publicidade


O vexame do Mineirão

por janca em 05.fev.2013 às 8:42h

Pegou muito mal na Fifa e virou notícia no Brasil e no exterior o vexame que foi a reabertura do Mineirão, um dos estádios da Copa das Confederações e do Mundial do ano que vem.

Faltaram água e papel higiênico nos banheiros, os bares estavam fechados e os torcedores reclamaram da dificuldade de parar o carro para ver Cruzeiro x Atlético-MG. A Minas Arena, responsável pela administração do estádio, pediu desculpas ao público. Diz que a tendência é melhorar para os próximos jogos, mas será que a arena oferecerá boas condições em partidas de grande público, como foi o caso de domingo?

A Fifa já pediu explicações ao Comitê Organizador Local da Copa, que diz que providências serão tomadas, embora não tenha explicado quais.

O pior de tudo foi a chegada ao estádio, algo que não diz respeito diretamente à Minas Arena, mas ao poder público e ao governo de Minas Gerais. Transporte público é péssimo, pouco foi feito no tocante à mobilidade urbana, o trânsito estava caótico e o torcedor sofreu, inclusive nas mãos dos chamados flanelinhas, fora a falta de segurança fora do estádio. Um exemplo a não ser seguido, enfim.

Na semana anterior fora a vez do Castelão, que apresentou menos problemas _havia água, papel higiênico e bares abertos. Fora do estádio, no entanto, o trânsito também foi complicado, inclusive porque o investimento em mobilidade urbana acabou sendo menor do que o prometido.

No caso do estádio de Fortaleza, porém, a preocupação é o que fazer com ele depois da Copa, já que até a direção da CBF admite que ele tende a ser deficitário. E José Maria Marin, presidente da entidade e também do COL, limita-se a dizer “vamos ver, vamos ver”, mais preocupado que deve estar com a eleição na CBF. Que será em abril do ano que vem, antes da Copa, portanto. E seu candidato tem nome desde que assumiu a confederação: Marco Polo Del Nero, que é quem tem dado as cartas na CBF. Mais do mesmo, mais do mesmo. É a velha política de sempre. Seja no futebol, seja no Congresso Nacional.

Tags: , , , , ,

41 comentários para “O vexame do Mineirão”

  1. Mario disse:

    Não acredito em vexame durante a copa , todos os serviços publicos vão trabalhar sem folga com uma tremenda pressão politica p/não ocorrer erros dentro e fora dos estadios, agora fora do período da copa o povo vai continuar a ser tratado como gado .

    não vejo esse drama todo com fortaleza q tem clubes p/usar o estadio é só uma questão de acertar os valores e como é uma cidade com um potencial gigante p/o turismo é só trabalhar forte p/levar eventos como X-games , UFC e shows diversos p/lá.

    agora eu quero q magica vão fazer com os estadios q não tem futebol profissional e nem um potencial turistico como Cuiabá e Manaus.

  2. Marcelo disse:

    Nenhuma surpresa! O brasil tem todo direito de realizar uma copa do mundo, afinal o futebol corre nas veias de cada brasileiro, porém não temos estrutura alguma para realizar um evento deste porte da forma como ele demanda, não temos estádios de qualidade, visto que todos os estádios para o evento são novos e muitos vão ficar esquecidos depois do evento, temos um dos piores sistemas de transportes do mundo, falta segurança e o pior de tudo NOSSOS AEROPORTOS VÃO SER UMA DAS MAIORES VERGONHAS DO MUNDO DURANTE A COPA! O que temos são políticos e dirigentes que não tem qualquer responsabilidade com qualquer coisa, prometeram transformar o Brasil em uma Europa dos sonhos onde tudo funciona, um país em que você chega ao estádio sem problemas e tudo que gira em torno do evento esta 110%. Somos muito oba!oba! não somos organizados a ponto de fazer este evento a altura que ele merece, vamos passar vergonha mais uma vez para todo o resto do mundo! Felizes estão aqueles que participam das obras em torno do evento, estão rindo a toa. Afinal isto é Brasil, o país do encima da hora vamos dar um jeito. Mas desta vez, só por intervenção DIVINA, pois os cara daqui não tem COMPETÊNCIA para tanto. Esse é o país em que vivemos prometeram tanto e agora vão oferecer serviços de terceiro mundo a todos que estiverem aqui durante a COPA. Viva a politicagem, o voto obrigatório e a todos que ainda acreditam em promessa que são impossíveis de serem realizadas.

