramita no Congresso. O encontro ocorre um dia antes da votação da proposta em plenário pelos parlamentares da Câmara dos Deputados, em Brasília.

Sem obrigação
Diferente das outras entidades estaduais, o site da Federação Paulista de Futebol (FPF) não disponibliza o seu estatuto com as informações sobre a atuação e regimento da entidade. Questionada sobre o processo eleitoral e o número de filiados no estado de São Paulo, a assessoria da FPF afirmou que “não tem a obrigatoriedade para divulgar esse tipo de informação”

Alta olímpica
A aproximação dos Jogos Rio-2016 tem atraído o interesse dos brasileiros por esportes olímpicos e aumentado a procura por produtos fora do futebol. Segundo dados da Netshoes, loja online especializada em artigos esportivos, as vendas de produtos de natação aumentaram 75% no primeiro semestre deste ano, e o número de produtos da modalidade comercializado no e-commerce subiu 64% no período.

Sem crise
Além da natação, outras duas modalidade tiveram altas expressivas de venda dentro da Netshoes. Os produtos de vôlei tiveram alta nas vendas de 51% nos primeiros meses do ano com crescimento de 40% no portfólio da modalidade. Já as vendas de itens de basquete cresceram 20% e o número de produtos vendidos na loja online aumentou 15% no mesmo período.
Informação
A boa campanha do Atlético-PR no Brasileirão pode ser explicada não só pela qualidade dos jogadores como também pelas informações passadas a eles.

Recentemente, o clube criou o Departamento de Informação do Futebol (DIF), cuja finalidade é passar dados táticos coletados em treinos e jogos do time, e também posicionamento das jogadas dos adversários.

Para passar as informações, cada atleta recebeu do clube um tablet, onde são enviados dados coletivos e também personalizados.

No vestiário do time na Arena da Baixada, uma sala com computadores também é utilizada especificamente pelo DIF. Nos intervalos, a primeira coisa que o técnico Milton Mendes faz é pedir imagens e dados de um determinado lance para aprimorar junto aos jogadores.
De Letra

“Nós faremos uma Copa segura”

Dilma Rousseff, ao confundir o Mundial de futebol com os Jogos Olímpicos em seu discurso durante o evento de lançamento da tocha olímpica, em Brasília.

CBF estuda ajuste no calendário da Série D do Brasileiro

por Fábio Suzuki em 03.jul.2015 às 7:42h

Tombense foi o campeão da Série D do Brasileiro em 2014

Após fechar com o Esporte Interativo para transmitir a Série D pelos próximos quatro anos, a CBF avalia mais mudanças na competição. A mais significativa delas está no calendário, passando o início da disputa de julho, como é atualmente, para maio. A ideia é acabar com o hiato entre Estadual e Brasileiro, o que faz com que os times classificados desmontem elencos por falta de atividade e tenham que recontratar jogadores meses depois. Se vingar, a mudança deve ser anunciada em agosto.

Grana na CBF
A verba do contrato de TV com o Esporte Interativo ficará no caixa da CBF e não será repassada diretamente para os clubes da Série D. O entendimento da entidade é que, se houvesse rateamento, o efeito seria irrisório. Segundo a estimativa, o que o EI pagará será menos que o custeio da arbitragem (cerca de R$ 1,5 milhão), que é responsabilidade da CBF. Além disso, a entidade projeta mais gastos com ajustes dos estádios para transmissão televisiva, como as placas ao redor dos campos.

Mais times
Outra mudança avaliada pela CBF é o aumento de participantes no Brasileiro da Série D. Atualmente, 40 clubes disputam a competição. Por ora, estão descartadas a redução e a criação de uma Série E. A ressalva é que, com mais times, o gasto da entidade também subiria, já que é ela quem banca passagens aéreas e hospedagem das delegações.

Não abriu mão
Nas diversas reuniões ocorridas para se chegar a um acordo em relação ao conteúdo da MP do Profut, os parlamentares da “bancada da bola” e ligados aos clubes e à CBF solicitaram que a taxa de juros sobre o refinanciamento da dívida fiscal fosse alterada, da Selic para o IPCA. Representantes do governo nas reuniões, entretanto, não abriram mão.

Vendas em alta
Parceira do Flamengo na gestão da loja online do rubro-negro carioca, a Centauro verificou um aumento de 80% na venda de camisas do clube nos meses de maio e junho deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Em ambas as épocas, o Flamengo lançou novos uniformes, mas com o diferencial de ter coincidido com as contratações dos atacantes Guerrero e Emerson Sheik neste ano.

