publicidade


Agência do governo freia projeto na Fórmula Indy

por Fábio Suzuki em 31.jan.2015 às 6:51h

Categoria é utilizada como plataforma de negócios pela agência de exportação do governo federal, a Apex-Brasil

Agência de exportação do governo, a Apex-Brasil irá diminuiu neste ano as iniciativas em que utiliza a Fórmula Indy como plataforma de negócios. Segundo a assessoria da agência, “as ações foram reduzidas nesta temporada” e o projeto prevê ações apenas para a etapa de Sonoma, nos EUA, que ocorrerá em agosto. O acordo da Apex-Brasil com a Indy foi iniciada em 2009 gerando US$ 340 milhões em negócios com o mercado externo. Em 2012, o valor saltou para US$ 1,1 bilhão, segundo dados da agência.

Fora dos planos
A Apex-Brasil aponta ainda que não havia nenhuma iniciativa voltada para a etapa de Brasília, que foi cancelada após veto do Ministério Público em relação aos gastos com a prova. Na última vez que o Brasil recebeu a Indy, em 2013, o projeto da agência envolveu 41 empresas brasileiras e 160 estrangeiras de 47 países, com uma projeção de negócios gerados de US$ 183 milhões.

Com atraso
O inquérito policial que apura a invasão ao CT do Corinthians por torcedores do clube, no ano passado, excluiu apenas na semana passada o nome de Fernando Wilson de Carvalho, que faleceu há seis meses. Outros três torcedores ainda aguardam a finalização do processo. O caso completa um ano neste domingo, 1.

Errata
Diferentemente da nota “Escalando o time” publicada na edição de ontem, o ex-jogador Alex não é mais patrocinado pela Penalty. Ele ainda aparece na página de “Patrocínio Jogadores” da marca, mas o contrato entre as partes se encerrou em dezembro. Segundo um executivo da Penalty, ainda há conversas para que Alex se torne embaixador da marca e um compromisso da empresa de fazer um jogo de despedida para o ex-jogador, mas ambas as ações são negadas pelo próprio jogador.

Acordo assinado
A fabricante de bebidas CRS Brands (antiga Cereser) fechou contrato de patrocínio com o Campeonato Carioca deste ano para expor duas de suas marcas: os vinhos Dom Bosco e Vermouth Cortezano. Até o momento, está certo apenas a divulgação das bebidas nas placas de campo mas a companhia ainda está definindo outras ações para serem realizadas junto ao torneio estadual.

Audiência em alta
Com transmissão exclusiva da NFL no país em TV fechada, a ESPN impactou 700 mil pessoas com os jogos dos playoffs da liga, cujas finais ocorreram no último dia 18. Para o Super Bowl, a grande final da NFL, o canal espera recorde de audiência por conta da alta na audiência nos últimos anos, que foi de 800% desde 2011. Naquele ano, o evento não ficou nem entre os 15 mais assistidos da ESPN mas passou a ser líder de audiência no horário de transmissão desde 2013.

Expansão no país
Os números da ESPN têm seus motivos. Em apenas um ano, os fãs de futebol americano no Brasil triplicaram. Segundo dados do Ibope Repucom, 3,6% dos brasileiros afirmou gostar da modalidade em 2014, sendo que no ano anterior esse índice era de apenas 1,2%.

Temido
Estrutura, pressão da torcida, altitude ou mesmo a mística do local de jogo. São vários os fatores em que um estádio pode influenciar um jogo de futebol e a Copa Libertadores é um bom exemplo disso.

Tanto que o site Pasión Libertadores está realizando uma pesquisa para saber qual o estádio da atual edição é o mais difícil de enfrentar o adversário.

Até o momento, o líder da pesquisa é o La Bombonera, o temido estádio do Boca Juniors, com 14,5 mil votos (21,5%). Na sequência aparece o estádio do Morumbi, onde o São Paulo conquistou seus três títulos continentais, com 14 mil indicações (20,7%).

No ano passado, o vencedor foi a Arena Grêmio, com “apenas” 7 mil votos. A votação atual será finalizada na próxima semana.