    • janca disse:

      Os estádios para a Copa ficarão bons, pelo menos eu acho, estarão nos padrões que a Fifa quer. O que questiono é o que perdemos em termos de oportunidade para melhorar, por exemplo, a qualidade dos transportes, os aeroportos, discutir questões urbanísticas, hotelaria e outros pontos mais.

  3. Oscar de Melo disse:

    Não acho que a copa será um caos,mas haverá dificuldades de mobilização urbana.Nos estádios o importante é estreá-los bem antes da copa,para que dê tempo de corrigir esses absurdos nos banheiros do Mineirão.De ante mão,dá pra profetizar algumas opiniões que certamente surgirão antes,durante e pós copa:Na Europa,um equilíbrio entre críticas e elogios,porém,na Inglaterra em particular,qualquer que seja o resultado,certamente só haverá críticas,assim como em alguns casos de brasileiros,principalmente torcedores do São Paulo,Santos,Palmeiras,Curitiba e Grêmio.Para esses torcedores,a copa já é horrível.

  4. francotimao disse:

    Ola, Janca, neste artigo você evidencia o q em outro tópico anterior, quando por diversas vezes concordamos q no futebol ao q parece é sempre o “mais do mesmo” e fomos além, estendendo para a politica, então como no caso do futebol os dois polos estão entrelaçados por interesses óbvios (Copa) fica ainda mais latente a incompetência e a “irresponsabilidade” dos dirigentes políticos e esportivos, sem trocadilho, mas o polo do futebol com o MarcoPOLO é abundancia do mesmo e na politica ainda por esses dias a eleição dos presidentes do senado e câmara evidenciam o escarnio com somos tratados pelos políticos e dirigentes, lamentável…Abs!!!!!!!

  5. Vaz disse:

    Não sei se é otimismo demais ou alienação de algumas pessoas mas ver um céu de brigadeiro onde a realidade insiste em mostrar o contrário é gostar de ser enganado. A cada dia vemos que a coisa não anda e a realidade teima em desmentir os prazos e a fanfarronice de Ministros e Governadores de Estado.
    Maracanã tem tudo para não ficar pronto (mas falam que isso é inveja e intriga contra a Cidade Maravilhosa. ), já são quase 8000 trabalhadores e a tal cobertura não anda, cadeiras não tiveram sequer sua instalação iniciada, gramado nem pensar, estão discutindo o estacionamento (“museu” do índio e estádio de atletismo que repentinamente descobriram a existência) e isso tudo a 2 meses da entrega.Qual a possibilidade real de ficar pronta e sem falhas?
    Mineirão, goteiras, gramado que alaga mas o sujeito responsável afirma que no dia do jogo estava bom. Ahhhhh então tá! Proponho um acordo com São Pedro para a Copa; chuva só no dia anterior ou após o jogo durante nem pensar se não vira pólo aquático (talvez seja útil para a Olímpiada afinal para que gastar milhões em um novo parque aquático). Estacionamento amplo, coberto e sufuciente e o torcedor fica a mercê de flanelinhas? Ontem Janca você escreveu sobre o cancelamento do oportunista e inútil vale esporte, proponho no lugar o vale flanelinha para a Copa. Quanto a alimentação, o cara vai lá para ver jogo ou comer? Beber para que? Para usar mais banheiros? Parece que foi coisa pensada, deixe faltar água e comida, sem eles, sem vontade de ir ao banheiro portanto economia de materiais e água nos banheiros. Estão de brincadeira não?
    Isso não é estar contra ninguém mais sim contra o descaso, desleixo, pressa, necessidade de fazer apologia da eficiência apressando aquilo que não está pronto para inaugurações, bater no peito sobre a superioridade de tal estado (pura demagogia política), de um clube em relação a outros e o que temos são obras mal feitas, sem conclusão e entregues de forma demagógica e com claros interesses políticos e até corrupção mesmo.O caso do Mineirão foi a parte vísivel mas fico com a pulga atrás da orelha no que se refere a aquilo que não é vísivel..
    Onde anda o MP e os órgãos segurança pública e de defesa do consumidor?

    • janca disse:

      Até acho que na hora da Copa o esquema funcionará, os estádios estarão ok, mas e as chances que perdemos para melhorar, por exemplo, os meios de transporte? É um legado que deixaremos de ter, Vaz. Um entre tantos outros, diga-se de passagem.