Entre os líderes
Com a alta nas vendas, o Flamengo é o clube que mais vendeu camisas nas lojas da Centauro nesta temporada. Na sequência está o Corinthians, o que não é novidade considerando o tamanho das duas torcidas. Entretanto, chama a atenção o clube que aparece na terceira posição em vendas de camisas de futebol no país, que é o Barcelona.

Reconstrução
A Portuguesa lançou um carnê de ingressos em que os torcedores poderão comprar suas entradas para todos os sete jogos do clube como mandante na primeira fase da Série C do Brasileiro. Denominado de “Reconstrução”, em alusão ao novo plano de gestão que está sendo implantado na Lusa, o carnê custará R$ 150 e dará a oportunidade dos torcedores participarem de ações de marketing do clube.
CPI
A instalação da comissão da CPI do Futebol no Senado, que tem o ex-jogador Romário como autor, foi adiada nesta semana pela terceira vez.

A expectativa é que a comissão inicie os trabalhos na próxima semana, mas se depender do Bloco da Maioria (PMDB e PSD), a iniciativa ficará para agosto.

Segundo fonte ouvida pela coluna, o bloco tem feito de tudo para postergar a instalação da Comissão para que chegue o recesso parlamentar, que tem início dia 17. Tanto que não indicou os membros que irão compor o grupo.

Por trás da iniciativa está a estreita relação do PMDB com a CBF. Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) já teve como funcionário Vandenbergue Machado, que é diretor da entidade.

E um dos filhos de José Sarney, filiado ao partido por 30 anos, é vice da CBF.

De Letra

“Peço que pensem no futebol brasileiro e que a demagogia não tome conta deste assunto”

Jovair Arantes, deputado federal e conselheiro do Atlético-GO, sobre a votação da MP 671 ser adiada para que as lideranças dos partidos discutam ainda mais o texto.

CBF se surpreende com iniciativa de deputado aliado de pedir adiamento da votação da MP

por Da equipe da De Prima em 02.jul.2015 às 17:36h

Até a CBF foi surpreendida pela ação do deputado Marcelo Aro, diretor de ética e transparência da entidade, pedindo a retirada de pauta da votação da MP do Profut. Avisado por dirigentes de clube e parlamentares favoráveis ao projeto, o secretário-geral Walter Feldman ligou para Aro e foi claro: a manutenção do artigo 22, que qualifica os votos para eleições das federações estaduais fez parte da negociação que levou ao relatório final do deputado Otávio Leite. E disse mais, que Aro não estava autorizado a descumprir o acordo

Tendo sido diretor da Federação Mineira, Marcelo Aro é defensor do voto unitário que dá a ligas – algumas delas fantasmas – e clubes de menor representatividade o mesmo poder de voto dos grandes clubes nos processos de decisão e eleição das entidades.

O deputado foi procurado pela coluna e se posicionou:

- Eu não participei de acordo com Otávio Leite. Desde o dia em que ele deu o golpe e aprovou o relatório naquela sessão fantasma, relâmpago, nunca mais tinha conversado com ele. Não participei de acordo algum. Parece até que estão levantando a minha moral ao dizer que sou capaz de articular sozinho o adiamento da votação – garantiu Marcelo.

Série D-2015 terá transmissão na TV

por Igor Siqueira em 02.jul.2015 às 15:59h

A CBF chegou a um acordo para concretizar o desejo de transmitir a Série D do Brasileirão na televisão. As partidas da Quarta Divisão, que começa no dia 12 de julho, vão passar na tela do Esporte Interativo.

Em maio, o diretor de desenvolvimento e projetos da CBF, André Pitta, já tinha revelado aqui que a entidade estava negociando para levar a Série D à TV.

O primeiro jogo a ser transmitido é Vilhena x Remo.

O contrato é de quatro anos e o dinheiro, por não ser um valor significativo, ficará com a CBF. Na entidade, a estimativa é que o gasto com arbitragem (entre R$ 1 milhão e R$ 1,5 milhão) será maior do que a verba vinda com a transmissão.

O Esporte Interativo planeja transmitir dois jogos por rodada. Se firmar parcerias com as televisões locais (permutas de fornecimento de imagens), pode aumentar.