De Letra

“A Federação lamenta por esses times que terão que atuar fora”

Ednaldo Rodrigues, presidente da Federação Baiana de Futebol, sobre os estádios que não foram aprovados para a rodada inicial do estadual.

Timão fecha acordo com fabricante de aparelhos fitness

por Fábio Suzuki em 30.jan.2015 às 6:45h

Academia do Corinthians no CT Joaquim Grava contará com novos equipamentos a partir da próxima semana

O Corinthians inaugura na próxima segunda-feira, 2, a nova academia do CT Joaquim Grava, que agora conta com parceria da marca de equipamentos físicos Matrix, que pertence à empresa taiwanesa Johnson Health Tech. Parte do acordo, o investimento da companhia em aparelhos será de US$ 600 mil (cerca de R$ 1,6 milhão) e abrange a entrega de cerca de 40 equipamentos para o novo espaço.

A parceria entre Corinthians e Matrix envolve também o laboratório R9, que é voltado para testes e aprimoramento físico dos jogadores e é comandado pelo fisioterapeuta Bruno Mazziotti. O espaço homenageia o ex-jogador Ronaldo Fenômeno, que é esperado para o evento da próxima semana. O contrato entre Matrix e clube é válido por cinco anos e substitui a antiga parceria na área com a marca Life Fitness.

Turner cogitou nomear canal esportivo no Brasil

por Fábio Suzuki em 30.jan.2015 às 6:36h

Grupo americano anunciou ontem a aquisição de 100% do canal Esportivo Interativo

Antes mesmo de adquirir a totalidade do canal Esporte Interativo, o grupo americano Turner fez pesquisas de mercado no final do ano passado para que seu canal esportivo fosse nomeado com sua marca. Em um vídeo produzido pela companhia diz que “a partir de 2015 o esporte tem um novo nome: Turner Sports”, e divulga as modalidades e torneios que seriam transmitidos pelo novo canal, entre eles Copa Nordeste e Copa Verde, cujos direitos de transmissão são do Esporte Interativo.

Nome mantido
A Turner já havia adquirido parte do canal Esporte Interativo em 2013 e ontem anunciou oficialmente a compra de 100% do canal esportivo brasileiro. Mesmo com a aquisição, a posição das empresas é que não haverá mudanças na marca do canal. Em nota, o presidente da Turner América Latina, Juan Carlos Urdaneta, afirma que “considera a marca e o posicionamento do Esporte Interativo bastante atrativos”.

Otimismo
Com a negociação, o Esporte Interativo ganha força na negociação com NET e SKY para entrar na grade das operadoras neste ano. Internamente, apesar das negociações em andamento, há a certeza de que os fãs de futebol no Brasil não ficarão sem ver craques como Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo até 2018, ano em que termina os direitos de transmissão da Liga dos Campeões pelo canal.

Escalando o time
Após mudanças em sua estratégia no futebol, a Penalty pretende ampliar este ano seu time de jogadores patrocinados. A marca conta com uma lista de 20 nomes de atletas para prospectar, sendo quatro deles com “potencial de Seleção”, segundo um executivo da marca. Atualmente, a Penalty patrocina apenas o ex-jogador Alex e pretende estar com seu time consolidado até 2016.

Brasil perde Indy
O cancelamento da Indy no Brasil foi motivado por um veto do Ministério Público aos gastos feitos no autódromo de Brasília e para sediar a prova. O MP optou pelo cancelamento devido a pendências da gestão anterior do governo. A Band emitiu nota informando que a decisão foi unilateral da Terracap, agência de desenvolvimento do DF. .

Comitê
Ontem, na reunião com representantes do governo, o Bom Senso voltou a defender a criação de um comitê que fique responsável em fiscalizar e punir os clubes que desrespeitarem o fair play financeiro.

A idéia é que o órgão seja composto por cinco membros, cada um representando uma das áreas envolvidas na questão: atletas, treinadores, clubes, CBF e o Conselho Federal de Contabilidade.

O mandato dos membros seria de dois anos e com atuação independente. Dessa forma, o comitê ficaria acima da CBF, que teria que acatar qualquer decisão do órgão em relação aos clubes.