  6. Joe LHP disse:

    Foi um teste e foram reprovados, não é o fim do mundo, esses erros podem ser corrigidos, também há de se ressaltar que abriram em um clássico local com muita rivalidade e que tem muita diferença de outros jogos inclusive jogos de copa do mundo em que o publico é totalmente diferente , creio que melhorem jogo a jogo e que as outras arenas peguem esses erros e tomem como lição e outra coisa os clubes e as gestoras dessas arenas tem que entender melhor a cultura e o perfil dos torcedores, pois parece que não entendem nada e tratam o publico como marginal, ainda bem que o Corinthians melhorou bastante ao longo do tempo mas ainda da para melhorar mais, ainda mais com a nova arena.

    • janca disse:

      Mesmo assim, Joe, depois de tanta reforma, com tanto tempo pra preparar o Mineirão, sabendo que se tratava de um clássico, os erros foram absurdos. E a questão da mobilidade urbana, como mal foi mexida, acaba no caos que vimos domingo.

  7. leandro disse:

    Janca, o Brasil é uma vergonha pra organizar qualquer evento mundial pode constatar, e acredito que vai ser a mesma coisa na Copa.Uma bagunça a nível da última Copa, povo mal educado.Já imaginou como vai ter policial, taxista, flanelinha, comerciante tudo querendo “se dar bem” “arrumando algum dim dim” dos “gringos” e turistas de outras regiões do País ? Vai ser mais uma vegonha mundial pra nós…ah esqueci dos assaltantes falando “perdeu mané”.

    • Dermivaldo Piraputanga disse:

      Perdeu playboy, perdeu mané, perdeu pá, perdeu bródi, perdeu guri, perdeu piá, perdeu diretor. Eu rio mas sei que é trágico.
      Falou uma coisa séria, a falta de educação do brasileiro. Lembram das vaias aos atletas americanos no PAN do Rio? Isso pega muito mal.

  8. Ton disse:

    Ou seja, nada mudou. O desrepeito ao torcedor continua o mesmo. Aqui em São Paulo, o torcedor toma chuva, paga um absurdo no valor do ingresso, não tem a menor condição de saneamento básico nos sanitários, é explorado pelos ambulantes que cobram R$ 10,00 em um saquinho de salgadinho e ainda por cima tem que aguentar a ignorância dos policiais militares que tratam todo mundo que está entrando no estádio como se fossem presos adentrando ao presídio.

    • Dermivaldo Piraputanga disse:

      Acho que a culpa é do próprio torcedor, que não cobra, não reivindica melhorias e não exije que seus direitos sejam respeitados. O torcedor sabe que sofre para chegar ao estádio, se vai de carro paga caro para o flanelinha, se vai de onibus é pior, sabe que paga caro no ingresso, tem dificuldade para conseguir comprar a entrada, apanha da polícia, corre risco de vida, toma chuva, paga caro no lanche, usa um banheiro imundo e fedido, deixa a mulher em casa à mercê do Ricardão… mas continua indo ao estádio. Por isso nada muda.

  9. Dermivaldo Piraputanga disse:

    Com certeza os estádios estão sendo inaugurados antes de estarem prontos por pressão de políticos e autoridades que querem aparecer.
    Até a inauguração do estádio do Grêmio, que não tem nada a ver com a Copa foi um fiasco, pois o gramado parecia um pasto (sem querer ofender o pasto).
    Sem contar os preços dos comes e bebes, que custarão caro nos estádios, como acontece nos aeroportos.
    Lamentável, não conseguimos fazer nada direito, é sempre gambearra e tudo no improviso.

    Se está assim agora, imagina na Copa… Os turistas chegarão no aeroporto e não terão metrô nem trem rápido para levá-los até o hotel, terão que ficar uma hora pedindo informações, depois mais uma hora esperando ônibus, mais duas horas no engarrafamento, se pegarem taxi serão explorados, os hotéis cobrarão diárias absurdas, isso se conseguirem chegar no hotel sem serem assaltados, enfim… isso desestimula o turismo.

    E não adianta fazer puxadinho nem mascarar prá fingir que está bonito só na Copa, as coisas deveriam funcionar sempre, tanto para o turista estrangeiro, como para o nacional e como para o cidadão comum.
    A culpa maior é da Dilma.

    • Dermivaldo Piraputanga disse:

      O governo irá “quebrar o galho” do problema do transporte decretando feriado, mas e no dia-a-dia do cidadão?

      • Dermivaldo Piraputanga disse:

        E se o turista estrangeiro quiser chegar antes para conhecer o país, por exemplo? Ou se em dia de jogo ele desejar conhecer uma cidade que não tem Copa? E se ele quiser ir para Floripa, ou Foz do Iguaçu, ou para o Pantanal? Em Cuiabá o próprio povo, taxistas e motoristas de onibus desaconselham conhecer o Pantanal em virtude da falta de estrutura, estradas ruins, etc…

      • janca disse:

        Essa que é a questão.