Custo do elenco do Palmeiras subiu 65% em seis meses

por Fábio Suzuki em 02.jul.2015 às 10:47h

Atacante Dudu está entre as principais contratações do Palmeiras para esta temporada

As mais de 20 contratações feitas pelo Palmeiras neste ano reforçaram o time em campo mas tem pesado nas finanças do clube. A chegada de nomes como Cleiton Xavier, Dudu e Rafael Marques contribuíram para uma alta de 65% nos custos do clube com o elenco, passando de R$ 3,1 milhões em novembro de 2014 para R$ 5,1 milhões em maio deste ano. A despesa total com o elenco, entretanto, é bem maior pois o balanço financeiro do Palmeiras não contabiliza os valores pagos com direito de imagem dos jogadores.

Arena em números
Em seu balanço financeiro referente ao mês de maio, o Palmeiras passou a informar separadamente os valores obtidos com o Allianz Parque, que até então eram inseridas junto com a rubrica “Futebol”. No demonstrativo, o estádio gerou R$ 678,5 mil em receitas no mês de maio, e despesas de R$ 102,5 mil, o que resulta em um superávit de R$ 576 mil no período. Os valores referentes à arena palmeirense não contabilizam a arrecadação do clube com bilheteria.

Clássico garantido
Apesar do bloqueio das contas da Klefer, empresa que organiza, ao lado da Full Play e a Pitch International, o Superclássico das Américas, o empresário Kleber Leite garante que o jogo entre Brasil e Argentina irá ocorrer em setembro, nos Estados Unidos. A data prevista é o dia 5, em San Francisco, na Califórnia. A data Fifa prevê outro jogo no dia 8.

Operação mantida
Kleber Leite acrescenta que não pretende afastar a Full Play da operação do jogo, mesmo que os cabeças da companhia, os argentinos Hugo e Mariano Jenkins estejam em prisão domiciliar. Em relação aos problemas da própria Klefer, suspeita de repassar propina a José Maria Marin, o brasileiro diz: “Aqui não é Uganda. Existe um processo democrático”, argumenta o empresário.

Ameaça
O clima foi de tensão nas diversas reuniões que ocorreram para debater o conteúdo da MP do Profut na última terça-feira, em Brasília. Favorável às pretensões dos parlamentares da “bancada da bola” que atuam em linha com a CBF, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, chegou a ameaçar a não colocar o texto na pauta para ser votado caso não houvesse mudanças no conteúdo da MP.

De todos os lados
Até que se chegasse a um acordo em relação ao conteúdo da MP do Profut, reuniões envolveram representantes dos mais diversos segmentos de interesse na proposta. Além de parlamentares prós e contras às contrapartidas mais incisivas do texto, representantes do governo, clubes, CBF e Bom Senso estiveram presentes nas diversas discussões em Brasília.

Novidades
A equipe do Vôlei Nestlé lança na manhã de hoje seu novo uniforme para a temporada 2015/2016 que contará com a presença de três atletas entre elas a bicampeã olímpica Thaísa. No evento, que ocorre em São Paulo, a empresa parceria do time lançará ainda uma nova plataforma para estimular hábitos saudáveis e que terá a equipe de vôlei como protagonista da ação.
Cautela
O Comitê Rio-2016 está “pisando em ovos” em relação à definição da situação dos proprietários das cadeiras cativas do Maracanã nos eventos realizados no estádio.

Apesar de haver um decreto estadual respaldando a adoção da mesma medida usada pela Fifa (comercializar os assentos durante a competição e indenizar os donos – o que ainda não aconteceu), a Rio-2016 quer diálogo para achar uma solução mais satisfatória.

Por parte do governo do Rio, o secretário estadual de Esporte, Marco Antônio Cabral, deixou a decisão nas mãos do Comitê Olímpico:

– Havendo efetiva necessidade do Comitê Olímpico de utilizar as cadeiras cativas, assim como a Fifa precisou, o procedimento adotado será o mesmo previsto no decreto de n 44.236 – disse ele à coluna.
De Letra

“O tempo será aliado”

Kléber Leite, empresário e ex-presidente do Flamengo, sobre a Justiça ter ordenado o bloqueio de seus bens por suposta participação de sua empresa no esquema de corrupção e lavagem de dinheiro da Fifa.

Ataque ao presidente da Câmara sobra até para o Fluminense: ‘Quando perde, vai para o tapetão’

por Igor Siqueira em 01.jul.2015 às 19:20h

Em meio ao ataque da bancada do PT ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rolou até uma provocação ao Fluminense na sessão desta quarta-feira.

- Se esse plenário fosse o Brasileirão, o deputado Eduardo Cunha seria o Fluminense. Quando perde, não aceita e vai para o tapetão – disparou o deputado Paulo Pimenta (PT-RS).