Os representantes do Bom Senso saíram otimistas após a reunião com o grupo interministerial designado por Dilma para tratar da lei que refinancia a dívida dos clubes.

De Letra

“Há um grande entendimento em relação às contrapartidas que temos defendido”

Ricardo Borges, diretor-executivo do Bom Senso, sobre a recepção por parte do governo da proposta do movimento para a lei que refinancia a dívida dos clubes.

Em reunião com o governo, Bom Senso apresenta seu modelo de contrapartidas para os clubes

por Fábio Suzuki em 29.jan.2015 às 18:46h

Movimento de atletas se reuniu com representantes do governo nesta quinta-feira, em Brasília

Os representantes do Bom Senso FC aproveitaram a reunião com o governo na tarde desta quinta-feira, 29, em Brasília, para apresentar seu modelo de contrapartidas aos clubes que não respeitarem o “fair play financeiro’, como atrasar salários de jogadores e não pagarem dívidas fiscais. Segundo Ricardo Borges, diretor-executivo do movimento de atletas, a reunião foi “protocolar” mas a ideia apresentada foi bem recebida pelo governo.

- Existe um entendimento grande em relação às contrapartidas que temos defendido – comentou Borges, sobre o encontro com o grupo interministerial formado por representantes da Casa Civil e dos ministérios Justiça, Fazenda, Previdência Social e Esporte.

A ideia do movimento de atletas é que os clubes que aderirem à Lei de Responsabilidade Fiscal sejam fiscalizados e punidos por um comitê. O órgão seria formado por cinco membros que representariam as seguintes áreas: atletas, treinadores, clubes, CBF e um do órgão de contabilidade federal. A atuação do comitê entraria em vigor a partir de 2016.

Em negociação, Corinthians garante Caixa na estreia da Libertadores

por Fábio Suzuki em 29.jan.2015 às 6:45h

Logomarca do banco estatal continuará na camisa corintiana mesmo sem a renovação do contrato, que termina no próximo sábado, 31

O Corinthians irá estampar, mesmo que gratuitamente, a logomarca da Caixa em sua camisa no jogo contra o Once Caldas, na próxima quarta-feira, 4, em jogo válido pela Pré-Libertadores. O fato ocorre pois o clube ainda não fechou a renovação do patrocínio com o banco estatal, cujo acordo se encerra no próximo sábado, dia 31. O mesmo ocorrerá na partida de estreia da equipe no Paulista, que ocorre no domingo, dia 1º.

Uma reunião entre Corinthians e representantes da Caixa está prevista para a quarta-feira, dia do jogo da Libertadores, mas o clube já decidiu que irá expor a marca do banco independente de houver um acordo ou não no encontro. O mesmo ocorreu no início da Libertadores de 2012, quando o uniforme do time manteve a marca NeoQuímica mesmo após o fim do acordo.

Times do RJ têm déficit de sócios-torcedores no último ano

por Fábio Suzuki em 29.jan.2015 às 6:29h

Programa de sócios do Flamengo foi o que teve a maior queda entre os times do Rio na comparação entre janeiro deste ano e de 2014

Em um momento em que os programas de sócio-torcedor têm se tornado uma importante fonte de receita no futebol brasileiro, os clubes do Rio de Janeiro tiveram queda no número de associados no último ano. Comparando a soma do número atual de sócios com janeiro de 2014, o saldo negativo é de quase 3 mil sócios (104,6 mil contra 101,7 mil). Apesar da alta recente de dois mil associados, o Flamengo é o que teve a maior baixa, 4,8 mil. Fluminense e Vasco foram os únicos que tiveram alta entre os períodos. Os dados são do Movimento por um Futebol Melhor.

Só boato
Perto de rescindir seu contrato com o Shandong Luneng, o atacante Vágner Love já teve seu nome ligado a vários clubes do país enquanto participa de amistosos com o clube chinês no Brasil. Ontem, durante a ponte aérea SP-RJ feita com seu empresário, foi questionado por um passageiro se estava voltando para jogar no país. O jogador desconversou afirmando que “eram só boatos”.