  10. Tri mundial Doom disse:

    O vexame da Copa, Maracanã não tá pronto, o estádio do Grêmio mesmo não sendo para a Copa, deveria ter espaço para o avalanche e na primeira desaba….a culpa é de quem planejou a construção e não é gremista, pois quem sustenta o Grêmio é aquele que vai na avalanche e não comentarista dizendo que é perigoso…

  11. Joao Lucio disse:

    Como bem já dizia, lá nos anos 1980, a banda Legião Urbana:
    “Em vez de luz tem tiroteio no fim do túnel
    Sempre mais do mesmo
    Não era isso que você queria ouvir?”
    A pergunta é: Até quando vamos querer sempre mais do mesmo?

    • janca disse:

      Não sei, João Lúcio, mas será que queremos mais do mesmo? Na recente eleição para a presidência da Câmara e do Senado deu o mais do mesmo. Na CBF, enquanto não mexerem no estatuto e não mudarem o quadro eleitoral, assim como no COB, teremos mais do mesmo. Mas aqui e acolá surgem vozes contra a ditadura que impera nas duas entidades, impedindo ou inviabilizando a alternância de poder. E uma entidade, a CBF, que vive explorando um dos principais produtos nacionais, fazendo dele o que bem entender, e a outra, no caso o COB, acostumado a mamar nas tetas do governo.

  12. igor de castro disse:

    “Falta de segurança fora do estádio. Um exemplo a não ser seguido, enfim.”
    Pode ter faltado agua ,comida, ou sei la o que. Mas falar que faltou segurança??
    E mentira, a anos vou ao jogos do Cruzeiro e nunca vi um dia tão tranquilo. Policiais por todas as partes. Mas e normal quando algo aqui falha geral esculhamba Bh. Em Sp o estadio esta sendo erguido com dinheiro do povo pra ser entregue de presente a um time que sempre e favorecido. O transito de bh perto de sp e rio parece interior. Faltou preparo da Minas Arena, mas foi o primeiro jogo. Ainda bem que ocorreu aqui em bh, onde na maioria a educação reina, se fosse em Sp ou Rj o estrago seria maior.

    • janca disse:

      Se houvesse tanta segurança assim os flanelinhas não teriam atuado à vontade como atuaram. E, que eu saiba, brigas com mortes de torcedores não são “privilégio” de São Paulo ou Rio. Minas e Goiás são outros dois estados que preocupam muito a polícia.

    • Dermivaldo Piraputanga disse:

      Igor, seu invejoso de merda.
      Explique qual é o dinheiro público que tem na Arena Corinthians. Quanto? Vem de onde? quem pagou? Quem recebeu?
      Você deve ser atleticano, que nunca ganha nada.

      • Dermivaldo Piraputanga disse:

        O Mineirão sim custou uma fortuna de dinheiro público. E vai virar um elefante branco, pois o Atlético vai continuar jogando no Independência.
        Vá se informar antes de falar besteira.

    • Dermivaldo Piraputanga disse:

      Igor, Belo Horizonte é a segunda capital mais violenta do sudeste, com 35 homicídios para cada 100 mil habitantes. Só perde para Vitória. Ou seja, BH está 9 pontos acima da média nacional, que é de 26 homicídios.
      Ainda bem que aí reina a educação, né? Imagina se não tivesse.

    • tato I disse:

      Sou mineiro, Atleticamo, mas discordo quando você diz que não faltou segurança. Aliás, há tempos falta segurança, e digo mais, são tão incompetentes que os jogos entre Galo e Cruzeiro foram realizados com torcida única pelo simples motivo da PMMG não dar conta dos torcedores, que não são santos (dos dois clubes). E essa afirmação “se fosse em SP ou RJ o estrago seria maior” não é justificativa e não ajuda em nada a solução de nossos problemas. Ficou feio sim a reinauguração do Mineirão, infelizmente, um clássico desses merecia uma melhor organização.

      • janca disse:

        Concordo com você, Tato. O problema da violência é sério em Minas _vide jogos que você citou com torcida única_ e também é gravíssim em outros estados, como São Paulo, Rio e Goiás. E os erros de um não justificam os de outro. O torcedor merece segurança seja em Minas, seja em SP, seja no Sul, seja onde for. Abs.

  13. Bruno disse:

    Vai ser tranquilo vai ter um monte de otário trabalhando de graça como voluntário !

  14. Nosdelg disse:

    Janca, vc é um palhaço

Deixe um comentário


.