A declaração foi uma crítica à manobra da presidência de tentar votar novamente a redução da maioridade penal, que já tinha passado pela Casa na noite de terça e foi derrotada.

A expectativa é que, depois da queda de braço sobre a maioridade penal, seja lido o texto da MP 671, que passou por ajustes nesta quarta.

Paulo Pimenta cornetou o Flu de tabela (Foto: Agência Câmara)

Com mudanças, MP do Profut será votada nesta quinta

por Fábio Suzuki em 01.jul.2015 às 15:30h

Expectativa é que presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), leia o texto da MP em plenário ainda nesta quarta-feira, dia 1º

Após haver um acordo entre representantes do governo, parlamentares ligados à “bancada da bola” e o relator da MP 671, o texto da proposta que abrange o refinanciamento da dívida fiscal dos clubes de futebol terá mudanças importantes em relação ao relatório apresentado pelo deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), na semana passada.

A expectativa é que o novo texto seja lido ainda hoje pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e que seja a primeira pauta a ser votada nesta quinta-feira, 2.

Na queda de braço entre os defensores de uma MP com contrapartidas mais rígidas e os parlamentares da “bancada da bola” (ligados a clubes e à CBF), o segundo grupo saiu vitorioso. Do conteúdo, serão alterados pontos importantes como aumentar o limite de custos dos clubes com o departamento de futebol de 70% para 80% do orçamento, reduzir a rigidez do controle de déficit durante o refinanciamento, não tornar a Seleção Brasileira de futebol um Patrimônio Cultural, e reduzir de 10 para 5 anos o tempo de inelegibilidade de dirigentes punidos por gestão temerária.

Por outro lado, permaneceram algumas questões que os parlamentares ligados a clubes e à CBF eram contrários, como a obrigação de se apresentar a Certidão Negativa de Débitos (CND) junto à Receita para poderem participar das competições e o limite de uma única reeleição para dirigentes eleitos nos clubes e entidades.

‘Bancada da bola’ consegue reduzir contrapartidas da MP do Profut

por Fábio Suzuki em 01.jul.2015 às 11:37h

Deputado Otávio Leite (esq) irá redigir emenda aglutinativa para incluir mudanças após acordo com a ‘bancada da bola’

Com forte apoio dos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), os parlamentares ligados à “bancada da bola” e que atuam em linha com a CBF conseguiram reduzir as contrapartidas para clubes e a própria entidade que estão inseridas na MP do Profut. Uma das alterações que o texto sofrerá e no aumento do limite de gastos para os times com o departamento de futebol, que passa de 70% para 80% do orçamento anual.

Fortalecida com o apoio dos líderes no Congresso, a “bancada da bola” obteve êxito na pressão por alterações no texto da MP do Profut, apesar da atuação firme, em favor das contrapartidas, de alguns dirigentes favoráveis às medidas, como o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello.

Após o acordo em relação ao conteúdo da MP, o deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ), relator da proposta na Comissão mista, deve redigir uma emenda aglutinativa para inserir as mudanças no texto que irá a plenário. Leite deve tratar das alterações com representantes do Bom Senso e dirigentes de clubes em reunião na manhã desta quarta-feira, 1º, em Brasília.

Exceção entre clubes, Fluminense não pediu adiantamento da receita de TV à Globo

por Fábio Suzuki em 01.jul.2015 às 7:36h

Peter Siemsen ficou orgulhoso em saber que Tricolor carioca é um dos poucos clubes a não ter pedido adiantamento da cota de TV à Globo

Apesar do fim da parceria com a Unimed e de ter passado um certo sufoco par pagar o 13°, o Fluminense tem um diferencial importante em relação a maioria dos clubes brasileiros: o Tricolor carioca é um dos poucos times brasileiros a não ter pedido para antecipar sua receita com direitos de TV junto à Globo. Presidente do clube, Peter Siemsen ouviu o relato do próprio diretor-executivo da emissora, Marcelo Campos Pinto, e tem divulgado com orgulho a informação a interlocutores.

Compromissos
A CBF tem alterado o planejamento da Seleção olímpica e os amistosos no Brasil deixaram de ser prioridade. A CBF está analisando convites para confirmar os próximos compromissos. Há, inclusive, a previsão de um jogo na França, em setembro, contra um dos quatro europeus classificados à Rio-2016 (Alemanha, Portugal, Suécia e Dinamarca).