Em Brasília
O ministro do Esporte, George Hilton, recebe hoje, em Brasília, os representantes do Bom Senso FC. Entre eles estarão Alex e Paulo André, dois dos líderes do movimento. Na pauta está a elaboração da MP que será elaborada por governo, clubes e entidades e que substituirá o texto original da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE). A previsão é que o novo documento fique pronto em fevereiro.

Logo nos números
A Tim terá a sua marca estampada nos números do uniforme de mais dois times do futebol brasileiro: Atlético-PR e Coritiba. O anúncio dos patrocínios será feito nesta quinta-feira, 29, em Curitiba, em evento que contará com a presença dos presidentes dos dois clubes paranaenses. Com os acordos, a operadora atinge 12 clubes em sua plataforma voltada ao futebol.

Vale vaga
No próximo sábado, 31, véspera do Super Bowl, a grande final da NFL, o Brasil poderá conquistar pela primeira vez na história uma vaga para a Copa do Mundo de Futebol Americano, que ocorrerá em julho, nos EUA. A equipe brasileira disputará uma vaga contra o Panamá, na Cidade do Panamá, e o jogo será transmitido com exclusividade no Brasil pela ESPN+, às 22h.

Concorrência
À frente da Fifa desde 1998, Joseph Blatter nunca teve seu cargo tão ameaçado quanto agora.

Nesses quase 17 anos no comando da entidade, se reelegeu com facilidade por quatro vezes, a última delas em 2011 sendo candidato único na eleição.

Mas o fim da “Era Blatter” parece estar próximo e motivos para isso não faltam. Vão desde esquema de venda ilegal de ingressos para a Copa-2014 ao escândalo de corrupção envolvendo as escolhas de Rússia e Qatar para sediarem, respectivamente, os Mundiais de 2018 e 2022.

O jordaniano Ali Bin Al Hussein, o francês Jérôme Champagne, e o holandês Michael van Praag já haviam entrado na disputa. E ontem foi a vez do ex-jogador português Luís Figo, que anunciou candidatura batendo na tecla dos escândalos de corrupção na Fifa.

De Letra

“Sinto-me ofendido e estarrecido com esse tipo de episódio em pleno século 21″

Paulo Skaf, presidente do Sesi-SP, sobre as ofensas racistas à jogadora de vôlei Fabiana, que defende o Sesi e Seleção, durante jogo contra o Minas, na última terça.

Timão nega ter recebido proposta do Boca Juniors por Lodeiro

por Fábio Suzuki em 28.jan.2015 às 16:14h

Meia uruguaio foi adquirido pelo Corinthians em maio do ano passado

Alguns veículos de imprensa da Argentina noticiaram nas últimas horas que uma oferta de US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 7 milhões) foi feita pelo Boca Juniors ao Corinthians para a compra dos 50% dos direitos econômicos que pertencem ao clube brasileiro – outra metade pertence a um grupo de investidores. A diretoria do Timão, porém, nega qualquer tipo de proposta dos Xeneises pelo uruguaio, que iniciou a temporada como titular da equipe. O técnico Tite já disse algumas vezes que conta com o meio-campista em 2015.

(Colaborou Rodrigo Vessoni)

Corinthians pode perder Guerrero sem ser notificado

por Fábio Suzuki em 28.jan.2015 às 6:39h

Guerrero estaria na mira do Hamburgo, segundo divulgou o jornal alemão Bild

Caso o interesse do Hamburgo em Guerrero seja real, conforme divulgou o jornal alemão “Bild”, o Corinthians poderá perder seu atacante sem ser notificado. Por se tratar de uma negociação internacional, a Fifa não obriga que o clube interessado notifique o time que detém os direitos do atleta. “Tal aviso só deve ocorrer quando as tratativas envolverem dois clubes brasileiros”, diz o advogado Eduardo Carlezzo, especialista em direito esportivo. O acordo de Guerrero com o clube termina em julho.

Lugar marcado
O Corinthians deve anunciar nos próximos dias a venda das cadeiras cativas de sua arena onde os torcedores poderão adquirir assentos para toda a temporada de jogos. A comercialização envolverá as cadeiras do Setor Oeste do estádio, com 100% do nível superior e metade (parte central) do nível inferior. Todo o setor tem cerca de 15 mil assentos e é o mesmo onde estão situados os camarotes da arena corintiana.

Figurinha difícil
Emerson Sheik não quis tirar foto para a sessão ‘elenco’ do site do Corinthians nos EUA sob argumento de que estava com pontos na testa após trombada com o lateral Uendel. A delegação voltou há mais de uma semana ao Brasil e a foto do jogador na página segue a antiga, com modelo de camisa e patrocinador que não são os atuais. Esse já não é a primeira vez que o clube tem dificuldade de convencer o atacante a participar dos eventos oficiais.

Nova diretoria
O Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) do Palmeiras escolherá nesta quinta-feira, 29, a nova diretoria do órgão para os próximos anos. Por ter sido reeleito para compor o COF, Alberto Strufaldi, que presidiu o órgão na última gestão, tem grandes chances de se manter à frente do Conselho palmeirense.

Sem privilégios
O presidente do Esporte Interativo, Edgar Diniz, negou ontem, durante o lançamento da Copa Verde-2015, que o canal irá privilegiar as transmissões internacionais em detrimento do torneio nacional. “Vamos utilizar nosso investimento na Liga dos Campeões para promover o futebol brasileiro”, afirmou. O canal adquiriu no final de 2014 os direitos do torneio europeu pelas próximas três temporadas.

Em negociação
Patrocinadora de Anderson Silva há três anos, a Budweiser negocia a renovação do contrato com o lutador, que volta ao Octógono do UFC neste sábado, 31. O atual acordo foi firmado por dois anos em abril de 2013 e compreendeu o pior momento da carreira do brasileiro, que foram as duas derrotas para o americano Chris Weidman, a última delas com uma lesão grave que afastou Silva por um ano das lutas. Segundo a porta-voz da marca, Diana Maranhão, “em nenhum momento a marca cogitou romper o acordo”.

No país vizinho
A brasileira Netshoes iniciou nesta semana a operação da loja virtual do San Lorenzo, da Argentina. A empresa, que já opera o e-commerce do River Plate, comercializará mais de 200 itens oficiais com entrega em todo o país vizinho.

Interditados
Faltando três dias para o início do Paulistão-2015, dois estádios que serão utilizados no torneio ainda estão interditados: o Canindé, da Portuguesa, e o Augusto Schmidt, do Rio Claro.

O clube da capital tenta a liberação de seu estádio junto à Polícia Militar, que interditou o Canindé em novembro de 2014. Até conseguir o laudo da PM, o clube mandará seus jogos em Bragança Paulista.

Já o Rio Claro tem um problema maior para resolver pois seu estádio não possui a capacidade mínima de 15 mil pessoas. A saída encontrada pelo clube foi instalar estrutura provisórias, mas dificilmente terá a liberação do Corpo de Bombeiros até a estreia do time, no sábado (31).

Por outro lado, outros oito estádios que haviam sido interditados pela FPF em dezembro conseguiram a liberação para a rodada inicial do torneio.

De Letra

“O problema a gente já tem. Temos é que encontrar a solução”

Dunga, técnico da Seleção Brasileira fala  sobre a responsabilidade de assumir a equipe nacional após a derrota por 7 a 1 para a Alemanha.

Time de Ronaldo nos EUA projeta faturar R$ 26 mi com academia de futebol até 2018

por Fábio Suzuki em 27.jan.2015 às 6:34h

Ronaldo é um dos sócios do Fort Lauderdale Strikers, time da liga americana NASL, cujo projeto envolve uma rede global de academias de futebol

Com sócios brasileiros, entre eles Ronaldo Fenômeno, o time americano Fort Lauderdale Strikers terá também uma rede global de academias de futebol voltada para crianças e jovens que se chamará “Ronaldo 9”. A primeira unidade será lançada até junho e a expectativa é vender pelo menos 100 franquias pelo mundo em três anos. As unidades vão custar entre US$ 100 mil e US$ 150 mil, o que geraria uma receita de ao menos US$ 10 milhões (cerca de R$ 26 milhões) ao projeto até 2018.