De que lado?
Um grupo de oposição do Vasco publicou uma carta em que aponta omissão do ex-presidente Roberto Dinamite e despreparo do atual mandatário Eurico Miranda pelas ações tomadas em relação ao lado que a torcida ficará no Maracanã. “Entregaram o lado direito e agora querem entregar também o esquerdo”, diz trecho da carta. Na semana passada, Miranda disse para os torcedores não irem ao clássico contra o Fluminense, dia 19, se a torcida não ficar no lado direito do estádio.

Posição tomada
O Bahia publicou ontem uma nota em seu site em que se posiciona como favorável à MP do Profut. Assinado por seu presidente, Marcelo Sant’Ana, o texto diz que “é preciso pensar e trabalhar de maneira coletiva, acima de eventuais particularidades”. O clube se junta ao Flamengo, os únicos times até o momento a se posicionarem favoráveis à MP.

Primeiro milhão
Criado no início de 2013 com 158 mil participantes, o Movimento por um Futebol Melhor atinge hoje a marca de 1 milhão de sócios-torcedores entre os 63 clubes que fazem parte do programa. A estimativa da Ambev, que lidera a iniciativa que hoje conta com 12 empresas parceiras, é que esse número de associados gere um faturamento de R$ 360 milhões por ano aos clubes de futebol participantes.

Referência
Entre os participantes do Movimento por um Futebol Melhor, a Ambev aponta o Internacional como referência para a relação entre o tamanho da torcida e o número de sócio-torcedor, cujo índice do time gaúcho é de 2,6%. Segundo a empresa, caso os demais clubes tivessem essa mesma relação, o futebol brasileiro teria uma receita superior a R$ 1 bilhão por ano.

Venda em alta
O site de comércio eletrônico Mercado Livre atingiu um crescimento de 63% na venda de camisas de times brasileiros entre os meses de janeiro e maio, em relação ao mesmo período de 2014. O aumento, segundo informações da empresa, pode ser explicado pela ocorrência da Copa do Mundo de 2014, que dividiu a demanda por camisas de futebol nos primeiros meses do ano.
Biografia
Ídolo nos quatro times em que atuou (Coritiba, Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahçe) mas sem ter jogado uma Copa do Mundo, o meia Alex tem uma biografia sendo feita pelo escritor Marcos Eduardo Neves.

O curioso é que a publicação foi uma iniciativa de um torcedor do Coritiba que é fã do ex-jogador e está bancando toda a sua produção. Ele, entretanto, não quer que seu nome seja revelado.

Querendo saber mais detalhes da vida de Alex, o torcedor procurou primeiro o escritor Ruy Castro, que foi o autor da biografia de Garrincha.

Castro, entretanto, recusou fazer o livro por ter dado um tempo das biografias. Mas indicou Neves, que documentou em livro a vida de outro ex-jogador, Heleno de Freitas.

A expectativa é que a biografia Alex seja lançada no início de 2016.
De Letra

“Eu vim falar de agenda positiva. A MP não é agenda positiva, vai ser”

Vicente Cândido, deputado federal e diretor da CBF, sobre ter abordado o tema da MP do Profut na reunião de ontem da diretoria da CBF, no Rio.

CBF teve trabalho para montar Seleção para o Pan por causa das negativas dos clubes

por Igor Siqueira em 30.jun.2015 às 9:14h

Vários clubes tiveram que dizer não à CBF diante da consulta para liberação de jogadores sub-22 visando à disputa do Pan-2015. O Inter, por exemplo, não deixou que Valdivia e Vitinho saíssem. O Palmeiras, por sua vez, não quis perder Kelvin e o Atlético-PR segurou Douglas Coutinho. A CBF teve que compreender o lado dos clubes, já que a política é manter relação boa com os filiados.

Botafogo e Figueirense concordaram em liberar o lateral Gilberto e o atacante Clayton na primeira consulta da CBF. Mas, semana passada, mudaram de ideia. Como – diferentemente do que acontece nas competições da Fifa – não era possível substituir jogadores a tão pouco tempo do começo da competição (10 de julho), a CBF teve que negar a liberação.

Cara a cara
O planejamento para o trabalho integrado entre Rogério Micale e Dunga na Seleção olímpica será feito após o Pan-Americano, em julho. Nos últimos meses, as agendas das equipes principal e de base tiveram conflitos com Mundial Sub-20, Copa América e Pan. Desde que Alexandre Gallo saiu da CBF, Micale e Dunga só conversaram em Itu, na preparação do Sub-20 para o Mundial. Micale será o técnico nos amistosos da olímpica, que serão nas mesmas datas Fifa do time principal.