Voo de negócios
Há alguns dias, Ronaldo Fenômeno e os sócios Ricardo Geromel e Carlos Wizard Martins, este último dono da rede de idiomas Wizard, deram uma volta de helicóptero pela região de Miami à procura de um terreno para servir de “unidade-modelo” da rede “Ronaldo 9”. O projeto para as academias seguirá o mesmo adotado para a Wizard, que hoje é a maior escola de línguas do mundo.

Prazo maior
Os 20 clubes que disputarão o Campeonato Paulista a partir deste sábado, 31, poderão inscrever 10 dos 28 jogadores até a 4ª rodada do torneio, que tem início no dia 10 de fevereiro. O prazo para a inscrição dos outros 18 atletas se encerrou na última sexta, 23, e essa pré-lista não poderá ser alterada. Na reunião dos clubes realizada em novembro na FPF, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, foi o único a votar contra o limite de 28 atletas para o torneio.

Voto contra
A próxima reunião do Conselho do São Paulo será apenas no dia 9 de fevereiro. Entretanto, opositores já afirmam que votarão contra se o “caso BWA” entrar na pauta do encontro. No projeto, o clube entregaria por dez anos a administração e arrecadação da bilheteria do Morumbi à BWA, especializada na gestão de estádios e venda de ingressos.

Loucos por dados
Lançado há dois meses, o aplicativo “Almanaque do Timão”, com dados sobre os 104 anos da história da clube, já conta com 42 mil usuários espalhados por todos os estados do país. A permanência média dos corintianos que acessam a ferramenta é de mais de 3 minutos e o índice de retenção é de 75%.

Qatarização
O Qatar poderia muito bem ser a capital mundial do esporte. O pequeno país sedia atualmente o Mundial de Handebol, deve receber a Copa-2022 e irá brigar pelos Jogos Olímpicos. Além disso, seis outros Mundiais já estão garantidos nos próximos anos.

Entretanto, o Qatar está longe de ser uma potência esportiva. Um dos motivos é sua pequena população, formada por menos de 2 milhões de pessoas e com grande parte dela de estrangeiros.

E para fortalecer as equipes do país, a saída foi atrair atletas para se naturalizar. Na seleção de handebol, por exemplo, são nove naturalizados de um total de 16 atletas.

– Respeitamos os regulamentos internacionais e o Qatar não é o primeiro a fazer isso – diz o xeque Saoud bin Abdulrahman Al-Thani, secretário-geral do Comitê Olímpico do Qatar.

De Letra

“Credibilidade não se ganha, se conquista”

Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, sobre o bom momento do clube no mercado, que fechou dois patrocínios em menos de uma semana.

Chapa de Citadini questiona uso de urnas eletrônicas na eleição corintiana

por Fábio Suzuki em 27.jan.2015 às 6:20h
Antônio Roque Citadini é um dos candidatos a presidente do Corinthians na eleição do próximo dia 7 (crédito: Alan Morici)

Antônio Roque Citadini é um dos candidatos a presidente do Corinthians na eleição do próximo dia 7 (crédito: Alan Morici)

A chapa “Pró-Corinthians”, que tem Antônio Roque Citadini como candidato a presidente do clube, enviou na última sexta-feira, 23, uma carta à Comissão Eleitoral do clube, com onze questões referentes à utilização da urna eletrônica no pleito do próximo dia 7. Entre as dúvidas, está se a empresa que alugará os equipamentos tem “algum vínculo” com o clube e se a chapa poderá indicar peritos para fiscalizar o processo eleitoral corintiano.

Segundo Guilherme Strenger, presidente da Comissão Eleitoral do Corinthians, um documento com as respostas será entregue a Citadini na reunião que será realizada hoje para falar exatamente sobre as urnas eletrônicas. Além das duas chapas que concorrem à presidência do clube, estará presente também um diretor da Microbase, que irá fornecer os equipamentos para a eleição corintiana.